Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como identificar e tratar a Inflamação no útero

A inflamação no útero é a irritação dos seus tecidos, causados durante infecções por microorganismos como cândida, clamídia ou gonorréia, por exemplo, mas também por alergias a produtos, alteração do pH por falta ou excesso de higiene ou ferimentos na região. 

Ela provocar sintomas como corrimento, sangramento fora da menstruação, dores tipo cólica e sensação de útero inchado, entretanto, pode não apresentar sintomas e por isso o seu diagnóstico muitas vezes não é feito cedo, levando ao agravamento da doença. A inflamação pode ocorrer tanto no colo do útero, localizado no fundo da vagina, quanto na região interna, o endométrio, resultando numa endometrite, como mostram as imagens:

Como identificar e tratar a Inflamação no útero

A confirmação do diagnóstico é feita pelo ginecologista através do papanicolau ou um exame chamado colposcopia, em que se observa a presença dos sinais de inflamação e pode-se coletar material para análise. Já o tratamento normalmente é feito com remédios em comprimido ou pomada, que podem ser antibióticos ou anti-inflamatórios, por exemplo.

Quais são os sintomas

Os principais sintomas de inflamação no útero são:

  • Corrimento amarelado, marrom ou cinza com mau cheiro;
  • Sangramento durante ou após o contato íntimo;
  • Sangramento fora do período menstrual;
  • Dor ao urinar e durante o contato íntimo;
  • Dor na parte inferior da barriga;
  • Sensação de inchaço na parte inferior da barriga ou no útero.

No entanto, é importante lembrar que esses sintomas também podem estar presentes em outras doenças do útero, como mioma ou pólipos uterinos, por exemplo. Veja os problemas mais comuns que causam estes sintomas em: 7 Sinais de problemas no útero.

Além disso, a dor ao urinar e dor abdominal também podem ser sinais de inflamação nos ovários, por isso saiba como identificar esse problema aqui.

Causas da inflamação no útero

As causas da inflamação no útero incluem:

  • Presença de doenças sexualmente transmissíveis, como a gonorreia, a clamídia ou HPV;
  • Vaginites infecciosas, como candidíase ou vaginose bacteriana, por exemplo;
  • Alergia ao material dos preservativos, do diafragma ou de produtos químicos como espermicidas;
  • Falta de higiene na região íntima ou excesso de higiene, principalmente com o uso de duchas, pois isso altera o pH vaginal e favorece o crescimento de microorganismos que causam doenças;
  • Lesões provocadas pelo parto.

É importante identificar a causa da inflamação do útero para que seja feito o tratamento adequado e evitar a recorrência do problema.

Como identificar e tratar a Inflamação no útero

Inflamação no útero e gravidez

A inflamação no útero dificulta a mulher a engravidar por impedir que o embrião se implante na parede do útero e se desenvolva. No entanto, quando ela ocorre já durante a gravidez, normalmente não interfere no desenvolvimento do feto, se tratada adequadamente, mas quando não tratada pode levar a complicações como o aborto.

Como é feito o tratamento

O tratamento a ser realizado para inflamação no útero depende da causa do problema. Quando a doença é decorrente da presença de microrganismos estranhos, o tratamento é feito com a ingestão de remédios antibióticos, em comprimidos ou pomadas, antifúngicos ou antivirais, como Nistatina, Miconazol, Clindamicina ou Metronidazol, por exemplo, que devem ser usados de acordo com a orientação do ginecologista. Em alguns casos, os parceiros sexuais também precisam fazer o tratamento, para garantir que os microorganismos sejam eliminados e, assim, evitar a volta da inflamação.

Além disso, o ginecologista também poderá indicar a cauterização do colo do útero, para ajudar a cicatrizar algumas lesões. No entanto, se a inflamação no útero é causada por alergia a materiais que entram em contato com a região interna da mulher, como a camisinha e o diafragma, deve-se suspender a utilização desses produtos e, se necessário, tomar medicamentos anti-inflamatórios para melhorar a dor e recuperar o útero.

Caso a inflamação no útero não seja tratada, ela pode atingir regiões mais internas, como o endométrio, as trompas e os ovários. Nesses casos, pode ser necessário que o tratamento seja feito no hospital, com medicação dada diretamente na veia para conter a inflamação mais rapidamente. Veja como é feito o tratamento quando a inflamação atinge regiões mais profundas do útero: Doença inflamatória pélvica.

Como identificar e tratar a Inflamação no útero

Opções caseiras

Como forma de complementar o tratamento da inflamação no útero, é orientado evitar o contato íntimo, beber cerca de 2 litro de líquidos por dia, além ter uma alimentação saudável, que favorece a cicatrização da inflamação, rica em ômega-3, presente no salmão e sardinha, além de frutas, legumes e verduras. 

Confira, também, as receitas de opções de remédios caseiros que podem ser usadas em casa para complementar o tratamento.

Inflamação no útero pode virar câncer?

Caso a inflamação no útero seja a causada pelo vírus do HPV, e o tratamento não seja afeito corretamente, é possível que a inflamação se torne o câncer do colo do útero. Por isso, sempre que houverem sinais e sintomas que indiquem uma inflamação, é importante procurar o atendimento com ginecologista para identificação da causa e início do tratamento o quanto assim que possível.

Entenda quais são os sintomas de câncer no colo do útero, os riscos e o que fazer em caso de suspeita

Mais sobre este assunto:
Carregando
...