Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é adenite, causas, sintomas e tratamento

A adenite corresponde à inflamação de um ou mais gânglios linfáticos, podendo acontecer em qualquer local do corpo, sendo comum em áreas como pescoço, axila, virilha ou abdômen, e provoca o inchaço, vermelhidão, calor e dor no local.

Essa inflamação pode acontecer devido à infecção por vírus, bactérias ou ser consequência de um tumor, por exemplo, e, por isso, é importante que o médico seja consultado assim que surgirem os primeiros sintomas de adenite para que seja possível identificar a causa e iniciar o tratamento mais adequado.

O que é adenite, causas, sintomas e tratamento

Principais sintomas

Os sintomas de adenite estão relacionados com a inflamação dos gânglios linfáticos e podem variar de acordo com o tipo de adenite. No entanto, de forma geral, os principais sintomas de adenite são:

  • Inchaço do gânglio afetado, podendo ser facilmente palpado;
  • Febre acima de 38ºC;
  • Dor no gânglio durante a palpação;
  • Sensação e mal estar;
  • Vômitos e diarreia, sendo mais frequente no caso de adenite mesentérica.

A adenite é mais comum de acontecer na região cervical, axilar ou na virilha, no entanto pode também afetar os linfonodos localizados no intestino e estômago, por exemplo.

O que é adenite, causas, sintomas e tratamento

Causas de adenite

De forma geral, a adenite pode ser causada por vírus, como citomegalovírus, vírus HIV e vírus Epstein-Barr, ou por bactérias, sendo as principais Staphylococcus aureus, Streptococcus β-hemolítico do grupo-A, Yersinia enterocolitica, Y. pseudotuberculosis, Mycobacterium tuberculosis, Shigella sp ou Salmonella sp. Em alguns casos, a inflamação dos gânglios pode também ser consequência de tumores, como no caso do linfoma, ou ser decorrente de uma doença inflamatória intestinal, por exemplo.

Assim,de acordo com a causa e com o local em que surgem os sintomas, a adenite pode ser classificada em alguns tipos, sendo os principais:

  1. Adenite cervical, em que há inflamação dos linfonodos localizados no pescoço e pode estar relacionado com infecções bacterianas, infecções virais pelo HIV ou Epstein-Baar, ou com o linfoma;
  2. Adenite mesentérica, em que há inflamação dos gânglios que estão ligados ao intestino, sendo principalmente causada pela bactéria Yersinia enterocolitica. Saiba mais sobre a adenite mesentérica;
  3. Adenite sebácea, em que há inflamação das glândulas sebáceas devido à proliferação de bactérias que são naturalmente encontradas na pele, como a Staphylococcus aureus e S. epidermidis;
  4. Adenite tuberosa, em que a inflamação dos linfonodos é devido à bactéria Mycobacterium tuberculosis.

É importante que a causa e o tipo de adenite sejam identificados para que o médico possa indicar o tratamento mais adequado e, assim, prevenir o surgimento de complicações.

Como é feito o tratamento

O tratamento da adenite deve ser indicado pelo clínico geral e pode variar de acordo com o tipo de adenite e sintomas apresentados pela pessoa. Assim, no caso de adenite provocada por bactérias, pode ser recomendado o uso de antibióticos que deve ser indicado de acordo com o agente infeccioso identificado, podendo ser indicado o uso de Amoxicilina, Cefalexina ou Clindamicina, por exemplo.

Além disso, no caso de adenite mesentérica por vírus, pode ser indicado pelo médico o uso de medicamentos para aliviar os sintomas, como analgésicos e anti-inflamatórios, até que o organismo elimine o vírus responsável pela inflamação.

Já no caso da adenite cervical causada por vírus, além de anti-inflamatórios e analgésicos, pode ser recomendado o uso de anti-virais de acordo com o vírus responsável pela adenite. Caso a adenite cervical seja devido a um tumor, pode ser necessária a realização de cirurgia para remoção do gânglio afetado seguida de quimioterapia. Veja mais detalhes do tratamento da adenite cervical.

Bibliografia >

  • NHS - TAMESIDE AND GLOSSOP INTEGRATED CARE. Mesenteric Adenitis. 2017. Disponível em: <https://www.tamesidehospital.nhs.uk/documents/MesentericAdenitis.pdf>. Acesso em 17 Fev 2020
  • GIOVANI, Maconi et. al.. Ultrasound of the Gastrointestinal Tract. Springer, 2007. 11 - 18.
  • Federle, Michael P.. Diagnóstico por imagem: gastrointestinal. 1 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2018. pp. 356-357.
  • INTERAMERICAN ASSOCIATION OF PEDIATRIC OTORRHINOLARYNGOLOGY. Adenopatias cervicais. Disponível em: <https://www.iapo.org.br/manuals/17-2.pdf>. Acesso em 07 Jan 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem