Bronzeamento artificial: como é feito, tipos e cuidados

outubro 2022
  1. Tipos
  2. Como é feito
  3. Cuidados
  4. Riscos

O bronzeamento artificial é uma forma de ficar com a pele bronzeada sem que seja necessário fica exposto ao sol. Esse tipo de bronzeamento pode ser obtido em casa, com o uso de produtos autobronzeadores, ou em clínicas de estética por meio do bronzeamento a jato.

O bronzeamento artificial é um procedimento simples, no entanto é importante ter atenção à aplicação do produto, principalmente no caso do uso dos produtos em casa, para evitar que fiquem manchas na pele.

Para garantir os resultados do bronzeamento artificial, é importante continuara usando protetor solar e evitar passar hidratante antes do bronzeamento e evitar fazer esfoliação após o procedimento, já que isso pode interferir no resultado do bronzeamento, além de poder deixar a pele mais irritada.

Tipos de bronzeamento artificial

O bronzeamento artificial pode ser classificado em alguns tipos de acordo com a técnica utilizada:

  • Bronzeamento a jato, que deve ser feito em clínicas de estética e o produto bronzeador é colocado dentro de um pulverizador; 
  • Bronzeamento com produtos cosméticos, em que produtos bronzeadores, também chamados de autobronzeadores, em forma de creme ou spray, são aplicados na pele para garantir o aspecto bronzeado, podendo ser feito em casa;
  • Bronzeamento em câmara de bronzeamento artificial, em que a pessoa permanece em uma câmara de bronzeamento, no entanto esse tipo de bronzeamento foi proibido pela Anvisa devido aos riscos para a saúde.

O bronzeamento artificial não tem efeito permanente, de forma que a cor da pele volta ao natural após alguns dias. 

Como é feito o bronzeamento artificial

O bronzeamento artificial é um procedimento simples, que pode ser feito em casa, no caso de ser feito usando produtos cosméticos, ou em clínicas de estética, no caso do bronzeamento a jato. De forma geral, o passo a passo para fazer o bronzeamento artificial é o seguinte:

  1. Ficar com roupa de banho ou sem roupa, dependendo de como se deseja o bronze e as marcas;
  2. Aplicar o autobronzeador na pele, espalhando bem, com auxílio de uma luva especial e adequada para a aplicação desse tipo de produto. No caso do bronzeamento a jato, o produto é pulverizado na pele pelo profissional;
  3. Ficar entre 6 a 8 horas com o produto na pele, de acordo com a orientação do fabricante do produto e/ ou do profissional que realizou o bronzeamento;
  4. Tomar banho para retirar o excesso de produto bronzeador.

Tanto o bronzeamento em casa quanto em clínicas estéticas garantem um bronzeado que pode durar até 7 dias, devendo ser repetido com regularidade para manter o bronze como desejado. Além disso, no caso do bronzeamento em casa, há maior possibilidade de ficar com manchas e, por isso, é importante que o produto seja bem espalhado para garantir a uniformidade da pele.

Cuidados antes e depois do bronzeamento

Para garantir o resultado do bronzeamento artificial e promover a saúde da pele, é recomendado usar protetor solar e evitar a exposição solar nos dias seguintes ao bronzeamento para não irritar a pele.

Além disso, não é recomendado usar hidratantes antes de fazer o bronzeamento, já que pode interferir no resultado, e evitar fazer esfoliação depois do procedimento, já que também pode deixar a pele mais irritada. No entanto, continua sendo indicado passar hidratante na pele após o bronzeamento artificial.

É interessante também que seja aplicado o produto bronzeador em uma pequena região da pele para verificar se há alguma reação alérgica no local e, assim, ser possível garantir que o bronzeamento seja feito de forma segura.

Como obter um bronze de forma segura

O uso de cremes autobronzeadores, com dihidroxiacetona, é uma excelente opção para bronzear a pele durante todo o ano, sem colocar a saúde em risco. Estes produtos não estimulam a produção da melanina, que é o pigmento que dá cor à pele, apenas reagem com as proteínas da pele, formando substâncias de cor marrom, por isso, não são agressivos. Estas forma de bronzeamento deixa a pele dourada e não queimada ou avermelhada, como pode acontecer com exposição prolongada ao sol ou com as câmaras de bronzeamento artificial. Veja como usar o autobronzeador sem manchar a pele.

Além disso, a exposição solar nas horas de menor calor, evitando o horário entre as 12 e 16 horas, também é uma forma de obter um bronze saudável e duradouro, mas sempre com o uso de proteção solar.

A alimentação também tem influência na intensidade do bronzeado, por isso, ingerir alimentos com carotenos, como cenoura, laranja, manga ou morango, por exemplo, também ajudam a bronzear mais rápido. Assista ainda o vídeo seguinte e veja como preparar uma receita caseira para bronzear mais rápido:

Possíveis riscos

Os riscos do bronzeamento artificial estão principalmente relacionados com o uso de produtos autobronzeadores que possuem substâncias irritativas na pele, aumentando o risco de alergia. No entanto, o risco do bronzeamento artificial é maior quando é feito em câmaras de bronzeamento, já que a pessoa fica exposta à luz artificial de forma constante.

Assim os possíveis riscos do bronzeamento artificial são:

1. Alergia

A alergia é normalmente causada por substâncias presentes nos produtos autobronzeadores, que podem ser utilizados tanto em clínicas de estéticas quanto em casa. Assim, após a aplicação desse produto na pele, a pessoa pode sentir coceira, sensação de queimação e vermelhidão local.

2. Câncer de pele

O desenvolvimento de câncer de pele é um dos principais riscos do bronzeamento artificial em câmaras de bronzeamento devido à presença da luz ultravioleta que o equipamento produz. Quanto mais tempo a pessoa utiliza esse tipo de bronzeamento, maiores são as chances de desenvolver câncer.

Os primeiros sinais de câncer de pele podem demorar anos para surgir e incluem manchas que mudam de cor, de tamanho ou de forma e, por isso, em caso de suspeita deve-se ir ao dermatologista para que ele analise a pele e solicite uma biópsia em caso de suspeita. Saiba como identificar os sinais de câncer de pele.

3. Envelhecimento cutâneo

A câmara de bronzeamento artificial emite raios UVA que penetram nas camadas mais profundas da pele, afetando as fibras de colágeno e elastina, deixando a pele da pessoa com uma aparência mais envelhecida, com as rugas e linhas de expressão mais marcadas, e com tendência a desenvolver pequenas manchinhas escuras na pele.

4. Problemas de visão

Os problemas de visão podem surgir especialmente se a sessão de bronzeamento artificial for realizada sem óculos de proteção. Os raios ultravioleta têm a capacidade de penetrar na pupila e na retina, causando alterações como catarata, mesmo se a pessoa estiver com os olhos fechados, mas sem o óculos de proteção.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em outubro de 2022. Revisão médica por Drª. Aleksana Viana - Dermatologista, em fevereiro de 2016.
Revisão médica:
Drª. Aleksana Viana
Dermatologista
Especialista em Dermatologia pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, em 2007 com registro profissional no CRM/PE – 16907.

Tuasaude no Youtube

  • ALIMENTOS PARA UM BRONZEADO MAIS RÁPIDO

    03:10 | 55868 visualizações