Amigdalite: o que é, sintomas, tipos, causas e tratamento

agosto 2022
  1. Sintomas
  2. Causas
  3. Tipos
  4. Tratamento

A amigdalite é a inflamação das amígdalas, que são estruturas presentes no fundo da garganta e que têm como função defender o organismo contra infecções de bactérias e vírus.

Quando o sistema imunológico está mais comprometido, devido ao uso de medicamentos ou existência de doenças, por exemplo, é possível que os vírus e bactérias causem inflamação das amígdalas, levando ao aparecimento de sintomas como dor de garganta, dificuldade para engolir e febre.

É importante que a amigdalite seja identificada e tratada por um clínico geral ou otorrinolaringologista, sendo normalmente indicado o uso de medicamentos de acordo com a causa da amigdalite, além de gargarejo com água com sal, que ajuda a aliviar os sintomas e combater a infecção. Confira outras formas naturais de aliviar a amigdalite.

Principais sintomas

Os principais sintomas de amigdalite incluem:

  • Dor de garganta que dura mais de 2 dias;
  • Dificuldade para engolir;
  • Garganta vermelha e inchada;
  • Febre e calafrios;
  • Tosse seca irritativa;
  • Perda de apetite;
  • Mal estar.

Quando a amigdalite é causada por bactérias, podem ainda ser observados pontos brancos na garganta, sendo importante a avaliação do médico para que o tratamento com antibiótico seja iniciado. Conheça mais sobre a amigdalite bacteriana.

O que causa a amigdalite

A amigdalite é na maioria dos casos causada por vírus ou bactérias, que podem ser transmitidas por meio da inalação de gotículas liberadas no ar ao tossir ou espirrar, além de também poderem ser transmitidos através do beijo e do contato com objetos contaminados.

Por isso, é importante que sejam adotadas algumas medidas para evitar a transmissão, como lavar bem as mãos, não compartilhar pratos, copos e talheres, e cobrir a boca ao tossir.

Apesar de pouco frequente, a amigdalite pode ainda acontecer como consequência de uma infecção por fungos, sendo mais provável de acontecer em pessoas com o sistema imunológico mais comprometido.

Tipos de amigdalite

A amigdalite pode ser classificada em alguns tipos:

1. Amigdalite aguda

A amigdalite aguda é aquela em que os sintomas duram entre 3 a 5 dias, melhorando mesmo sem a realização de tratamento específico.

2. Amigdalite crônica

A amigdalite crônica é aquela em que os sintomas de amigdalite são mais duradouros e surgem de forma recorrente, ou seja, a pessoa desenvolve amigdalite com alguma frequência, sendo importante que o médico seja consultado para que seja realizado tratamento mais específico, que pode envolver a retirada das amígdalas para evitar a recorrência da inflamação.

3. Amigdalite bacteriana

A amigdalite bacteriana é a inflamação das amígdalas causada por bactérias, principalmente Streptococcus pyogenes. Conheça mais sobre a amigdalite bacteriana.

4. Amigdalite viral

A amigdalite viral acontece devido à infecção por vírus, principalmente adenovírus, rinovírus, influenza e o coronavírus. Veja mais sobre a amigdalite viral.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico de amigdalite deve ser feito pelo clínico geral ou otorrinolaringologista a partir da avaliação dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa.

Em alguns casos, principalmente quando é identificada a presença de pus, pode ser indicado pelo médico a realização de uma cultura de garganta, que é um exame que consiste na coleta de uma amostra de secreções da garganta, que é enviada para o laboratório para identificar o agente infeccioso responsável pela infecção, ajudando na adequação do antibiótico a utilizar.

Como é feito o tratamento

O tratamento para amigdalite pode ser feito com o uso de antibióticos derivados da Penicilina, no caso de inflamação causada por bactérias, e remédios para controlar a febre e a dor, caso a amigdalite seja de origem viral. A doença dura em média 3 dias, mas é comum o médico indicar o uso de antibióticos por 5 ou 7 dias para garantir a eliminação da bactéria do organismo, sendo importante que o tratamento seja feito pelo período indicado pelo médico para evitar complicações.

Beber bastante água, aumentar o consumo de alimentos ricos em vitamina C e dar preferência ao consumo de alimentos líquidos ou pastosos também ajuda a controlar melhor a doença. Além disso, um bom tratamento caseiro para amigdalite é fazer gargarejos com água morna salgada 2 vezes por dia, pois o sal é antibacteriano e poderá auxiliar no tratamento clínico da doença. Confira alguns remédios caseiros para amigdalite.

Nos casos mais graves, quando a amigdalite é recorrente, pode ser indicado pelo médico a realização de cirurgia para retirar as amígdalas. Veja como é a recuperação da cirurgia para retirar as amígdalas:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em agosto de 2022. Revisão médica por Dr.ª Clarisse Bezerra - Médica de Saúde Familiar, em fevereiro de 2020.

Bibliografia

  • PIGNATARI, Shirley S.N.; ANSELMO-LIMA, Wilma T. Tratado de Otorrinolaringologia da ABORL e CCF. 3.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2018.
Revisão médica:
Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
Formada em Medicina pelo Centro Universitário Christus e especialista em Saúde da Família pela Universidade Estácio de Sá. Registro CRM-CE nº 16976.

Tuasaude no Youtube

  • TIREI AS AMÍGDALAS, O QUE COMER?

    07:18 | 275251 visualizações