Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Angioma rubi: principais causas e tratamento

O angioma rubi, também chamado angioma senil ou nevus rubi, são bolinhas vermelhas que aparecem na pele na vida adulta e que podem aumentar de tamanho e quantidade com o envelhecimento. É bastante frequente e não representa risco para a saúde, no entanto, se houver sangramentos, deve-se procurar um dermatologista para diagnóstico mais preciso.

O angioma rubi é um tipo de angioma de pele, que normalmente surge em locais de pouca visualização, como couro cabeludo e costas, mas também pode estar presente no tronco e rosto, com menos frequência. É a principal doença de pele do idoso e não apresenta sintomas. Saiba o que é angioma e principais tipos. 

O tratamento é feito normalmente para fim estético, podendo ser através de laser ou crioterapia. A melhor forma de prevenção do angioma rubi é usar filtro solar e evitar ficar exposto ao sol por muito tempo para que não haja envelhecimento precoce da pele, o que favorece o surgimento do angioma. 

Angioma rubi: principais causas e tratamento

Principais características

O angioma de rubi se apresenta inicialmente como manchas pequenas, planas e vermelhas, mas que com o envelhecimento, podem aumentar de tamanho, chegando aos 5mm, e terem coloração vermelho brilhante. Essas manchas não regridem, ou seja, só podem ser retiradas com algum tipo de tratamento, e têm evolução lenta. 

Normalmente não há sintomas, no entanto em alguns casos pode haver sangramento caso haja alguma pancada na região que se localiza o angioma. Nesse caso, é importante ir ao dermatologista para que seja feita nova análise das bolinhas vermelhas da pele. 

Causas do angioma de rubi

Ainda não se sabe qual é a causa do aparecimento do angioma rubi, porém dentre os fatores que podem estar relacionados com a sua ocorrência estão envelhecimento da pele, exposição prolongada ao sol e a compostos químicos e o estresse. Além disso, pessoas que tem diabetes têm maiores chances de ter angioma rubi e em maior quantidade. 

Como é feito o tratamento

O tratamento do angioma rubi normalmente é feito com fim estético e pode ser através de:

  • Laser, que promove diminuição do fluxo de sangue no vaso, eliminando o angioma;
  • Crioterapia, em que é colocado um spray de nitrogênio líquido sobre a mancha vermelha;
  • Eletrocoagulação, é aplicada uma corrente elétrica no angioma;
  • Escleroterapia, que é uma técnica em que é injetada uma substância no vaso sanguíneo para eliminá-lo. Saiba mais sobre a escleroterapia

O tratamento do angioma rubi depende da quantidade e da localização, podendo estar localizado no tronco ou couro cabeludo. Veja como é feito o tratamento para angioma. 

Opções de tratamento caseiro

O tratamento caseiro para o angioma rubi pode ser feito com o óleo de ricino ou com o suco da maça verde. O óleo de ricino é utilizado para hidratar a pele e deve ser passado na mancha vermelha uma vez por dia durante 7 dias. A maçã verde possui propriedades antioxidantes sendo capaz de retardar o envelhecimento da pele e, assim, evitar a progressão do angioma rubi. O suco da maçã verde deve ser passado no angioma pelo menos 3 vezes ao dia durante 3 semanas. 

Para evitar que as bolinhas vermelhas apareçam na pele, é importante usar filtro solar, evitar ficar muito tempo exposto ao sol, ter uma alimentação saudável e tomar banhos com água fria para melhorar a circulação. 

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar