Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é a bacterioscopia e para que serve

A bacterioscopia é uma técnica de diagnóstico que permite identificar rapidamente e de forma simples a ocorrência de infecções, pois por meio de técnicas de coloração específicas, é possível visualizar as estruturas bacterianas no microscópio.

Esse exame pode ser feito com qualquer material biológico, devendo ser indicado pelo médico qual o material a ser coletado e analisado, e o resultado indica se foi verificada a presença ou não de bactérias, bem como sua quantidade e características visualizadas.

O que é a bacterioscopia e para que serve

Para que serve

A bacterioscopia é um exame de diagnóstico que pode ser feita com qualquer material biológico e que pode ser utilizado para identificar rapidamente infecções bacterianas:

  1. Doenças sexualmente transmissíveis, como gonorreia e clamídia, por exemplo, sendo utilizado para esse objetivo a secreção peniana ou vaginal. A coleta é feita por meio da utilização de um swab estéril e é contraindicado realizar a higienização da região genital 2 horas antes do exame e nem ter relações sexuais nas 24 horas que antecedem a coleta;
  2. Amigdalite, pois por meio da coleta da secreção de garganta é possível identificar bactérias gram-positivas responsáveis pela inflamação na amígdala, sendo normalmente identificada bactérias do tipo estreptococo;
  3. Infecções no sistema urinário, que é feita por meio da análise da urina de primeiro jato;
  4. Tuberculose, em que é analisado o escarro;
  5. Infecções em feridas de cirurgia, pois é comum que ocorram infecções após operações devido à diminuição do sistema imune da pessoa. Assim, pode ser indicada a coleta de secreção da ferida com um swab estéril para verificar a possível presença de bactérias no local;
  6. Lesões de pele ou de unha, que consiste na coleta de uma amostra superficial, sendo indicado não utilizar cremes e esmaltes pelo menos 5 dias antes do exame. Apesar de poder ser realizada a bacterioscopia, normalmente são observados fungos quando se analisam a amostra de unha, por exemplo.

Além disso, a bacterioscopia pode ser utilizada para auxiliar no diagnóstico da meningite bacteriana, doenças do trato respiratório e gastrointestinais, podendo ser feita por meio da biópsia ou de material da região anal.

Assim, a bacterioscopia é uma técnica laboratorial que pode ser utilizada na prática clínica para diagnosticar doenças causadas por bactérias, indicando quais as características do agente causador da doença e, assim, permitindo que o médico possa iniciar o tratamento antes mesmo da identificação em laboratório, que pode demorar cerca de 1 semana.

Visualização no microscópio de bactérias coradas pelo método de Gram
Visualização no microscópio de bactérias coradas pelo método de Gram

Como é feita

O exame de bacterioscopia é feito em laboratório e o material coletado do paciente é analisado no microscópio para que seja investigada a ausência ou presença de bactérias, além de suas características.

A preparação para fazer o exame depende do material que será coletado e analisado. No caso do material vaginal, não é recomendado que a mulher faça higienização 2 horas antes do exame e não tenha relações sexuais nas últimas 24 horas, enquanto que no caso da coleta de material da unha ou da pele, por exemplo, é recomendado não passar esmalte, cremes ou substâncias na pele antes do exame.

No caso de amostra de secreção vaginal, por exemplo, o swab que foi usado para fazer a coleta, é passado em movimentos circulares em uma lâmina, que deve ser identificada com as iniciais do paciente, e em seguida deve ser corada com a Coloração de Gram. Já nos casos de amostra de escarro, por exemplo, que é o material coletado principalmente para verificar a presença da bactéria responsável pela tuberculose, a coloração utilizada na bacterioscopia é a de Ziehl-neelsen, que é mais específica para esse tipo de microrganismo.

Normalmente quando é verificada a presença de bactérias, o laboratório realiza a identificação do microrganismo e o antibiograma, dando um resultado mais completo.

Como é feita a coloração de Gram

A coloração de gram é uma técnica de coloração simples e rápida que permite a diferenciação das bactérias de acordo com as suas características, permitindo diferenciar as bactérias em positivas ou negativas de acordo com a sua coloração, permitindo a sua visualização no microscópio.

Esse método de coloração utiliza dois corantes principais, um azul e um rosa, que podem corar ou não as bactérias. As bactérias coradas em azul, são ditas gram-positivas, enquanto que as em rosa são denominada gram-negativas. A partir dessa classificação, é possível que o médico dê início ao tratamento preventivo, antes mesmo de ter a identificação do microrganismo.

Entenda como é feita a coloração de Gram

A identificação bacteriana por meio da coloração de gram é rápida, prática e barata de ser feita, sendo essencial para os médicos, pois já se conhecem características específicas desses grupos de bactérias, podendo o médico indicar um tratamento preventivo baseado apenas na coloração de gram.

Essa coloração tem como princípio a diferenciação das bactérias conforme as características da parede celular. A bactérias gram-positivas possuem mais de uma parede espessa de peptideoglicano, sendo capaz de reter bem o primeiro corante, enquanto que as bactérias gram-negativas possui uma parede mais fina, podendo ser facilmente descorada quando exposta ao álcool.

A coloração de Gram é feita em 5 passos principais, mas o protocolo pode variar de acordo com o laboratório:

  1. Cobrir a lâmina com o corante cristal violeta e deixar agir por cerca de 1 minuto;
  2. Lavar a lâmina com um filete de água corrente e cobrir a lâmina com o lugol, que tem como objetivo fixar o corante azul, e deixar agir por 1 minuto. Ambos os tipos de bactérias conseguem absover o complexo formado pelo corante e o lugol, ficando azuis;
  3. Em seguida, lavar a lâmina com água corrente e aplicar álcool a 95%, deixando agir por 30 segundos. O álcool é responsável por dissolver a membrana de lipídios formadora das bactérias gram-negativas e, assim, remover o complexo formado entre o corante e o lugol, descorando essas bactérias. No entanto, no caso das bactérias gram-positivas, o álcool desitrada a parede celular das bactérias gram-positivos, havendo contração dos poros e as tornando impermeáveis;
  4. Depois, deve-se lavar novamente em água corrente e cobrir a lâmina com o segundo corante, a fucsina ou safranina e deixar agir por 30 segundos;
  5. Em seguida, deve-se lavar a lâmina com água corrente e deixar secar à temperatura ambiente.

Assim que a lâmina estiver seca, é possível colocar uma gota de óleo de imersão e observar a lâmina no microrcópio com objetiva de 100x, sendo possível verificar a presença ou auência de bactérias, bem como a presença de leveduras e células epiteliais.

O que significa o resultado

O resultado da bacterioscopia tem como objetivo indicar se há presença ou ausência de microrganismos, características e quantidade, além do material que foi analisado. 

O resultado é dito negativo quando não são observados microrganismos e positivo quando são visualizados microrganismos. O resultado é normalmente indicado em cruzes (+), em que 1 + indica que foram visualizadas 1 a 10 bactérias em 100 campos, podendo ser indicativo de uma infecção inicial, por exemplo, e 6 + representa a presença de mais de 1000 bactérias por campo observado, representando uma infecção mais crônica ou resistência bacteriana, por exemplo, indicando que o tratamento não está sendo eficaz.

Além disso, é informado no laudo a coloração que foi utilizada, podendo ser Gram ou Ziehl-neelsen, por exemplo, além das características do microrganismo, como forma e disposição, se em cachos ou em cadeia, por exemplo.

Normalmente, quando o resultado é positivo, o laboratório faz a identificação do microrganismo e antibiograma, indicando qual o antibiótico mais recomendado para tratar a infecção por determinada bactéria.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar