10 alimentos que são melhores crus do que cozidos

Revisão clínica: Tatiana Zanin
Nutricionista
março 2022

Alguns alimentos perdem parte de seus nutrientes e benefícios para o organismo quando cozidos ou adicionados em produtos industrializados, pois muitas vitaminas e minerais são perdidos durante o cozimento ou devido ao excesso de açúcar, farinha branca e conservantes químicos que a indústria adiciona nos produtos processados.

Por isso, veja a seguir uma lista com 10 alimentos que trazem mais benefícios para a saúde quando consumidos crus.

1. Cacau

Os benefícios que o chocolate traz para a saúde são devidos ao cacau, que é rico em antioxidantes e que tem propriedades como reduzir a pressão sanguínea e produzir serotonina, o hormônio que dá a sensação de bem-estar.

No entanto, para produzir o chocolate a indústria utiliza grandes quantidades de açúcar, óleo, farinha e outros ingredientes que fazem com que o produto final não tenha mais os benefícios do cacau. Assim, o ideal é consumir chocolates com pelo menos 70% de cacau, e usar o cacau em pó para fazer receitas e adicionar ao leite do café da manhã, por exemplo.

2. Frutas frescas

Apesar de práticos, os sucos industrializados são ricos em conservantes, corantes e adoçantes artificiais, que podem causar problemas como alergias e aumento da glicemia, além de não trazerem todos os nutrientes benéficos da fruta fresca.

Assim, deve-se preferir comprar as frutas e fazer o suco natural em casa, pois dessa forma a refeição será rica em nutrientes frescos que irão desintoxicar o organismo, melhorar o metabolismo e trazer disposição para o corpo.

3. Alho

O alho é rico em alicina, uma substância que ajuda a diminuir o colesterol alto, reduzir a pressão arterial e prevenir trombose e doenças cardíacas. No entanto, o alho cru é que contém grandes quantidades de alicina, pois parte dela se perde durante o cozimento.

Por isso, para proteger o coração e ter mais dos benefícios que o alho traz, deve-se comê-lo cru ou beber diariamente 1 copo de água de alho pela manhã e antes de dormir.

4. Coco

Consumir biscoitos, barra de cereais, pães e outros produtos com coco não traz os benefícios dessa fruta, pois eles são ricos em açúcares e farinha branca, que aumentam a glicemia e favorecem o ganho de peso.

Por isso, deve-se preferir o coco fresco, pois ele contém fibras que melhoram o funcionamento do intestino, e sua água é rica em potássio, sódio, fósforo e cloro, minerais importantes para manter a hidratação do corpo, principalmente após uma atividade física. Veja também como fazer o óleo de coco em casa.

5. Frutas secas

Durante o processo de desidratação, as frutas perdem parte das vitaminas que continham na sua água e passam a ter o dobro ou o triplo de açúcar de antes, o que aumenta as calorias do alimento e a glicemia no sangue após o seu consumo.

Assim, deve-se preferir consumir as frutas frescas, que dão mais saciedade, têm menos calorias e trazem todos os nutrientes para manter o bom funcionamento do corpo.

6. Nozes, amendoins e castanhas

As frutas oleaginosas como nozes, castanhas e amendoins são ricas em ômega-3, gordura boa que ajuda a manter a saúde do coração, e em nutrientes como ferro e magnésio, que previnem anemia e problemas musculares.

Por isso, deve-se evitar o consumo dessas frutas industrializadas com sal adicionado, pois o excesso de sal aumenta a pressão arterial e provoca retenção de líquidos, diminuindo os benefícios das frutas cruas. Veja como a castanha-do-pará protege o coração.

7. Pimentão vermelho

O pimentão vermelho é rico em vitamina C, vitamina E, vitamina B6 e magnésio, nutrientes que funcionam como antioxidantes e que previnem problemas como anemia.

No entanto, quando cozido, frito ou assado por um longo tempo, o pimentão vermelho perde sua vitamina C e seu poder antioxidante. Por isso, deve-se consumi-lo cru ou usá-lo em refogados rápidos, sem deixar a temperatura do alimento ficar muito elevada.

8. Cebola

Assim como o alho, a cebola é rica em alicina, substância que ajuda a prevenir problema cardiovasculares, câncer e pressão alta. No entanto, a cebola cozida perde parte desse nutriente, e por isso comer cebola crua traz mais benefícios para a saúde.

9. Brócolis

O brócolis é um vegetal rico em vitamina C, cálcio, fósforo, potássio e proteína, além de conter a substância sulforafano, que previne o câncer, diminui a pressão alta, melhora o sistema imune e protege o coração.

No entanto, essa substância protetora é melhor absorvida no intestino e mais utilizada no organismo quando o brócolis é consumido cru, e por isso deve-se evitar cozinhar esse vegetal por muito tempo, preferindo consumi-lo cru ou cozido rapidamente por 5 a 10 minutos no vapor.

10. Beterraba

A beterraba é rica em fibra, vitamina C, potássio, magnésio e folato, nutrientes que ajudam a fortalecer o sistema imunológico, combater a inflamação e reduzir a pressão arterial.

No entanto, quando cozida, a beterraba perde parte desse nutrientes, e por isso o melhor é consumi-la crua, ralada em saladas ou adicionada em sucos naturais.

Veja como é feita a dieta crudívora, em que só são permitidos alimentos crus no cardápio.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em março de 2022. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em março de 2022.
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.