Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

4 dicas para tratar a sinusite na gravidez

Para tratar a sinusite na gravidez é preciso lavar as narinas com soro várias vezes ao dia e inalar vapor de água quente. Pode ainda ser necessário usar remédios, como antibióticos e corticoides, que só devem ser tomados por indicação do otorrinolaringologista para não prejudicar o desenvolvimento do bebê.

A sinusite, que surge durante a gestação, é uma inflamação da mucosa que leva ao acúmulo de secreções nas cavidades do crânio, nariz, olhos e face e provoca sintomas como dor de cabeça, corrimento nasal e sensação de peso na cabeça. Conheça mais sintomas de sinusite.

Desta forma, para tratar a sinusite na gestação deve-se optar por fazer um tratamento caseiro e seguir as seguintes dicas.

1. Fazer uma nebulização

4 dicas para tratar a sinusite na gravidez

A mulher deve fazer uma nebulização com um aparelho, usar ervas como buchinha ou eucalipto ou mesmo respirar o ar do banho de chuveiro quente. A nebulização deve ser feita de 2 a 3 vezes ao dia, por aproximadamente 20 minutos, especialmente pela manhã e antes de dormir. Leia mais em Nebulização para sinusite.

  • Nebulização com nebulizador: deve-se colocar no copinho do nebulizador 5 a 10 ml de soro fisiológico, posicionar a máscara próxima ao nariz e respirar aquele ar até o liquido desaparecer totalmente;
  • Nebulização com vapor: basta trancar-se no banheiro e deixar a água do chuveiro bem quente cair para gerar muito vapor, inalando-o durante cerca de 20 minutos;
  • Nebulização com ervas: é necessário ferver água e preparar um chá de camomila, buchinha do norte, eucalipto ou de casca de laranja com limão e inspirar o vapor por aproximadamente 20 minutos, mantendo o rosto a 8 cm do recipiente. Deve-se colocar o chá numa bacia, posicioná-la numa mesa e sentar-se na cadeira, inclinando-se levemente para conseguir inspirar o vapor.

Estes métodos naturais para tratar a sinusite aguda ou crônica, ajudam a desobstruir as vias respiratórias, facilitando a respiração. Veja como preparar este tipo de nebulizações nesse vídeo: 

2. Lavar as narinas com soro

4 dicas para tratar a sinusite na gravidez

A mulher deve lavar as duas narinas com soro, pelo menos 2 a 3 vezes por dia para eliminar as secreções que dificultam a respiração. Desta forma, deve-se:

  1. Usar soro fisiológico, que pode ser comprado na farmácia ou preparar em casa uma solução salina. Saiba como preparar uma solução salina para sinusite;
  2. Introduzir 5 a 10 ml da solução numa narina e depois noutra, através de uma seringa sem ponta ou irrigador nasal;
  3. Fungar e colocar as secreções para fora.

Geralmente, a lavagem nasal com soro é mais eficaz após uma nebulização, pois as secreções ficam mais fluidas e é mais fácil eliminá-las.

3. Assoar o nariz

4 dicas para tratar a sinusite na gravidez

Para evitar o acúmulo de secreções, a grávida deve assoar o nariz com um lenço suave, sempre que necessário, não limpando apenas a ponta das narinas.

Se tiver que o fazer muitas vezes, a mulher pode aplicar um creme cicatrizantes no nariz para evitar que se formem ferias devido à fricção.

4. Beber muitos líquidos

A grávida com sinusite deve beber pelo menos 2 litros de água ou chá sem açúcar. Um ótimo chá para a sinusite é o chá de orégano, pois as suas ervas ajudam a aliviar a tosse e o catarro. Leia mais sobre a planta.

A mulher deve optar por tomar este chá antes de dormir, pois os ataques de tosse são mais intensos à noite.

Sinusite na gravidez afeta o bebê?

A sinusite durante a gravidez, geralmente, não prejudica o bebê, no entanto, a mulher não deve se automedicar ou mesmo usar medicamentos que já costumava tomar para tratar a sinusite antes de engravidar, pois pode prejudicar o desenvolvimento do bebê, devendo optar, sempre que possível, por tratamentos naturais.

O que tomar para tratar a sinusite na gravidez

Para tratar a sinusite é importante nunca tomar nenhum remédio sem indicação do médico para avaliar se prejudica o desenvolvimento do bebê.

Geralmente, quando o tratamento natural não é suficiente, o médico pode prescrever analgésicos para as dores de cabeça, corticóides e/ou antibióticos. No entanto, primeiro é necessário uma avaliação rigorosa para escolher o tratamento mais correto.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...