Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Catapora: Cuidados e quanto tempo dura

A catapora, também conhecida como varicela, dura de 10 a 14 dias e durante esse período alguns cuidados são importantes para a prevenção e alívio dos sintomas. Vacinação e distanciamento físico para a não transmissão, bem como a pessoa infectada deve buscar formas de aliviar a coceira das feridas para não machucar e gerar cicatrizes, além de adequar a alimentação para fortalecer a imunidade e ajudar o corpo a combater essa fase.

A catapora é uma infecção causada pelo vírus Varicela-Zóster que causa febre, mal-estar e manchas vermelhas pelo corpo que coçam bastante. Conheça outros sintomas da catapora.

Catapora: Cuidados e quanto tempo dura

Existem alguns cuidados que ajudam a prevenir e a combater os danos causados pela catapora, confira os principais:

1. Para prevenir

Existem várias formas de se contaminar com o vírus da catapora, seja por tosse ou espiro, já que passa pelas secreções respiratórias, no contato direto com a pele ou com uma superfície contaminada e ainda pode ser transmitida da mãe para o bebê durante a gravidez, no parto ou amamentação e uma vez com a doença, a pessoa cria proteção e fica imune contra o vírus. Existem casos de pessoas que contraíram a doença pela segunda vez, mas são raros e ela aparece de forma mais leve.

A vacinação é a melhor forma de prevenção contra a doença. No Brasil, a vacina contra a catapora é oferecida gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde e faz parte da vacina tetraviral, a qual protege também contra caxumba, rubéola e sarampo, sendo administrada em 2 doses, a 1ª deve ser tomada ao completar 12 meses e a 2ª dose 3 meses após a primeira. Por ser uma doença de fácil contágio, pessoas infectadas devem ficar sem contato físico nem convívio coletivo com outras por 14 dias ou até que todas as bolhas sequem para evitar a transmissão.

2. Para não ficar com "marquinhas"

Como o principal sintoma da catapora são feridas, tudo o que as pessoas infectadas querem é a cicatrização final e que as marcas sumam. Nunca estourar as bolhas, evitar ao máximo coçar as lesões e a exposição ao sol são cuidados muito importantes, assim como manter as unhas curtas e limpas, utilizar sabonete bactericida ou álcool em gel várias vezes no dia, sendo até indicado calçar luvas ou meias nas mãos durante a noite para não correr o risco de coçar inconscientemente e machucar.

Outras medidas para aliviar a coceira incluem aplicar algo frio como compressas de gelo sobre as lesões, já que quando o corpo sente frio sobre a pele acaba por bloquear a sensação de coceira. Se existirem feridas na cabeça, deve-se lavar o cabelo sem esfregar o couro cabeludo e cuidar ao pentear os cabelos. Além disso, tomar vários banhos frios por dia, utilizando 1 xícara de aveia em flocos, sem esfregar a pele, é uma opção de remédio caseiro eficaz para evitar as marquinhas. Veja outras opções de remédio caseiro para catapora.

Além disso, estudos vem buscando maneiras de eliminar as marcas deixadas pela catapora e produtos já mostraram ser eficazes como óleo de rosa mosqueta e óleos essenciais de roseira-brava, cremes de retinol, cremes de retinol e esfoliantes, o qual por remover a pele velha e logo, a parte manchada ou áspera. Existem também alguns cremes para remoção de cicatrizes que podem ajudar no processo.

3. Formas de tratamento

Existem tratamentos que podem ser realizados para diminuir os sintomas da catapora e assim, ajudar o corpo combater essa doença como uso de medicamentos anti-alérgicos e analgésicos, além de outras formas como tratamentos naturais e pomadas. Entenda como é feito o tratamento para a catapora.

4. Adequar a alimentação

Para diminuir os efeitos e controlar a catapora é fundamental se manter hidratado e bem nutrido para fortalecer o sistema imunológico. Cuidados especiais devem ser reforçados se a pessoa apresentar feridas dentro da boca, sendo que alimentos picantes, ácidos, salgados e crocantes podem irritar ainda mais as lesões. Logo, alimentos macios, leves e frutas e vegetais não ácidos são os mais indicados, assim como alimentos ricos em ferro. Picolés sem açúcar são uma ótima opção, pois além de aliviar a coceira ajudam na hidratação.

Veja nesse vídeo mais sobre alimentos e nutrientes que podem ser consumidos para aumentar a imunidade:

Cuidados com a catapora na gravidez

Já que a mulher não pode ser vacinada enquanto grávida, caso seja infectada durante a gestação, deve contactar imediatamente o médico que pode receitá-la uma injeção de imunoglobulina contra varicela-zóster, que quando aplicada dentro de 10 dias da exposição, pode prevenir e reduzir a gravidade dos riscos de complicações para a mãe e para o bebê.

Nos casos em que a mulher quer engravidar sem esses riscos e não sabe se está imunizada, ela pode realizar exames de sangue para saber se tem anticorpos e, caso não possua, pode tomar a vacina. É recomendado que se espere até 3 meses após a segunda dose antes de tentar engravidar. Conheça mais sobre os riscos, sintomas e como se proteger da catapora na gravidez.

Cuidados com a catapora no bebê

Se existem suspeitas de que o bebê está com catapora é necessário consultar com o pediatra, mesmo que os sintomas sejam leves, além de ser importante ter alguns cuidados sendo eles:

  • Ajudar a diminuir a coceira com banhos mornos e loção de camomila;
  • Colocar luvas no bebê durante o dia e a noite para que ele não coce as feridas;
  • Deixar o bebê descansar bastante;
  • Oferecer bastante água para que o bebê fique hidratado;
  • Oferecer alimentos de fácil deglutição e digestão. Sopas e papas sem sal e os alimentos cítricos como laranja, morango e tomate devem ser evitados pois podem causar dor;
  • Antes de o bebê completar 3 meses, medicamentos para reduzir a febre não devem ser administrados sem antes consultar um médico.

Contudo, o bebê tende a ficar irritado, sem fome e a chorar mais durante o período que estiver doente. Veja mais sobre a catapora no bebê e como tratar.

Quanto tempo dura a catapora

A doença dura de 10 a 14 dias e a pessoa deixa de transmitir quando as feridas secam, por volta do 7º dia, entretanto, a pessoa fica infectada no momento do contato com o vírus, mas só 15 dias depois que aparecem os sintomas que causam a doença.

No momento em que a pessoa deixa de ser contagiosa, ou seja, quando as feridas estão secas, a rotina pode ser retomada. Ainda assim, as marcas da catapora só deverão sair completamente após 3 semanas e caso alguma ferida tenha sido machucada, pode produzir cicatrizes que permanecerão na pele durante toda a vida.

Bibliografia >

  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Catapora (Varicela): causas, sintomas, diagnóstico, tratamento e prevenção. Disponível em: <http://saude.gov.br/saude-de-a-z/varicela-catapora>. Acesso em 13 Ago 2020
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA. Catapora. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/catapora/65/>. Acesso em 13 Ago 2020
  • LOBO, Iza Maria, et al. Varicella zoster virus. RBM Revista Brasileira de Medicina. Vol. 72, n. 6. 231-238, 2014
  • BLAIR, Robyn J. . Varicella Zoster Virus. Pediatrics in Review . Vol. 4, n. 7. 375-377, 2019
  • HAJIME, Machi et al. Neonatal varicella: Probable transmission from a vaccinated mother.. Pediatr Int . Vol. 60, n. 9. 900-901, 2018
  • WORLD HEALTH ORGANIZATION. Varicella. 2015. Disponível em: <https://www.who.int/immunization/diseases/varicella/en/>. Acesso em 13 Ago 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem