Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como identificar e tratar as aftas nos bebês

As aftas nos bebês, também conhecidas como estomatite, são caracterizadas por pequenas feridas na boca, geralmente, amareladas no centro e avermelhadas por fora, que podem aparecer na língua, no céu da boca, no interior das bochechas, na gengiva, no fundo da boca ou na garganta do bebê.

As aftas são uma infecção causada por um vírus e por serem dolorosas, principalmente ao mastigar ou engolir, fazem com que o bebê fique irritado, chore, não queira comer ou beber e se babe muito. Além disso, podem causar febre, mau hálito, dificuldade para dormir e ínguas no pescoço.

Normalmente, as aftas desaparecem em 1 ou 2 semanas, no entanto, os sintomas melhoram em cerca de 3 a 7 dias, quando o tratamento é realizado. O tratamento pode ser feito com remédios analgésicos, como o Paracetamol ou o Ibuprofeno, orientados pelo Pediatra e com a adoção de alguns cuidados, como oferecer líquidos, de preferência frios, para a criança não desidratar.

Como identificar e tratar as aftas nos bebês

As aftas no bebê e o sapinho são infecções diferentes, pois o sapinho é causado por um fungo e é caracterizado por pontos brancos semelhantes ao leite que também podem surgir em qualquer região da boca. Saiba mais sobre o sapinho em bebê.

Opções de tratamento para aftas no bebê

Normalmente, os sintomas de afta melhoram em cerca de 7 a 14 dias, no entanto, existem algumas formas de tratamento que podem reduzir o desconforto e acelerar a recuperação. Estas incluem:

1. Remédios para afta

Os remédios mais usados no tratamento das aftas são os analgésicos, como Ibuprofeno ou Paracetamol, pois aliviam a inflamação e a dor da afta, reduzindo o desconforto sentido pelo bebê.

Estes remédios só devem ser utilizados com orientação do médico, uma vez que as doses variam de acordo com o peso da criança.

2. Pomadas para afta infantil

Alguns exemplos de pomadas para afta no bebê são a Gingilone ou a Omcilon-a Orabase, que têm um efeito mais rápido que os remédios analgésicos e estimulam a cicatrização. Estas pomadas podem ser engolidas sem existir risco para o bebê, mas seu efeito desaparece mais depressa que os remédios orais, uma vez que precisam estar em contato com a afta.

3. Outros cuidados caseiros

Embora os remédios tenham um ótimo efeito para aliviar a dor e acelerar o tratamento, existem alguns cuidados que podem ser feitos em casa para garantir ainda mais conforto para o bebê, incluindo:

  • Oferecer água, sucos naturais ou vitamina de fruta, para o bebê não desidratar;
  • Evitar dar bebidas gasosas e ácidas ao bebê, pois piora a dor;
  • Dar alimentos frios e sem temperos, como gelatina, sopa fria, iogurte ou sorvete, por exemplo, pois alimentos quentes e temperados aumentam a dor;
  • Limpar a boca do bebê com uma gaze ou algodão umedecido em água fria para aliviar a dor.

Além disso, é ainda importante que, durante o tratamento, o bebê não vá à creche, pois pode transmitir o vírus para outras crianças.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...