Amaxofobia: o que é, sintomas, causas e tratamento

julho 2022
  1. Causas
  2. Sintomas
  3. Diagnóstico
  4. Tratamento

A amaxofobia é o medo de dirigir, que ocorre sem motivo aparente e de forma irracional devido a situações como medo de causar acidente ou mesmo de viajar no banco da frente, levando a estresse e ansiedade anormais, que podem afetar a qualidade de vida e independência da pessoa. 

A amaxofobia não é um tipo de fobia reconhecida, mas partilha semelhanças com os transtornos de ansiedade, podendo causar sintomas como preocupação excessiva e inquietude diante de situações relacionadas com o ato de dirigir. Algumas vezes os sintomas de ansiedade são tão intensos que causam um ataque de pânico, com sensação de falta de ar e coração acelerado, por exemplo. Saiba identificar sinais físicos e psicológicos de ansiedade.

Em caso de suspeita de amaxofobia, é importante consultar preferencialmente um psiquiatra ou um psicólogo, uma vez que com o tratamento apropriado, que geralmente envolve psicoterapia, é possível superar o medo.

Possíveis causas

A amaxofobia não tem uma causa específica e embora o motivo do medo nem sempre seja compreendido pela pessoa, o medo pode ser provocado por situações como:

  • Preocupação de causar acidente;
  • Medo de perder o controle da direção do veículo;
  • Ter de dirigir por ruas muito movimentadas;
  • Dirigir em velocidade elevada;
  • Necessidade de ter que dirigir um veículo;
  • Sentar-se no banco da frente.

O medo tende a aumentar à medida em que a pessoa se aproxima da situação que o provoca. No entanto, o medo de dirigir da amaxofobia geralmente não tem motivo aparente e é desproporcional à situação vivida. A pessoa normalmente evita colocar-se nas situações que o provocam como forma de evitar o desconforto.

Ainda assim, algumas pessoas parecem desenvolver amaxofobia após um evento traumático, como um acidente de carro; devido a informações sobre acidentes de veículos, em notícias de jornais ou televisão; ou por experiência desconfortável envolvendo a direção de veículos, como um ataque de pânico por outros motivos, por exemplo. 

Principais sintomas

Os principais sintomas da amaxofobia incluem:

  • Preocupação excessiva ou sofrimento antes ou enquanto se dirige;
  • Evitar dirigir;
  • Dirigir de forma anormal, excessivamente devagar ou sempre preferindo caminhos mais longos, mas mais seguros, por exemplo;
  • Inquietude antes ou enquanto dirige;
  • Não parar de pensar na situação que provoca o desconforto.

Além disso, a pessoa pode optar por faltar ao trabalho, aulas ou outros compromissos por não querer dirigir e ter sintomas como coração acelerado, suor intenso, tremor, sensação de falta de ar e até mesmo dor no peito quando está diante da situação que provoca o medo. Nestes casos, os sintomas podem indicar a possibilidade de um ataque de pânico. Conheça mais sintomas de um ataque de pânico. 

Em caso de suspeita de amaxofobia, é importante consultar, preferencialmente, um psiquiatra para uma avaliação detalhada.

Como confirmar o diagnóstico

Por ter semelhanças com os transtornos de ansiedade, é mais comum o psicólogo fazer o diagnóstico, em casos mais graves, o psicólogo pode encaminhar á pessoa para o psiquiatra para receber tratamento com remédios. 

Durante a consulta, o psicólogo leva em consideração as características dos sintomas apresentados, como sua intensidade, tempo de duração e frequência em que ocorrem, assim como a situação que desencadeia o medo de dirigir e o impacto do medo na vida da pessoa.  

Normalmente, é o psicólogo que avalia o comportamento e a reação da pessoa nas situações que a levam ao medo. Para essa avaliação, muitas vezes é útil um acompanhamento por um psiquiatra.

Algumas vezes, o medo de dirigir pode não levar ao diagnóstico de uma fobia, como a amaxofobia, mas de outras doenças como transtorno de pânico ou transtorno de estresse pós-traumático, por exemplo.

Como é feito o tratamento

O tratamento da amaxofobia, assim como de outras fobias, geralmente envolve a realização de terapia com o psicólogo, principalmente a terapia cognitiva-comportamental. Nesse tipo de terapia, a pessoa aprende estratégias para lidar com a ansiedade e avaliar a situação que desencadeia o medo com maior clareza. Entenda melhor os tipos de terapia com o psicólogo e para que servem.

Outras formas de tratamento podem incluir hipnose e até mesmo o uso de tecnologias de realidade virtual, que geralmente expõem a pessoa gradualmente à situação que desencadeia o medo.

O uso de medicamentos geralmente não é indicado no tratamento de fobias específicas, como é o caso da amaxofobia.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em julho de 2022. Revisão médica por Dr. Gonzalo Ramirez - Clínico Geral e Psicólogo, em julho de 2022.

Bibliografia

  • CORDIOLI, Aristides V. et al. Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais. 5ªed. Porto Alegre: Artmed, 2014. 189-209.
  • EATON, William W. et al. Specific phobias. The Lancet. Vol.5, n.8. 678-686, 2018
Mostrar bibliografia completa
  • OLIVEIRA, Lucas R. U; MONTEIRO, Elizete das G. B; MARTINS, Maria das G. T. AMAXOFOBIA: ASPECTOS COGNTIVOS, EMOCIONAIS, COMPORTAMENTAIS E INTERVENÇÃO COGNITVO COMPORTAMENTAL. Psicologia em Foco. Vol.13, n.8. 2021
  • STATPEARLS. Specific Phobia. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK499923/>. Acesso em 12 jul 2022
Revisão médica:
Dr. Gonzalo Ramirez
Clínico Geral e Psicólogo
Clínico geral pela UPAEP com cédula profissional nº 12420918 e licenciado em Psicologia Clínica pela UDLAP nº 10101998.