Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Blefaroplastia: o que é, como é feita e quando é indicada

A blefaroplastia é uma cirurgia plástica que consiste na retirada do excesso de pele das pálpebras, além de posicionar as pálpebras corretamente, diminuindo a aparência cansada e envelhecida. Além disso também pode ser realizada a retirada do excesso de gordura nas pálpebras inferiores.

Esta cirurgia pode ser feita na pálpebra superior, na inferior ou em ambas e, em alguns casos pode ser aplicado botox juntamente com a blefaroplastia para melhorar os resultados estéticos ou realizar um lifting facial tornando o rosto mais jovem e bonito.

A cirurgia demora entre 40 minutos a 1 hora, geralmente não sendo necessário internamento e os resultados podem ser vistos 15 dias depois da cirurgia, no entanto, o resultado definitivo só pode ser percebido após 3 meses.

Blefaroplastia: o que é, como é feita e quando é indicada

Quando é indicada

A blefaroplastia é um procedimento estético normalmente indicado após os 40 anos, devido ao aparecimento dos sinais de envelhecimento como consequência da perda da elasticidade da pele. Assim, esse procedimento pode ser indicado para:

  • Remover o excesso de gordura e/ou de pele acumulado nas pálpebras ou embaixo dos olhos;
  • Subir as sobrancelhas;
  • Subir as pálpebras.

Apesar de ser realizada com mais frequência em pessoas mais velhas com sinais de envelhecimento, a blefaroplastia também pode ser realizada em pessoas mais jovens quando o problema está relacionado com fatores genéticos.

Como é feita

A blefaroplastia deve ser feita por um cirurgião plástico ou pelo oftalmologista especializado em cirurgia plástica ocular, já que é fundamental que seja mantida a integridade da saúde dos olhos durante todo o procedimento. Essa cirurgia estética dura em média 40 minutos a 1 hora e normalmente é feita sob anestesia local, no entanto algumas pessoas preferem que seja realizado sob anestesia geral.

Para fazer a cirurgia, o médico delimita o local em que será feita a cirurgia, que pode ser na pálpebra superior, inferior ou nas duas. Em seguida, faz cortes nas áreas delimitadas e retira o excesso de pele, gordura e músculo e costura a pele, sendo esse procedimento conhecido como blefaroplastia clássica. Depois, o médico aplica steri-strips sobre a sutura, que são pontos que se cola na pele e não causam dor. A cicatriz da blefaroplastia clássica é simples e fina, sendo facilmente escondida nas dobras da pele ou sob os cílios, não ficando visível.

No caso das pessoas mais jovens, em que não há excesso de pele, pode ser realizada a cirurgia transconjuntival, em que é feito um corte na conjuntiva da pálpebra inferior, de forma que não deixa cicatriz visível, para retirar o excesso de gordura no local. No caso de excesso de pele, é recomendada a realização da blefaroplastia clássica.

Após o procedimento, a pessoa pode ficar no hospital por algumas horas até que o efeito da anestesia passe, sendo depois liberada para casa com algumas recomendações que devem ser seguidas.

Possíveis complicações

A blefaroplastia é uma cirurgia segura e associada a baixo risco de complicações, no entanto é comum que a pessoa fique com o rosto inchado, manchas roxas e pequenos hematomas, que geralmente desaparecem após 8 dias da cirurgia. Além disso, é possível que exista coceira intensa, inchaço da pálpebra e olho redondo, que acontece caso se retire pele em excesso da pálpebra inferior.

Apesar de raro pode haver visão turva e sensibilidade à luz nos primeiros 2 dias. As complicações graves são muito raras neste tipo de cirurgia e as cicatrizes costumam ficar imperceptíveis.

Como é o pós operatório

Para acelerar a recuperação e para que a pessoa possa voltar às suas atividades diárias mais rápido é recomendado realizar fisioterapia dermato funcional para combater o inchaço e remover os hematomas, desde que indicado pelo médico.

De forma geral, a recuperação da cirurgia demora em média cerca de duas semanas e durante esse período é recomendado:

  • Colocar compressas frias sobre os olhos para reduzir o inchaço;
  • Dormir de barriga para cima com travesseiro sobre o pescoço e o tronco, mantendo a cabeça mais elevada que o corpo;
  • Utilizar óculos de sol quando sair de casa para proteger da luz solar;
  • Não utilizar maquiagem nos olhos;
  • Passar sempre protetor solar para que as cicatrizes não fiquem mais escuras.

Estes cuidados devem ser mantidos até 15 dias após a cirurgia, mas a pessoa deve voltar ao médico para que seja feita uma consulta de revisão e os pontos sejam retirados.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • DI SANTIS, Érico P.; HOLDERBAUM, Patrícia; MILDNER, Natália M. et al. Função da blefaroplastia superior no rejuvenescimento facial. Surg Cosmet Dermatol. Vol 12. 1 ed; 16-25, 2020
  • JUNIOR, Armando C.; ALVES, Thiago A.; LAIA, Paulo Henrique S. et al. Blefaroplastia: elevação transpalpebral das sobrancelhas. Rev. Bras. Cir. Plást. Vol 29. 1 ed; 44-49, 2014
  • DONCATTO, Leo; SCHWANTZ, Pâmela Elisa. Blefaroplastia estética: resultados, complicações e a sua prevenção. Arquivos Catarinenses de Medicina. Vol 41. 60-62, 2012
Mais sobre este assunto:

Carregando
...