Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Criptorquidia - Quando o testículo não desceu

A criptorquidia é um problema comum entre os bebês e acontece quando os testículos não descem para o escroto, a bolsa que envolve os testículos. Normalmente, os testículos descem para o escroto nos últimos meses de gestação e, se tal não acontece, o bebê nasce sem os testículos no lugar normal, o que é facilmente observado pelo pediatra no nascimento ou nas primeiras consultas do bebê.

O médico observa que o testículo do bebê não está na bolsa escrotal através da apalpação do escroto logo após o nascimento do bebê. Se o testículo não estiver ali, ele ainda poderá descer sozinho durante o 1º ano de vida do bebê, sem necessidade de tratamento específico,mas se isso não acontecer pode ser necessário fazer cirurgia para colocar o testículo no lugar. A cirurgia é simples e rápida, devendo ser realizada antes dos 2 anos.

Criptorquidia - Quando o testículo não desceu

Tipos de criptorquidia

A criptorquidia pode ser classificada em:

  • ​​Criptorquidia bilateral: quando estão ausentes os dois testículos no escroto, que se não for tratada pode tornar o homem estéril;
  • Criptorquia unilateral: quando está ausente um testículo num dos lados do escroto, podendo provocar diminuição da fertilidade.

A criptorquidia não apresenta sintomas, porém podem surgir casos orquite, uma infecção do testículo. Algumas consequências da criptorquidia são a infertilidade, hérnias no testículo e o aparecimento de câncer no testículo e para diminuir estes riscos é necessário posicionar o testículo no lugar correto ainda na infância, nos primeiros anos de vida do bebê.

Tratamento para reposicionar o testículo

O tratamento da criptorquidia pode ser feito com terapia hormonal, através de injeções de testosterona ou hormônio gonadotrofina coriônica, que ajudam a amadurecer o testículo fazendo com que ele desça até ao escroto, o que resolve até metade dos casos.

Nos casos em que o uso de hormônios não soluciona o problema, é necessário recorrer a cirurgia para liberar o testículo do abdômen. Este procedimento é principalmente utilizado na criptorquidia unilateral.

Quando a ausência de testículos é detectada em fases tardias, a remoção dos testículos pode ser necessária para evitar complicações futuras para o indivíduo, tornando-o estéril.

Porque o testículo do bebê não desceu

As causas da criptorquidia podem ser:

  • Hérnias no local por onde descem os testículos do abdômen para o escroto;
  • Problemas hormonais;
  • Baixo peso do bebê;
  • Nascimento prematuro;
  • Síndrome de Down;
  • Contacto com substâncias tóxicas como pesticidas.

Alguns fatores de risco da mãe como obesidade, diabetes gestacional, diabetes tipo 1, tabagismo e álcool na gravidez podem levar ao aparecimento de criptorquidia no bebê.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...