Asma induzida pelo exercício: o que é, sintomas e como tratar

A asma induzida por exercício físico é um tipo de asma que surge após fazer alguma atividade física vigorosa, como correr ou nadar, provocando o surgimento de sintomas como falta de ar, chiado ou tosse seca, por exemplo.

Geralmente as crises deste tipo de asma começam 6 a 8 minutos após o início do exercício intenso e tendem a desaparecer após o uso do remédio da asma ou após 20 a 40 minutos de repouso. Porém, em alguns casos, a crise de asma também pode surgir 4 a 10 horas após o fim da atividade.

A asma induzida por exercício não tem cura, mas pode ser controlada com o uso de remédios e exercícios que ajudam a prevenir o surgimento dos sintomas, permitindo a realização de exercício físico e, até, a entrada para o serviço militar.

Imagem ilustrativa número 3

Principais sintomas

Os principais sintomas da asma induzida por exercícios físico podem ser:

  • Tosse seca persistente;
  • Chiado ao respirar;
  • Sensação de falta de ar;
  • Dor ou aperto no peito;
  • Cansaço excessivo durante o exercício.

Normalmente, estes sintomas podem surgir alguns minutos após o início da atividade física e durar até 30 minutos após o exercício, caso não se utilize remédios para diminuir os sintomas, como as "bombinhas de asma" com corticoides indicadas anteriormente. Veja os sintomas gerais dessa doença.

Teste online de sintomas

Para saber quais as suas chances de ter asma, por favor, selecione os sintomas que apresenta:

  1. 1. Falta de ar
  2. 2. Chiado no peito
  3. 3. Sensação de aperto tórax
  4. 4. Tosse
  5. 5. Desconforto ao respirar que é pior à noite ou pela manhã
  6. 6. Sintomas respiratórios que pioram devido a exercícios físicos, alergias ou clima

O teste de sintomas é apenas uma ferramenta de orientação, não servindo como diagnóstico e nem substituindo a consulta com o pneumologista ou clínico geral.

Qual médico consultar

O médico mais indicado para avaliar a crise de asma provocada pelo exercício e orientar a melhor forma de tratamento é o pneumologista.

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Pneumologistas e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Como é feito o tratamento

O tratamento para asma induzida por exercício físico deve ser orientado por um pneumologista ou alergologista e, normalmente, é feito com remédios que devem ser inalados antes do exercício para evitar os sintomas, como:

  • Remédios beta agonistas, como Albuterol ou Levalbuterol: devem ser inalados antes de fazer alguma atividade física intensa para abrir as vias respiratórias e evitar o surgimento dos sintomas da asma;
  • Brometo de ipratrópio: é um remédio muito utilizado por asmáticos para relaxar as vias respiratórias e impedir o desenvolvimento de asma durante o exercício.

Além disso, o médico pode receitar também outros medicamentos para controlar a asma diariamente ou quando os sintomas surgem, como bombinhas de corticoides Budesonida ou Fluticasona, por exemplo, que, ao longo do tempo, podem reduzir a necessidade de usar os medicamentos antes do exercício físico.

Melhores exercícios para quem tem asma

Imagem ilustrativa número 2

1. Caminhada

A caminhada por cerca de 30 ou 40 minutos diária melhora a circulação sanguínea e a atividade cardiorrespiratória, aumentando assim a captação do oxigênio pelo sangue. Para aproveitar o exercício deve-se experimentar fazer a caminhada no início da manhã ou no final da tarde, quando a temperatura encontra-se mais amena e o indivíduo transpira menos. Nos dias mais frios do ano, caminhar numa esteira dentro de casa ou numa academia de ginástica é mais indicado porque para alguns asmáticos o ar frio da rua pode dificultar a respiração.

Veja que cuidados deve ter na caminhada em: Exercícios de alongamento para caminhada.

2. Andar de bicicleta

Quem gosta de andar de bicicleta pode aproveitar essa atividade física para fortalecer os músculos das pernas. Inicialmente é recomendado andar devagar, numa ciclovia com pouco movimento para poder aumentar ou diminuir o risco conforme a necessidade. No entanto, andar de bicicleta pode causar dor no pescoço em algumas pessoas devido a altura do selim e do guidom e por isso, só é recomendado andar de bicicleta frequentemente se ela não causar nenhum desconforto.

3. Natação

A natação é um esporte completo e ajuda a aumentar a capacidade respiratória do indivíduo, porque a respiração da natação deve ser sincronizada para aumentar o rendimento do exercício. Entretanto, se o asmático também tiver rinite alérgica, o cloro da piscina pode dificultar a respiração, mas isso não acontece com todos e por isso é uma questão de experimentar para ver se nota alguma alteração negativa na respiração. Se isso não acontecer é aconselhado nadar 30 minutos diariamente ou fazer 1 hora de natação 3 vezes por semana para beneficiar a respiração.

4. Futebol

Para quem já tem um bom condicionamento físico, jogar futebol esporadicamente é permitido, todavia essa atividade física é mais intensa e pode ser mais difícil para o asmático. No entanto, com um bom condicionamento físico, é possível jogar futebol semanalmente sem entrar em crise asmática, mas sempre que o ar estiver muito frio, deve-se avaliar a possibilidade de fazer outra atividade física.

Como evitar a asma durante o exercício físico

Algumas dicas importantes para evitar a crise asmática desencadeada pela atividade física incluem:

  • Fazer um aquecimento 15 minutos antes de começar o exercício, com alongamento muscular ou caminhada, por exemplo;
  • Dar preferência para atividades físicas mais leves que, normalmente, não provocam crises de asma.
  • Cobrir o nariz e a boca com um cachecol ou máscara de corrida nos dias mais frios;
  • Tentar inspirar pelo nariz durante o exercício, podendo expirar o ar pela boca;
  • Evitar fazer exercício em locais com muitos alergênios, como perto de trânsito ou em jardins durante a primavera.

Para complementar estas dicas e controlar melhor as crises de asma, também é importante fazer, pelo menos, 1 vez por semana exercícios respiratórios num consultório de fisioterapia.