Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como saber se seu filho é hiperativo

A hiperatividade, também conhecida como transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade, representado pela sigla TDAH, geralmente manifesta-se antes dos 7 anos de idade, através de comportamentos que a criança tem, como agitar frequentemente as mãos ou se remexer na cadeira quando está sentado, por exemplo.

É muito comum a hiperatividade ser confundida com nervosismo, medo ou agitação e, por isso, é importante os pais estarem atentos ao comportamento da criança e conseguirem identificar sinais de hiperatividade.

Como saber se seu filho é hiperativo

Sinais de hiperatividade na criança

Os sinais que podem indicar que a criança é hiperativa incluem:

  1. Não consegue ficar sentado durante muito tempo, mexendo-se na cadeira;
  2. Parece não prestar atenção ao que é dito;
  3. Tem dificuldade em seguir uma ordem ou instrução, mesmo que a tenha compreendido;
  4. Fala muito, de forma excessiva e não consegue ficar calado, interrompendo as conversas;
  5. Tem dificuldade em prestar atenção e estar concentrado em casa e na escola;
  6. Distrai-se com muita facilidade;
  7. Tem facilidade em perder objetos;
  8. Tem dificuldade para brincar tranquilo e apenas com um objeto;
  9. Muda de tarefa, deixando a anterior por fazer;
  10. Não aguenta esperar a sua vez, podendo falar a resposta ainda antes da pergunta ou que outros colegas respondam;
  11. Brincar ou fazer alguma coisa mais perigosa, pois não pensa nas consequências.

Perante estes sinais, os pais devem levar a criança a um psicólogo ou pediatra comportamental, ou Pedopsiquiatra, para ele avaliar a criança, diagnosticar o problema e indicar o tratamento adequado. Veja este teste para hiperatividade que pode ajudá-lo a decidir quando consultar um profissional e iniciar o tratamento: Teste para TDAH (Hiperatividade).

Como tratar a hiperatividade na criança

O tratamento da hiperatividade na criança pode ser feito com remédios prescritos pelo pediatra e com terapia comportamental e técnicas de relaxamento orientados por um psicólogo para ajudar a controlar os sintomas.

Os pais também são importantes no tratamento, pois podem ajudar a criança a controlar a doença e os sintomas através da adoção de algumas estratégias, como criar horários regulares, por exemplo.

Saiba como ajudar seu filho: Tratamento para déficit de atenção e hiperatividade.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...