Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Útero Infantil: o que é, sintomas e tratamento

O útero infantil, também conhecido como útero hipoplástico ou hipogonadismo hipotrófico, é uma má-formação congênita na qual o útero não se desenvolve completamente durante a vida da mulher, mantendo o mesmo tamanho que apresentada durante a infância.

Geralmente, o útero infantil só é diagnosticado durante a adolescência devido à ausência de menstruação, pois antes desse período não provoca qualquer tipo de sintoma.

O útero infantil nem sempre tem cura, pois quanto menor for o tamanho do órgão mais difícil será estimular o seu crescimento, no entanto, o tratamento pode ser feito para tentar aumentar o útero para permitir uma gravidez.

Útero Infantil: o que é, sintomas e tratamento

Causas do útero infantil

O útero infantil acontece quando o útero não se desenvolve corretamente, permanecendo do mesmo tamanho que durante a infância, e pode ser resultado de doenças que levam à diminuição da produção dos hormônios responsáveis pelo desenvolvimento dos órgãos reprodutores femininos.

Além disso, o útero infantil pode acontecer devido a alterações genéticas ou ao uso prolongado e constante de medicamentos esteróides, o que pode levar a um desequilíbrio hormonal.

Principais sintomas

O útero infantil é normalmente descoberto em exames de rotina, mas pode ser percebido por meio dos seguintes sintomas:

  • Atraso na menstruação, que acontece após os 15 anos;
  • Ausência de pêlos pubianos ou nas axilas;
  • Pouco desenvolvimento das mamas e dos órgãos genitais femininos;
  • Menstruação irregular;
  • Dificuldade para engravidar ou abortos espontâneos.

O diagnóstico do útero infantil é feito mediante a ultrassonografia pélvica ou transvaginal, em que o ginecologista observa que o corpo do útero tem a mesma medida ou uma medida muito próxima do colo do útero, quando na verdade deveria ser maior.

Quem tem útero infantil pode engravidar?

As mulheres que apresentam útero infantil podem apresentar maior dificuldade para engravidar pois, caso o útero seja menor que o normal, pode ocorrer aborto espontâneo devido à falta de espaço para o feto se desenvolver.

Além disso, muitas mulheres com útero infantil também apresentam problemas de funcionamento dos ovários e, por isso, podem não conseguir produzir óvulos suficientemente maduros para serem fecundados.

Assim, em caso de útero infantil é recomendado fazer aconselhamento com um obstetra antes de tentar engravidar para avaliar as hipóteses de tratamento para engravidar, que podem incluir inseminação artificial.

Como é feito o tratamento

O tratamento para útero infantil deve ser orientado por um ginecologista e, normalmente, é feito com o uso de remédios hormonais para ajudar no crescimento e desenvolvimento do útero, mesmo que nem sempre seja possível atingir um tamanho normal.

Com o uso de medicamentos, os ovários passam a liberar os óvulos mensalmente e o útero começa a aumentar de tamanho, permitindo um ciclo reprodutivo e normal e a gravidez, em alguns casos.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem