Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como tratar o Cisto de Baker

O tratamento para cisto de Baker, que é um tipo de cisto sinovial, deve ser orientado por um ortopedista ou um fisioterapeuta e, normalmente, é iniciado com repouso da articulação e tratamento do problema que está causando o acúmulo de líquido na articulação e surgimento do cisto.

Dependendo do problema que está causando o surgimento do cisto de Baker, o médico pode recomendar diferentes tipos de tratamento. Por exemplo, caso o paciente sofra de artrite, o ortopedista pode recomendar injeções de corticoides na articulação, já se o paciente tiver um rompimento dos ligamentos, pode ser necessário fisioterapia ou cirurgia, por exemplo.

Entenda o que é o cisto de baker clicando aqui. A principal diferença entre o cisto de Baker do cisto sebáceo são as estruturas do corpo envolvidas. No cisto de baker o cisto está localizado entre o músculo gastrocnêmio e o tendão do músculo semimembranoso, enquanto que o cisto sebáceo e composto por sebum e encontra-se na derme ou hepiderme.

Como tratar o Cisto de Baker

Como aliviar os sintomas de cisto de Baker

Alguns tratamentos, como aplicação de frio ou fisioterapia, ajudam a aliviar os sintomas do cisto de Baker, até que a sua causa esteja resolvida, e incluem:

  • Utilizar meias de compressão: ajudam a reduzir o inchaço no joelho, aliviando a dor ao movimentar a articulação e diminuindo o risco de trombose venosa profunda;
  • Aplicar compressas geladas: aplicar frio na parte de trás do joelho durante 10 a 20 minutos ajuda a reduzir o inchaço e a dor;
  • Tomar remédios anti-inflamatórios receitados pelo médico: como o Ibuprofeno ou o Diclofenaco;
  • Fazer fisioterapia: utiliza exercícios que ajudam a fortalecer os músculos do joelho, evitando pressão exagerada sobre a articulação e diminuição da dor.

Nos casos mais graves, em que a dor é muito forte ou o cisto de Baker é muito grande, pode ser necessário drenar o cisto com uma agulha ou recorrer à cirurgia para retirar o cisto.

Veja também: Como tratar uma lesão no joelho

Já para tratar o cisto de Baker rompido, pode ser necessário complementar o tratamento com a ingestão de remédios analgésicos pelo ortopedista, como Paracetamol ou Naproxeno, uma vez que o líquido pode escapar para a panturrilha e provocar dor intensa, semelhante a trombose venosa profunda.

Sinais de melhora do cisto de Baker

Os sinais de melhora do cisto de Baker podem demorar até alguns meses para surgir, dependendo do problema que o está causando, e incluem diminuição da dor, redução do inchaço e maior facilidade para movimentar o joelho.

Sinais de piora do cisto de Baker

Os sinais de piora do cisto de Baker estão, principalmente, relacionados com o cisto de Baker roto, que provoca dor intensa na panturrilha, inchaço do local e dificuldade para mover a perna, podendo impedir o andar.

Complicações do cisto de Baker

A principal complicação do cisto de Baker é o surgimento de trombose venosa profunda devido à formação de um coágulo nas veias das pernas, provocando sintomas semelhantes ao cisto rompido, como vermelhidão, inchaço da perna e dor intensa, especialmente na panturrilha.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...