Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Saiba porque a calcificação da aorta pode causar infarto

A calcificação da aorta pode causar infarto porque ela faz com que esse vaso sanguíneo perca a sua elasticidade natural, dificultando a boa circulação do sangue. O infarto acontece quando a placa de cálcio impede completamente a passagem do sangue ou quando uma parte dessa placa se solta da parede da aorta e entope um vaso sanguíneo menor, impedindo que o sangue chegue ao músculo do coração. Além do infarto, a calcificação da aorta também pode levar ao AVC ou ao aneurisma, que é uma dilatação da parede da aorta. 

A calcificação ateromatosa da aorta é quando há um acúmulo de cálcio junto a uma placa de gordura, que ocorre principalmente em pessoas que têm o colesterol alto descontrolado, sendo esta a principal causa da calcificação da aorta. Veja como identificar a Ateromatose da Aorta.

Principais causas da calcificação da aorta

O risco de calcificação da aorta aumenta com o passar da idade e suas causas principais causas são:

  • Acúmulo de cálcio na aorta devido à suplementação excessiva de cálcio;
  • Febre reumática, que pode levar a uma diminuição do tamanho da aorta, dificultando a passagem do sangue;
  • Complicações de doenças cardíacas genéticas, como defeitos na válvula aórtica;
  • Insuficiência renal;
  • Presença de placas de ateroma, que são placas formadas pelo acúmulo de gordura nos vasos sanguíneos.

Pessoas que têm o colesterol alto, excesso de peso, que fumam ou consomem bebidas alcoólicas de forma exagerada também possuem um maior risco de desenvolver calcificação na aorta.

Sintomas da calcificação da aorta

Os sintomas da calcificação da aorta são inespecíficos, mas normalmente pode ocorrer:

  • Dor no peito ou no abdômen em forma de pontada ou aperto, principalmente durante esforços físicos como caminhar ou levantar peso;
  • Sopro cardíaco;
  • Cansaço fácil;
  • Palpitações cardíacas;
  • Inchaço nas pernas, tornozelos e pés;
  • Aumento da frequência urinária;
  • Tonturas ao se levantar ou caminhar.

O diagnóstico da calcificação da aorta pode ser feito através de exames como angiografia, ecografia, raio X, tomografia computadorizada ou ressonância magnética. O médico indicará o exame de acordo com as características da pessoa, podendo inclusive pedir outros tipos de exame para fazer uma melhor avaliação da função cardíaca.

Como tratar a calcificação da aorta

O tratamento da calcificação da aorta pode ser feito com medicamentos para controlar o colesterol e com alterações no estilo de vida, que inclui a redução de açúcares e gorduras na dieta e a prática frequente de atividade física. Em casos mais graves, o médico pode achar necessária a realização de cirurgia. Veja mais sobre o tratamento para calcificação da aorta.

O que é a aorta

A aorta é o maior vaso sanguíneo do corpo, sendo responsável por receber todo o sangue que sai do coração e distribuí-lo para o restante do organismo. Ao sair do coração, a aorta faz uma curva e segue para o tórax e o abdomên, dividindo-se em vasos menores ao longo do seu caminho pelo corpo, de forma a irrigar todos os outros órgãos e tecidos. Por isso, a descrição do diagnóstico de calcificação da aorta depende de onde está localizado o excesso de cálcio, pode ser: calcificação da aorta abdominal, se o cálcio estiver depositado na parte da aorta que passa pela barriga ou calcificação da aorta torácica, se o excesso de cálcio for na parte do tórax.

A aorta é o vaso vermelho no abdomênA aorta é o vaso vermelho no abdomên
Artéria aortaArtéria aorta
Mais sobre este assunto:
Carregando
...