Angioedema: o que é, sintomas, causas e tratamento

Atualizado em abril 2023

O angioedema é o inchaço das camadas mais profundas da pele, afetando principalmente os lábios, mãos, pés, olhos ou região genital, podendo durar até 3 dias e ser desconfortável. Além do inchaço, pode haver também sensação de calor e ardor no local e dor na região do inchaço.

O angioedema tem cura quando é provocado por uma reação alérgica ou ingestão de medicamentos, sendo nesses casos apenas recomendado que a pessoa evite o contato com a substância responsável pela alergia ou suspenda o uso do medicamento de acordo com a orientação do médico.

Em alguns casos o médico pode recomendar também o uso de medicamentos anti-histamínicos ou corticoides para aliviar os sintomas associados com o angioedema.

Imagem ilustrativa número 3

Principais sintomas

Os principais sintomas de angioedema são:

  • Inchaço da pele em várias partes do corpo que dura até 3 dias e não causa coceira;
  • Sensação de calor na região afetada;
  • Dor nos locais de inchaço;
  • Dificuldade para respirar, devido ao inchaço na garganta;
  • Inchaço da língua;
  • Inchaço no intestino, podendo resultar em cólicas, diarreia, náuseas e vômitos.

Em alguns casos a pessoa pode ainda sentir coceira, suor excessivo, confusão mental, aumento dos batimentos cardíacos e sensação de desmaio, o que pode ser indicativo de choque anafilático, que deve ser tratado imediatamente para evitar complicações. Conheça mais sobre o choque anafilático e o que fazer.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico do angioedema é feito pelo alergologista ou dermatologista a partir da realização de um exame físico detalhado em que são avaliados os sinais e sintomas apresentados pela pessoa, além de também ser feita uma análise dos antecedentes familiares e o estado geral de saúde da pessoa.

Marque consulta com um Alergologista perto de você!

Atendemos mais de 150 convênios em 7 estados do Brasil*.

Marcar Consulta

*Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Sergipe e Distrito Federal

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Além disso, pode ser indicada a realização de exames de laboratório que verifiquem a presença de algumas substâncias no corpo que sejam sugestivas de angioedema, além de também poder ser indicada a realização de testes de alergia, radiografia ou biópsia.

Principais causas

O angioedema acontece como consequência de uma responta inflamatória do corpo a um agente infeccioso ou irritante. Assim, de acordo com a causa relacionada, o angioedema pode ser classificado em:

  • Angioedema hereditário: surge desde a nascença e pode passar de pais para filhos devido a alterações nos genes.
  • Angioedema alérgico: causado após contato com sustâncias alérgicas, como amendoim ou poeira, por exemplo;
  • Angioedema por remédios: provocado pelos efeitos secundários de remédios para a pressão alta, como Amlodipina e Losartan.

Além desses, há também o angioedema idiopático, que não possui uma causa específica mas que costuma surgir como consequência de situações de estresse ou infecções, por exemplo.

Como é feito o tratamento

O tratamento para angioedema deve ser orientado por um alergologista ou dermatologista e, normalmente, varia de acordo com o tipo de angioedema, sendo que nos casos de angioedema alérgico, idiopático ou provocado por remédios é feito com a ingestão de anti-histamínicos, como Cetirizina ou Fexofenadina, e remédios corticoides, como Prednisona, por exemplo.

Já o tratamento do angioedema hereditário deve ser feito com remédios que impedem o desenvolvimento do angioedema ao longo do tempo, como Danazol, Ácido tranexâmico ou Icatibanto. Além disso, é recomendado evitar situações que possam provocar o angioedema.

Queremos te ajudar!

Nossos Alergologistas estão disponíveis para te ajudar, em 7 estados do Brasil*

Marcar consulta

*Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Sergipe e Distrito Federal