Abscesso periamigdaliano: o que é, sintomas e tratamento

Revisão médica: Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
janeiro 2022

O abscesso periamigdaliano corresponde ao inchaço e acúmulo de secreções na região em torno da amígdala e que acontece como consequência de uma amigdalite, que na maioria dos casos está associada a infecção pela bactéria Streptococcus pyogenes.

Devido à presença do abscesso, é possível que a pessoa sinta dificuldade para engolir, dor na garganta que pode se estender até o ouvido, febre, alteração na voz e dor de cabeça, por exemplo.

É importante que o tratamento para abscesso periamigdaliano seja feito assim que for identificado, pois dessa forma é possível prevenir complicações. O tratamento consiste na drenagem do abscesso e uso de medicamentos antibióticos e anti-inflamatórios, podendo também ser indicado, em alguns casos, a realização de cirurgia para retirar as amígdalas.

Sintomas de abscesso periamigdaliano

O principal sintoma de abscesso periamigdaliano é o inchaço da região em volta da amígdala, podendo fazer com que a garganta fique assimétrica, por exemplo. Outros sintomas indicativos de abscesso periamigdaliano são:

  • Dificuldade para abrir a boca;
  • Dor e dificuldade para engolir;
  • Dor intensa na região em que estão localizadas as amígdalas;
  • Alteração da voz;
  • Febre;
  • Dor de cabeça;
  • Dor de ouvido, em alguns casos;
  • Mau hálito intenso.

Na presença desses sinais e sintomas, é importante que o médico seja consultado para que seja feita uma avaliação e seja possível realizar o tratamento mais adequado.

O diagnóstico do abscesso periamigdaliano consiste na realização de um exame visual, em que é observado inchaço dos tecidos em redor da amígdala infectada, e deslocamento da úvula. Além disso, o médico pode também recolher uma amostra de secreção da garganta para que seja avaliado no laboratório, sendo possível identificar o agente infeccioso responsável por essa alteração.

Possíveis causas

O abscesso periamigdaliano ocorre em torno das amígdalas e acontece como consequência de uma amigdalite, que corresponde à inflamação das amígdalas devido à infecção por bactérias, principalmente Streptococcus pyogenes. Essa alteração é mais comum de acontecer em pessoas que têm crises de amigdalite recorrentes. Conheça mais sobre a amigdalite

Como é feito o tratamento

O tratamento para o abscesso periamigdaliano consiste na drenagem do abscesso, para prevenir complicações, além do uso, em seguida, de antibióticos e anti-inflamatórios para combater a proliferação bacteriana e promover alívio dos sintomas presentes.

Em alguns casos, principalmente nos casos de amigdalite de repetição, após a drenagem do abscesso, o médico pode indicar a realização da cirurgia para retirar as amígdalas, a amigdalectomia, com o objetivo de prevenir novas crises de amigdalite e de abscesso periamigdaliano. Entenda como é feita a cirurgia para retirar as amígdalas.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Dr.ª Clarisse Bezerra - Médica de Saúde Familiar, em janeiro de 2022.

Bibliografia

  • FUNDAÇÃO OTORRINOLARINGOLOGIA. Abscessos Cervicais. 2005. Disponível em: <https://forl.org.br/Content/pdf/seminarios/seminario_30.pdf>. Acesso em 21 ago 2019
  • ABORL-CCF. Guideline IVAS Guideline IVAS Infecções das Vias Aéreas Superiores. Disponível em: <https://www.aborlccf.org.br/imageBank/guidelines_completo_07.pdf>. Acesso em 21 ago 2019
Revisão médica:
Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
Formada em Medicina pelo Centro Universitário Christus e especialista em Saúde da Família pela Universidade Estácio de Sá. Registro CRM-CE nº 16976.

Tuasaude no Youtube

  • TIREI AS AMÍGDALAS, O QUE COMER?

    07:18 | 257347 visualizações