Xarope de guaco: para que serve e como tomar

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
março 2022

O xarope de guaco é um remédio fitoterápico indicado para o tratamento de doenças respiratórias, como bronquites ou resfriados, pois contém o extrato fluido da planta medicinal Mikania glomerata Spreng na sua composição, com ação expectorante e broncodilatadora, que ajuda a eliminar o catarro, combatendo a tosse.

Esse remédio pode ser encontrado em farmácias e drogarias, em frascos de 100, 120 ou 150 mL, com os nomes comerciais Xarope Expectorante de Guaco Natulab ou Xarope de Guaco Herbarium, podendo ser usado por adultos ou crianças com mais de 2 anos.

Apesar de ser um remédio fitoterápico, o xarope de guaco deve ser usado com indicação médica, pois pode causar efeitos colaterais como aumento da pressão arterial ou intoxicação em pessoas com problemas hepáticos.

Para que serve

O xarope de guaco é indicado para combater problemas respiratórios como gripe, resfriado, sinusite, rinite, bronquite, tosse com catarro, asma, coqueluche, inflamação na garganta, rouquidão. 

Esse xarope pode ser usado por crianças com mais de 2 anos ou adultos, com orientação médica.

Como tomar

O xarope de guaco deve ser tomado por via oral, sendo importante agitar frasco do xarope antes de utilizar.

As doses normalmente recomendadas do xarope dependem da quantidade de extrato fluido de guaco presente na sua composição, e incluem:

1. Xarope de guaco 35 mg/mL

As doses normalmente recomendadas do Xarope Expectorante de Guaco Natulab 35 mg/mL dependem da idade e incluem:

  • Adultos: a dose normalmente recomendada é de 15 mL do xarope de guaco 35 mg/mL, até 3 vezes por dia;
  • Crianças com mais de 2 anos: a dose normalmente recomendada é de 15 mL do xarope de guaco 35 mg/mL, até 2 vezes por dia.

É importante seguir as recomendações médicas quanto as doses e o tempo de tratamento como  xarope de guaco.

O Xarope Expectorante de Guaco Natulab 35 mg/mL em frasco de 100 mL é válido por 3 dias após aberto e o de 120 mL, por 4 dias. Já o de 150 mL é válido por 5 dias após aberto. Após estes períodos, deve-se descartar o que não foi utilizado.

2. Xarope de guaco 117,6 mg/mL

As doses normalmente recomendadas do Xarope Expectorante de Guaco Natulab 117,6 mg/mL, são:

  • Adultos: a dose normalmente recomendada é de 15 mL do xarope de guaco 117,6 mg/mL, até 3 vezes por dia;
  • Crianças com mais de 5 anos: a dose normalmente recomendada é de 7 mL do xarope de guaco 117,6 mg/mL, até 3 vezes por dia;
  • Crianças entre 2 e 5 anos: a dose normalmente recomendada é de 5 mL do xarope de guaco 117,6  mg/mL, até 3 vezes por dia.

O Xarope Expectorante de Guaco Natulab 117,6 mg/mL em frasco de 100 mL é válido por 7 dias após aberto e o de 120 mL, por 8 dias. Já o de 150 mL é válido por 10 dias após aberto. Após estes períodos, deve-se descartar o que não foi utilizado.

3. Xarope de guaco 0,5 mg/mL

As doses normalmente recomendadas do Xarope de Guaco Herbarium 0,5 mg/mL são:

  • Adultos: a dose normalmente recomendada é de 5 mL do xarope, até 3 vezes por dia;
  • Crianças com mais de 5 anos: a dose normalmente recomendada é de 2,5 mL do xarope, até 3 vezes por dia;
  • Crianças entre 2 e 4 anos: a dose normalmente recomendada é de 2,5 mL, até 2 vezes por dia. 

O uso do xarope de guaco deve ser de 7 dias, e nos casos mais graves pode ser usado por até 14 dias, não devendo ser usado por mais tempo, conforme orientação médica.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns que podem surgir durante o tratamento com o xarope de guaco são vômitos, diarreia ou aumento da pressão arterial. 

Além disso, em pessoas alérgicas ao xarope pode haver dificuldade para respirar e tosse. 

Quem não deve usar 

O xarope de guaco não deve ser usado por crianças com menos de 2 anos, mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas com doenças respiratórias crônicas, devendo-se afastar a suspeita de tuberculose ou câncer, por exemplo.

Além disso, o xarope de guaco deve ser usado com cautela por diabéticos pois possui açúcar na sua composição.

O xarope de guaco também não deve ser usado por pessoas que utilizam remédios anticoagulantes ou a planta medicinal Ipê roxo (Tabebuia avellanedae). 

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa - Farmacêutica, em março de 2022.

Bibliografia

  • CZELUSNIAK, K.E et al. Farmacobotânica, fitoquímica e farmacologia do Guaco: revisão considerando Mikania glomerata Sprengel e Mikania laevigata Schulyz Bip. ex Baker. Revista Brasileira de Plantas Medicinais. 14. 2; 400-409, 2012
  • GARCIA, Mariene; BARBOSA, Boscolli. Guaco Toxicidade e uso racional . Brasil: FUCAMP, 2019. 7-15.
Mostrar bibliografia completa
  • NATULAB. Xarope de Guaco Natulab. Disponível em: <https://natulab.com.br/wp-content/uploads/2019/10/Folheto-informativo-GUACO-atualizado-08.06.16.pdf>. Acesso em 25 mar 2022
  • HERBARIUM. Xarope de Guaco Herbarium. Disponível em: <https://docs.google.com/gview?url=https://uploads.consultaremedios.com.br/drug_leaflet/Bula-Xarope-de-Guaco-Herbarium-Paciente-Consulta-Remedios.pdf?1592595992&embedded=true>. Acesso em 25 mar 2022
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.

Tuasaude no Youtube

  • O melhor REMÉDIO NATURAL para GRIPE

    12:17 | 465371 visualizações
  • CURAR A DOR DE GARGANTA com remédios naturais incríveis

    05:41 | 1151086 visualizações
  • Os Melhores Alimentos para a GRIPE

    03:14 | 527088 visualizações