Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Cirurgia para corrigir orelha de abano

A cirurgia para orelha de abano, também conhecida como otoplastia, é um tipo de cirurgia plástica que ajuda a melhorar a forma e o posicionamento das orelhas, tornando-as menos visíveis e com uma aparência mais proporcional ao rosto.

Embora esta cirurgia seja muito utilizada para corrigir alterações estéticas, também pode ser feita para tratar defeitos congênitos no canal auditivo ou nas outras estruturas do ouvido, para melhorar a qualidade da audição, por exemplo.

No caso da orelha de abano, a cirurgia pode ser feita após os 5 anos de idade, pois é quando a cartilagem deixa de crescer, não existe risco de o problema voltar a surgir depois da cirurgia. No entanto, como a otoplastia normalmente é um processo muito específico para cada pessoa, sua necessidade deve sempre ser avaliada junto com o clínico geral ou o pediatra.

Cirurgia para corrigir orelha de abano

Preço da cirurgia

O valor da cirurgia para orelha de abano pode variar entre os 3 e os 5 mil reais, dependendo da complexidade do processo, do cirurgião selecionado e dos exames necessários, por exemplo.

A cirurgia também pode ser feita gratuitamente pelo SUS, no entanto, normalmente só são consideradas candidaturas de pessoas que estejam apresentando alterações psicológicas causadas pela alteração visual das orelhas.

Como é feita a cirurgia

A otoplastia pode ser feita utilizando-se anestesia local, mas, na maior parte dos casos, é feita com anestesia geral, especialmente em crianças, de forma a diminuir o estresse. Depois da anestesia, o cirurgião:

  1. Faz pequenos cortes na parte de trás da orelha;
  2. Cria uma nova dobra na orelha para permitir que fique junte da cabeça;
  3. Remove o excesso de cartilagem, se necessário;
  4. Fecha os cortes com sutura.

Em algumas pessoas, o médico também pode precisar de fazer cortes na parte da frente da orelha, mas, nesses casos, os cortes normalmente são feitos por baixo das dobras naturais da orelha, permitindo manter as cicatrizes invisíveis.

Os resultados deste tipo de cirurgia geralmente são quase imediatos e podem ser vistos assim que o esparadrapo, que é colocado após a cirurgia, é retirado.

Como é a recuperação

A recuperação da cirurgia para orelha de abano, na maioria dos casos, dura até 2 semanas, mas já é possível voltar às atividades diárias e ao trabalho cerca de 3 dias depois. Durante esse período, pode ainda surgir algum desconforto e dor, sendo por isso muito importante tomar toda a mediação receitada pelo cirurgião.

Além disso, é ainda muito importante manter o esparadrapo que foi colocado na cirurgia, só devendo ser retirado pelo médico em uma das consultas de revisão que acontecem durante a primeira semana. Por isso, deve-se evitar tomar duche ou lavar o cabelo, uma vez que pode molhar o esparadrapo, sendo recomendado lavar apenas o corpo.

Embora a fase mais importante da recuperação seja as duas primeiras semanas, o inchaço das orelhas só desaparece completamente após 3 meses, sendo revelado o resultado final, mas que não é muito diferente do que já pode ser observado após a remoção do esparadrapo.

Principais riscos da cirurgia

Esta cirurgia é bastante segura, mas como qualquer outro tipo de cirurgia, pode ter alguns riscos como:

  • Sangramento;
  • Infecção,
  • Perda da sensibilidade da pele da região;
  • Alergias ao curativo.

Além disso, existem ainda o risco de as orelhas não ficarem completamente simétricas ou de acordo com o esperando, especialmente se o esparadrapo for removido sem indicação médica. Nesses caos, pode ser necessário fazer uma segunda cirurgia, menor, para corrgir os defeitos que ainda persistem.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...