Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Aerofagia: o que é, causas e como tratar

Atualizado em Agosto 2019

A aerofagia é o termo médico que descreve o ato de engolir ar em excesso durante atividades rotineiras como comer, beber, falar ou rir, por exemplo.

Embora algum nível de aerofagia seja relativamente normal e comum, algumas pessoas podem acabar engolindo muito ar e, por isso, desenvolvem sintomas como sensação de barriga inchada, peso no estômago, arrotos frequentes e excesso de gases intestinais.

Assim, a aerofagia não é um problema grave, mas pode ser bastante desconfortável, sendo que o seu tratamento é importante para melhorar o conforto da pessoa no dia-a-dia. O médico mais indicado para tratar este tipo de distúrbio normalmente é o gastroenterologista, que irá tentar identificar as possíveis causas e indicar algumas formas de as evitar.

Aerofagia: o que é, causas e como tratar

Principais sintomas

Os sinais e sintomas mais comuns em pessoas que sofrem com aerofagia são:

  • Excesso de arrotos, podendo ter vários em apenas um minuto;
  • Sensação constante de barriga inchada;
  • Barriga inchada;
  • Dor ou desconforto no estômago.

Uma vez que estes sintomas são muito semelhantes a outros provocados por problemas gástricos mais comuns e crônicos, como refluxo ou má digestão, muitos casos de aerofagia podem durar mais de 2 anos antes de serem identificados pelo médico.

Mas ao contrário de outras alterações gástricas, a aerofagia muito raramente causa sintomas como náuseas ou vômitos.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico de aerofagia normalmente é feito por um gastroenterologista, depois de despistar outros problemas que podem ter sintomas semelhantes, como refluxo gastroesofágico, alergias alimentares ou síndromes intestinais. Caso não seja identificada nenhuma alteração, e após avaliar todo o histórico da pessoa, o médico pode chegar no diagnóstico de aerofagia.

O que pode causar aerofagia

Existem várias causas que podem estar na origem da aerofagia, desde a forma como se respira, até ao uso de aparelhos para melhorar a respiração. Assim, o ideal é que sempre se faça uma avaliação com um médico especializado.

Algumas das causas que parecem ser mais frequentes incluem:

  • Comer muito rápido;
  • Falar durante as refeições;
  • Mascar chiclete;
  • Beber através de um canudo;
  • Beber muitos refrigerantes e bebidas com gás.

Além disso, o uso de CPAP, que é um aparelho médico indicado para pessoas que sofrem com ronco e apneia do sono, e que ajuda a melhorar a respiração enquanto se dorme, também pode resultar em aerofagia.

Como evitar e tratar a aerofagia

A melhor forma de tratar a aerofagia consiste em evitar a sua causa. Dessa forma, caso a pessoa tenha por hábito falar durante a refeição, é aconselhado que diminui essa interação ao comer, deixando para depois a conversa. Já se a pessoa mascar chiclete muitas vezes por dia, pode ser aconselhado diminuir o seu uso.

Além disso, o médico pode ainda receitar remédios que ajudam a aliviar mais rapidamente os sintomas e que reduzem a quantidade de ar no sistema digestivo. Alguns exemplos são a simeticona e a dimeticona.

Veja ainda uma lista completa dos principais alimentos que formam muitos gases e que podem ser evitados em quem sofre com excesso de gases:

Como eliminar os gases intestinais

3.2 milhões visualizações


Bibliografia

  • HEALTHLINE. What Is Aerophagia and How Is It Treated?. Link: <www.healthline.com>. Acesso em 27 Ago 2019
  • WEBMD. What Is Aerophagia?. Link: <www.webmd.com>. Acesso em 27 Ago 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem