Brucelose humana: o que é, sintomas, causas e tratamento

Revisão clínica: Marcela Lemos
Biomédica
abril 2022

A brucelose humana é uma doença infecciosa que pode ser transmitida de animais para humanos, principalmente através da ingestão de carne contaminada mal cozida ou alimentos lácteos não pasteurizados. Além disso, a brucelose pode ainda ser transmitida através da inalação da bactéria ou pelo contato direto com secreções de um animal infectado.

Quando afeta os humanos, a brucelose causa o aparecimento de sintomas semelhantes aos da gripe, como febre alta, dor de cabeça e dores musculares.

A brucelose humana tem cura quando o seu tratamento é iniciado logo após o diagnóstico e, geralmente, envolve o uso de antibióticos durante cerca de 2 meses, ou de acordo com a orientação do médico.

Principais sintomas

Os primeiros sintomas de brucelose são semelhantes aos de uma gripe, incluindo:

  • Febre;
  • Calafrios;
  • Fraqueza;
  • Dor de cabeça; 
  • Cansaço excessivo.

Quando a brucelose não é identificada precocemente, a infecção pode evoluir para a fase crônica, em que há o surgimento de outros sintomas, como dor nas articulações, perda de peso e febre constante.

Causas e formas de transmissão

A brucelose é uma infecção causada por bactérias do gênero Brucella, que normalmente são transmitidas pelo contato com secreções, urina, sangue ou restos placentários de animais infectados. Além disso, a bactéria pode ser passada através do consumo de produtos lácteos não pasteurizados, consumo de carne mal cozida, durante limpeza dos estábulos, durante a movimentação do gado ou em abatedouros.

Pelo fato da bactéria ser mais frequentemente encontrada em animais como vacas, ovelhas, porcos ou bois, os agricultores, as pessoas que trabalham com esses animais e os profissionais de laboratório que atuam analisando amostras desses animais, estão mais propensos a adquirir a bactéria e desenvolver a doença.

Como é feito o tratamento

O tratamento da brucelose normalmente é feito com antibióticos durante cerca de 2 meses, sendo normalmente recomendado pelo clínico geral ou pelo infectologista o uso de tetraciclina, que pode ser associada a outro antibiótico da classe dos aminoglicosídeos ou à rifampicina. O tratamento com antibióticos só é feito quando há confirmação da doença para evitar uso de antibiótico sem necessidade e, consequentemente, resistência bacteriana.

Além disso, é importante adotar alguns comportamentos, como evitar o consumo de produtos lácteos não pasteurizados caseiros, como leite, queijo, manteiga ou sorvete para evitar uma nova contaminação.

A brucelose é uma doença que pode levar a graves complicações caso não seja tratada corretamente, como hepatite, anemia, artrite, meningite ou endocardite.

Como evitar a brucelose

Para evitar a brucelose é indicado ingerir sempre leite e derivados pasteurizados, pois esta é a única forma de garantir que estes alimentos são seguros para consumo e não têm a bactéria que provoca a brucelose.

Além disso, para evitar o contágio pela bactéria deve-se:

  • Evitar consumir carne mal cozida;
  • Evitar consumir qualquer alimento lácteo cru;
  • Usar luvas, óculos de proteção, avental e máscara ao mexer em animais doentes, mortos ou durante um parto;
  • Evitar consumir produtos lácteos não pasteurizados, como leite, queijo, sorvete ou manteiga caseiros.

A vacina para a brucelose em humanos não existe, mas existe uma vacina para os bois, bezerros, vacas e ovelhas entre os 3 e os 8 meses de idade, que deve ser administrada por um veterinário e que as protege contra a doença, prevenindo também a transmissão para humanos.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Marcela Lemos - Biomédica, em abril de 2022.

Bibliografia

  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Brucelose Humana: causas, sintomas, tratamento, diagnóstico e prevenção. Disponível em: <http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/brucelose-humana>. Acesso em 29 out 2019
  • EMBRAPA. Brucelose traz riscos à saúde humana e prejuízos à fazenda. Disponível em: <https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/33679642/brucelose-traz-riscos-a-saude-humana-e-prejuizos-a-fazenda>. Acesso em 29 out 2019
Mostrar bibliografia completa
  • BARER, Michael R et al. Medical Microbiology: A guide to microbial infections - pathogenesis, immunity, laboratory investigation and control. 19 ed. Elsevier, 2018. 309-312.
Revisão clínica:
Marcela Lemos
Biomédica
Mestre em Microbiologia Aplicada, com habilitação em Análises Clínicas e formada pela UFPE em 2017 com registro profissional no CRBM/ PE 08598.