Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Apendicite aguda

A apendicite aguda é a inflamação do apêndice, um pequeno órgão situado no lado direito do abdômen que está em ligação com o intestino grosso.

A apendicite aguda ocorre quando o apêndice é bloqueado repentinamente por algum motivo, principalmente por fezes, tendo como principal sintoma a intensa dor do lado direito do abdômen, que pode gerar febre baixa entre 37.5 e 38ºC e vômito.

Em caso de suspeita de apendicite, deve-se ir ao hospital o mais rápido possível para se retirar o apêndice, evitando a apendicite supurativa, que é quando o apêndice se rompe, evitando também a entrada de bactérias na cavidade interna do abdômen.

Fotos de apendicite aguda

Apendicite aguda
Apendicite aguda

A segunda imagem mostra o apêndice antes da cirurgia e depois da cirurgia.

Sintomas da apendicite aguda

Os sintomas da apendicite aguda incluem dor em torno do umbigo, que vai aumentando e localizando-se no lado direito do abdômen, embaixo, acompanhada de enjoos, vômitos, febre entre 37.5 e 38ºC e perda de apetite.

Causas da apendicite aguda

As causas de apendicite aguda podem ser:

  • Presença de fezes muito secas na região;
  • Infecções virais ou bacterianas;
  • Lesão traumática no abdômen.

Uma outra causa possível de apendicite aguda são os fatores genéticos que estão relacionados com a posição do apêndice.

Tratamento para apendicite aguda

O tratamento para apendicite aguda é feito com a cirurgia para a retirada do órgão. O tempo de internamento é cerca de 1 a 2 dias e o indivíduo, normalmente, é liberado para todas as atividades, inclusive prática de exercícios físicos após 3 meses.

Por vezes, quando a inflamação é tão grave, pode ser necessário que o indivíduo tome medicamentos antibióticos e anti-inflamatórios antes da cirurgia.

Complicações da apendicite aguda

Algumas complicações da apendicite aguda podem ser:

  • Abcesso, que é o excesso de pus acumulado em torno do apêndice;​
  • Peritonite, que é a inflamação da cavidade do abdômen;
  • Hemorragia;
  • Obstrução intestinal;
  • Fistula em que ocorre uma ligação anormal entre um órgão abdominal e a superfície da pele;
  • Sepsis, que é uma infecção grave de todo o organismo.

Estas complicações só ocorrem quando o apêndice não é retirado a tempo e se rompe.

Apendicite aguda na gravidez

A apendicite aguda na gravidez apresenta os mesmos sintomas e o mesmo tratamento, a cirurgia para retirar o apêndice que, geralmente, não constitui risco para a grávida nem para o bebê, a não ser que o apêndice rompa, podendo ser fatal.

Links úteis:

Mais sobre este assunto:
Carregando
...