Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como tratar o déficit de atenção e hiperatividade

O tratamento do transtorno de déficit de atenção e hiperatividade, conhecido como TDAH, é feito com uso de medicamentos, terapia comportamental ou a combinação destes. 

Além disso, para que o tratamento da TDAH infantil seja eficaz, é muito importante que os pais e professores se envolvam no tratamento, com o papel de ajudar a melhorar o ambiente em que a criança convive, através da criação de uma rotina, um ambiente organizado e com o oferecimento de atividades no momento certo. 

As formas naturais de auxiliar no tratamento desta síndrome são o controle da alimentação, evitando-se alimentos ricos em corantes e açúcares, como pirulitos, balas e gelatina, estímulo à prática de atividades físicas, além de terapias alternativas como meditação e acupuntura também podem ajudar.

Como tratar o déficit de atenção e hiperatividade

1. Tratamento com medicamentos

O tratamento para o TDAH é feito com remédios que promovem uma diminuição da impulsividade, desatenção e dos sintomas do movimento, facilitando melhor interação social e desempenho na escola ou trabalho. As opções incluem:

  • Psicoestimulantes, como Metilfenidato, conhecido como Ritalina, são a primeira escolha para o tratamento;
  • Antidepressivos, como Imipramina, Nortriptilina, Atomoxetina, Desipramina ou Bupropiona, por exemplo;
  • Antipsicóticos, como Tioridazina ou Risperidona, por exemplo, são úteis somente em casos específicos para controle do comportamento, especialmente quando há retardo mental;

No caso de dificuldades com o tratamento, ainda existem outros medicamentos que podem ser usados, como Clonidina ou Guanfacina, por exemplo. O tipo de remédio, doses e tempo de uso são determinadas pelo psiquiatra, de acordo com a necessidade de cada criança ou do adulto.  

2. Tratamento com psicoterapia

A psicoterapia que é indicada para o tratamento do TDAH chama-se Terapia Cognitivo Comportamental, feita por psicólogos, e tem o foco no apoio à mudanças do comportamento e a criação de melhores hábitos, permitindo um enfrentamento dos problemas causados pela doença e trazendo motivação e autonomia.

Ao longo do tratamento psicoterápico também é importante trabalhar com todo o contexto social da criança com esta síndrome, envolvendo pais e professores para manutenção das orientações no dia-a-dia, que são essenciais para ajudar na manutenção do foco e da atenção da criança.

Como tratar o déficit de atenção e hiperatividade

3. Opções naturais

Medidas caseiras, que não substituem mas auxiliam no tratamento da pessoa com TDAH, incluem a manutenção de um ambiente organizado, sobretudo a casa, com regras e que facilitem o desenvolvimento das tarefas e melhorem a concentração, já que o ambiente desorganizado pode influenciar no comportamento de impulsividade, hiperatividade e desatenção.  

Além do ambiente organizado, deve-se ter atenção à alimentação, evitando-se alimentos ricos em corantes, conservantes, açúcares e gordura, que podem piorar o comportamento e impulsividade.  

Já as técnicas de relaxamento e meditação, através do yoga e shiatsu, por exemplo, também podem ajudar a controlar os sintomas de agitação. A prática de atividades físicas é essencial para diminuir a hiperatividade, assim como acupuntura tem se mostrado útil em algumas pessoas.

O tratamento com fonoaudiólogo é recomendado em casos específicos onde existem, simultaneamente, transtorno de leitura, conhecida como dislexia, ou transtorno da expressão escrita, conhecida como disortografia.

Orientações para a família

As orientações para a família sobre déficit de atenção e hiperatividade são importantes para completar o tratamento desta doença. Algumas delas são:

  • Criar horários regulares na vida diária da criança;
  • Olhar nos olhos da criança quando falar com ela;
  • Ajudar a organizar o local de estudo, retirando materiais que possam distrair;
  • Oferecer um espaço de silêncio e calma para a criança dormir e estudar;
  • Oferecer outra atividade quando a criança começa a ficar agitada;
  • Dividir as informações e usar menos palavras para explicar algo.

Além disso, é importante promover a socialização da criança com outras crianças, como forma de diminuir os sintomas do TDAH. Confira, também, algumas dicas para ensinar a criança prestar atenção.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...