Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

12 dicas de como parar de comer doce

Algumas formas de parar ou diminuir a vontade de comer doce são aumentar o consumo de alimentos que dão maior sensação de saciedade, reduzem a fome, equilibrem os níveis de açúcar no sangue ou que estimulem a produção de serotonina, que é uma substância relacionada com a sensação de bem-estar e prazer, como banana, aveia ou castanhas, por exemplo.

Além disso, aumentar o consumo de alimentos que melhoram a saúde da flora intestinal, como iogurte natural e probióticos, aumentam a saciedade e contribuem para a perda de peso, além de diminuir a vontade de comer alimentos mais doces.

É importante ressaltar que além da alimentação, também é necessário fazer atividade física regularmente para melhorar a produção hormonal e reduzir o estresse e a ansiedade, o que contribui para diminuir a vontade de comer doces e reduz o risco de desenvolver diabetes, doenças cardiovasculares, câncer e cáries.

12 dicas de como parar de comer doce

Algumas dicas para parar de comer doce incluem:

1. Comer doces menos doces

Comer doces menos doces ou alimentos e bebidas menos açucarados, é uma excelente dica para parar de comer doce definitivamente. Isto porque ao reduzir o grau de doçura dos alimentos gradualmente, o paladar fica mais adaptado de forma que não se sente mais vontade de comer alimentos tão doces.

Boas formas de comer alimentos menos doces são diminuir a quantidade de açúcar no café, por exemplo, ao invés de adicionar 3 colheres de açúcar, pode-se diminuir a quantidade ao longo do tempo.

2. Comer alimentos ricos proteínas e gorduras boas

Os alimentos ricos em proteínas e gorduras boas, como carne magra, peixe, ovos, laticínios integrais, abacate, soja e nozes, aumentam a sensação de saciedade, reduzem a fome e ajudam a equilibrar os níveis de açúcar no sangue, o que contribui para diminuir a vontade de comer doce.

Uma boa opção para aumentar o consumo desses alimentos é comer um ovo cozido no café da manhã, adicionar peito de frango ou peru, atum, salmão ou queijo na salada no hora do almoço ou tomar uma vitamina de abacate sem açúcar no lanche da tarde, por exemplo. Confira a lista completa de alimentos ricos em proteínas

3. Comer iogurte natural diariamente

O iogurte natural não contém açúcar nem aditivos ou corantes artificiais e são preparados a partir da fermentação do leite por bactérias boas que utilizam a lactose como fonte de energia. Quando a pessoa consome iogurte natural diariamente, ocorre um aumento da quantidade de bactérias boas que chegam ao intestino, formando uma flora cada vez mais saudável. Isto é importante para quem deseja parar de comer doce porque o desequilíbrio da flora intestinal, envia estímulos ao cérebro que aumentam o desejo de comer doce.

Uma boa forma de incluir o iogurte natural na dieta de forma gradual e adaptar o paladar ao gosto do iogurte é utilizá-lo com geléias, batido com frutas ou preparar uma gelatina com iogurte natural. Além disso, pode-se adicionar aveia ou chia para dar maior sensação de saciedade e, assim, diminuir a vontade de comer doce.

O iogurte natural pode ser produzido em casa de forma fácil e prática. Saiba como preparar o iogurte natural caseiro

4. Evitar bebidas industrializadas

Algumas bebidas industrializadas como refrigerantes, energéticos, sucos e bebidas isotônicas, contêm grande quantidade de açúcar, e evitar o consumo dessas bebidas diminui muito a quantidade de açúcar ingerido por dia, pois quanto mais açúcar a pessoa ingere, maior a vontade de comer doce.

Assim, como forma de substituir as bebidas industrializadas e diminuir a vontade de doce, é importante aumentar a quantidade de água consumida durante o dia, além de também poder ser interessante tomar água com gás com hortelã ou pepino, por exemplo, além de chás e sucos de frutas sem açúcar.

Assista o vídeo com a nutricionista Tatiana Zanin com outras opções para substituir as bebidas industrializadas:

5. Comer a cada 3 horas

Comer a cada 3 horas e em menor quantidade ajudam a regular os níveis de açúcar no sangue e, por isso, reduzem o desejo de comer doce. Além disso, quando o intervalo entre as refeições é grande, ocorre uma falta de energia no corpo fazendo com que o cérebro aumente a fome e a vontade de comer doce para repor as energias.

Por isso, é importante fazer as refeições mais importantes do dia, como café da manhã, almoço e jantar, e incluir lanches entre essas refeições, para evitar a redução acentuada do açúcar no sangue e a vontade de comer doce.

6. Comer alimentos integrais

Os alimentos integrais são ricos em fibras que ajudam a aumentar a saciedade e a equilibrar os níveis de glicose no sangue, pois permite que o açúcar dos alimentos seja absorvido mais lentamente pelo intestino, o que contribui para diminuir a vontade de comer doce. 

Uma boa dica é trocar o arroz e o macarrão comuns pela versão integral, porque têm mais fibras na sua composição, ou adicionar cereais integrais na alimentação. Veja opções de cereais integrais saudáveis

7. Reduzir o consumo carboidratos simples

Reduzir o consumo de carboidratos simples, como pão branco, biscoitos recheados, macarrão, refrigerantes, bolos e salgados, faz com que os níveis de glicose no sangue aumentem e diminuam rapidamente, fazendo com que o cérebro entenda que é preciso aumentar os níveis de glicose no sangue e estimule o apetite e a vontade de comer mais doce.

Além disso, esses carboidratos simples causam um desequilíbrio na flora intestinal, o que poderia aumentar o consumo de doces. Por isso, ao reduzir o consumo de carboidratos simples, é possível diminuir a vontade de comer grandes quantidades de açúcar durante o dia. Veja como substituir os carboidratos simples da dieta

8. Comer biomassa de banana verde

A biomassa de banana verde é um alimento rico em amido resistente, um tipo de fibra que serve de alimento para as bactérias intestinais boas. Além disso, as fibras aumentam a sensação de saciedade e reduzem a fome, diminuindo a vontade de comer doces. Além disso, a banana é rica em triptofano que é um aminoácido utilizado pelo corpo para produzir a serotonina e que está relacionada com a sensação de bem estar e prazer. 

A biomassa pode ser utilizada em receitas como bolos, brigadeiro, estrogonofe e para engrossar caldos e sopas.

Assista o vídeo com a nutricionista Tatiana Zanin sobre como preparar a biomassa de banana verde:

9. Comer aveia

A aveia é rica em fibras, como a betaglucana, que aumentam a sensação de saciedade, controlam a fome, diminuem a absorção de gorduras e evitam picos acentuados nos níveis de açúcar no sangue, pois permitem uma absorção mais lenta dos alimentos, o que ajuda a diminuir a vontade de comer doce.

Além disso, a aveia tem inulina, um outro tipo de fibra que estimula a reprodução de bactérias intestinais boas, essencial para equilibrar a flora intestinal e reduzir a vontade de comer doce, além de trazer benefícios como redução de colesterol e triglicerídeos, e aumento da absorção de minerais no intestino.

Para aumentar o consumo de aveia no dia a dia, pode-se adicionar uma colher de sopa no iogurte natural ou bater no liquidificador com leite e frutas, por exemplo. Confira outros benefícios da aveia e sugestões de receitas saudáveis.

10. Comer sementes e castanhas

As sementes como chia, linhaça, gergelim e semente de girassol são ricas em magnésio, que é um mineral que estimula a produção de serotonina, um hormônio que dá a sensação de bem estar e melhora o humor, ajudando a diminuir a vontade de doces. Já as castanhas e outras frutos oleaginosas, como amêndoas, avelãs e nozes, além de serem ricas em magnésio, também possuem zinco, selênio e ômega-3, nutrientes essenciais para reduzir o estresse e ansiedade, fazendo com que a vontade de comer doce também fique controlada.

12 dicas de como parar de comer doce

11. Comer mais frutas

As frutas são ricas em fibras que aumentam a saciedade, diminuem a absorção de açúcar pelo intestino, o que ajuda a equilibrar a glicemia e reduzir a fome e, por isso, diminui a vontade de comer doce.

Uma boa forma de aumentar o consumo de frutas é comê-las como sobremesa ou adicioná-las em pequenos lanches com iogurte natural ou em vitaminas. 

12. Tomar probióticos em cápsulas

Os probióticos são bactérias boas para o intestino e, além de alimentos naturais como iogurte, kefir e kombucha, podem também ser encontrados na forma de cápsulas ou pó, podendo ser utilizados como suplementos na dieta.

Ao tomar esses suplementos, as bactérias do probiótico constroem uma flora intestinal saudável, o que ajuda a regular os estímulos enviados ao cérebro para comer mais açúcar e, por isso, ajudam a diminuir a vontade de comer doce. 

Assista o vídeo com outras dicas de como parar de comer doce:

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • WALKER, Ryan W.; et al. Fructose content in popular beverages made with and without high-fructose corn syrup. Nutrition. 30. 7-8; 928-935, 2014
  • CHEN, Liwei; et al. Reduction in consumption of sugar-sweetened beverages is associated with weight loss: the PREMIER trial. Am J Clin Nutr. 89. 5; 1299-306, 2009
  • LUDWIG, David S.; et al. Relation between consumption of sugar-sweetened drinks and childhood obesity: a prospective, observational analysis. The Lancet. 357. 9255; 505-508, 2001
  • SIERVO, Mario; et al. Sugar consumption and global prevalence of obesity and hypertension: an ecological analysis. Public Health Nutr. 17. 3; 587-596, 2014
  • LOWETTE, Katrien; et al. Effects of High-Fructose Diets on Central Appetite Signaling and Cognitive Function. Front Nutr. 2. 5; 1-5, 2015
  • TEFF, Karen L.; et al. Dietary fructose reduces circulating insulin and leptin, attenuates postprandial suppression of ghrelin, and increases triglycerides in women. J Clin Endocrinol Metab. 89. 6; 2963-2972, 2004
  • HALTON, Thomas L.; HU, Frank B. The effects of high protein diets on thermogenesis, satiety and weight loss: a critical review. J Am Coll Nutr. 23. 5; 373-385, 2004
  • LEIDY, Heather J.; et al. The Effects of Consuming Frequent, Higher Protein Meals on Appetite and Satiety During Weight Loss in Overweight/Obese Men. Obesity (Silver Spring). 19. 4; 818–824, 2011
Mais sobre este assunto:

Carregando
...