Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Bronquite no bebê: sintomas, causas e tratamento

A bronquite corresponde à inflamação dos brônquios, que são estruturas em forma de tubo que levam o ar até aos pulmões. Essa inflamação geralmente pode ser percebida por meio de sintomas como tosse constante seca ou com muco, febre e cansaço excessivo.

A bronquite no bebê normalmente é resultado de uma infecção por vírus ou bactérias e deve ser sempre diagnosticada pelo pediatra, que irá recomendar o melhor tipo de tratamento, que normalmente inclui o uso de remédios para aliviar os sintomas, mas que também pode incluir o uso de um antibiótico.

Bronquite no bebê: sintomas, causas e tratamento

Principais sintomas

A bronquite no bebê pode ser identificada a partir do surgimento de alguns sintomas, como:

  • Tosse persistente, seca ou com muco;
  • Dificuldade para respirar;
  • Fraqueza;
  • Cansaço e irritabilidade;
  • Mal estar;
  • Vômito;
  • Febre, em alguns casos.

O diagnóstico da bronquite é feito pelo pediatra por meio da auscultação dos pulmões, em que o médico escuta a presença de ruídos no pulmão.

O que pode causar a bronquite

A bronquite no bebê na maioria das vezes acontece devido a uma infecção viral e, por isso, dura poucas semanas, sendo chamada de bronquite aguda. No entanto, a bronquite também pode ser considerada crônica, quando os sintomas duram pelo menos 3 meses, sendo normalmente causada por exposição a poluição, alergia ou asma, por exemplo.

Como é feito o tratamento

Caso o bebê apresente sintomas de bronquite, o mais recomendado é levá-lo ao pediatra para que possa ser feito o diagnóstico correto e iniciado o tratamento. É importante que o bebê fique em repouso, descanse o máximo possível e fique bem hidratado, pois assim a recuperação acontece de forma mais rápida.

Normalmente o médico não indica o uso de antibióticos, especialmente porque a bronquite tende a ser causada por um vírus. Na maioria dos casos, é recomendado apenas o uso de Paracetamol, caso o bebê tenha febre, um remédio para a tosse, quando a tosse é seca ou medicamentos em forma de spray ou nebulização, caso exista chiado no peito.

Quanto à produção de muco, o médico geralmente não recomenda nenhum tipo de remédio, pois é importante que o bebê libere o muco que está obstruindo o sistema respiratório.

Além de manter o bebê hidratado, alimentado e em repouso, é interessante deixar a cabeça e as costas do bebê ligeiramente mais elevadas quando estiver deitado, pois facilita um pouco a respiração.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem