8 passos para aumentar a autoestima

A autoestima é uma avaliação que a pessoa faz de si mesma, que pode ser positiva ou negativa, e depende da aceitação pessoa. A autoestima pode ser desenvolver de acordo com as experiências vividas, sendo, aos poucos, criado um conceito de si mesmo. Em algumas ocasiões, a autoestima pode ser mais baixa, fazendo com que o desempenho no trabalho ou na escola e as relações sociais sejam afetadas. Por isso, é importante trabalhar constantemente a autoestima e ter estratégias que ajudem a mantê-la elevada.

No entanto, nos casos em que as estratégias não melhoram a autoestima, é importante que se tenha um acompanhamento de um psicoterapeuta com o o objetivo de tentar entender a causa e ajuda a desenvolver ferramentas que ajudem a pessoa a saber o que fazer nos momentos em que a autoestima está mais abalada.

8 passos para aumentar a autoestima

Algumas dicas que ajudam a melhorar a autoestima e que podem ser praticadas no dia-a-dia são:

1. Ter sempre uma frase motivacional por perto

Você pode escrever uma frase estimulante como 'Eu quero, posso e consigo.' ou 'Deus ajuda quem cedo madruga.', e colar no espelho do banheiro, na porta da geladeira ou no computador, por exemplo. Ler esse tipo de frase em voz alta é uma boa forma de ouvir sua própria voz, encontrando o encorajamento necessário para seguir em frente.

2. Criar um balde de palavras de afirmação

Uma boa dica para aumentar a autoestima é anotar em pedacinhos de papel suas qualidades e objetivos de vida, principalmente os que já foram alcançados. Você pode anotar coisas como:

  • Sou feliz por não estar sozinho;
  • Sei desenhar muito bem;
  • Sou uma pessoa dedicada e esforçada;
  • Já consegui aprender a ler e a escrever, posso muito mais;
  • Já sei cozinhar alguma coisa;
  • Gosto muito das minhas unhas, cor do cabelo ou dos olhos, por exemplo.

Coloque estes pedacinhos de papel dentro de um frasco e leia um destes sempre que se sentir triste e cabisbaixo. Dentro deste frasco também podem ser colocadas frases que podem te estimular a seguir em frente, fotos de bons momentos e de suas vitórias pessoais. Veja 7 formas de liberar o hormônio da felicidade.

3. Fazer atividades que gosta

Fazer atividades, como ir para academia, aprender a dançar, cantar ou tocar um instrumento musical, aumentam a segurança e proporcionam o convívio social, sendo uma boa desculpa para sair de casa, se vestir melhor e se sentir bem consigo mesmo. 

4. Adotar a postura do super homem

Adotar uma postura ereta, evitando ficar curvado, ajuda a sentir-se mais seguro, garantindo a confiança, aumentando a autoestima e melhorando a disposição para realizar as atividades.

5. Cuidar da saúde

Se alimentar bem, comendo alimentos saudáveis e fazer algum tipo de atividade física também é uma boa forma de aprender a gostar mais de si mesmo e do que vê no espelho. Prefira frutas ao invés de doces e pão ao invés de biscoitos recheados. Troque as comidas gorduras ou fritas por algo mais nutritivo, em pouco tempo você deve começar a se sentir melhor e com mais disposição. Confira 5 dicas para sair do sedentarismo.

6. Mudar a forma como falamos

Usar expressões como "não deveria" ou "não devo" fazem com que a pessoa sinta que não está no controle das ações, enquanto que expressões como "eu decido" ou "eu escolho", por exemplo, demonstram total controle sobre as decisões, promovendo aumento da autoestima, já que dá uma sensação de autoridade sobre si mesmo.

7. Vestir sua roupa preferida 

Quando precisar sair de casa e não estiver muito feliz com sua imagem, vista a roupa que te faça sentir realmente bem. Isso pode beneficiar sua autoestima porque a aparência exterior é capaz de mudar nosso interior. 

Além disso tudo é preciso aprender a sorrir, até de si mesmo, porque o bom humor tira o peso dos nossos ombros e nos faz seguir em frente com força, coragem e fé. Fazer algo de bom por outra pessoa ou pela sociedade também ajuda a melhorar a autoestima porque podemos nos sentir valorizados e importantes. Existem várias formas de ajudar o outro, seja sendo uma ajuda para atravessar a rua ou sendo voluntário em alguma causa.

Ao seguir este tipo de estratégia diariamente, a pessoa deve se sentir melhor à cada dia, e cada vez deve ser mais fácil colocar cada uma dessas atitudes em prática.

8. Evitar ser perfeccionista

A ideia de que tudo deve sair perfeito na primeira tentativa e sem nenhuma falha gera muita pressão sobre a pessoa, já que caso algo não saia como planejado, é possível que se culpe por isso, diminuindo a sua autoestima. Por isso, é importante saber que existe a possibilidade de falhar e isso não necessariamente significa que tudo saiu errado e que não pode ser melhorado.

Delegar responsabilidades e distribuir o trabalho ajuda a aliviar a pressão, podendo focar melhor em um só objetivo, aumentando a chance de atingir o objetivo e aumentando a autoestima.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • GITANO. Desarrollo de la autoestima. Disponível em: <https://www.gitanos.org/publicaciones/guiapromocionmujeres/pdf/04.pdf>. Acesso em 27 Dez 2021
  • POLLETI, ROSETTE; DOBBS, BARBARA. Cuadro de ejercicios para aumentar la autoestima. 2008. Disponível em: <https://www.lantegibatuak.eus/wp-content/uploads/2020/05/Cuaderno-de-ejercicios-para-aumentar-la-autoestima.pdf>. Acesso em 27 Dez 2021
  • ORDEM DOS PSICÓLOGOS. Resiliência e Auto-Estima. 2014. Disponível em: <https://www.ordemdospsicologos.pt/ficheiros/programas_prevencao/eu8batwc-resiliencia-e-autoestima-protocolo-rsi-s.jorge.pdf>. Acesso em 27 Dez 2021
Mais sobre este assunto: