Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Urobilinogênio na urina: o que pode ser e o que fazer

O urobilinogênio é um produto da degradação da bilirrubina pelas bactérias presentes no intestino, que é levado para o sangue e excretada pelo rim. No entanto, quando há grande quantidade de bilirrubina produzida, acontece um aumento na concentração de urobilinogênio no intestino e, consequentemente, na urina.

A presença de urobilinogênio é considerada normal quando encontra-se entre 0,1 e 1,0 mg/ dL. Quando os valores estão acima, é importante verificar os outros parâmetros avaliados, bem como outros exames que possam ter sido solicitados, para que se possa saber a causa do aumento da bilirrubina na urina.

Urobilinogênio na urina: o que pode ser e o que fazer

O pode ser o Urobilinogênio na urina

O urobilinogênio pode ser encontrado naturalmente na urina, sem que tenha qualquer significado clínico. No entanto, quando presente em quantidades acima do esperado e quando há alteração de outros fatores analisados no exame de urina e de sangue, pode ser indicativo de:

  • Problemas no fígado, como cirrose, hepatite ou câncer de fígado, em que também pode ser percebida a presença de bilirrubina na urina. Veja o que pode ser a bilirrubina na urina;
  • Alterações no sangue, em que o corpo produz anticorpos que reagem contra as hemácias, havendo a sua destruição e, consequentemente, maior produção de bilirrubina, cujo valor aumentado pode ser percebido através de análises do sangue. Além disso, no caso das anemias hemolíticas, é também possível verificar alterações no hemograma, principalmente na quantidade de hemácias e de hemoglobina.

Além disso, a presença de urobilinogênio na urina pode sugerir problemas no fígado mesmo antes de surgirem sintomas ou alterações nos exames. Dessa forma, quando é verificada a presença de urobilinogênio na urina, é importante que seja observada se há alguma outra alteração no exame de urina, bem como o resultado de outros exames de sangue, como hemograma, TGO, TGO e GGT, no caso de problemas no fígado, e, no caso de anemia hemolítica, dosagem de bilirrubina e testes imunológicos. Saiba mais sobre como confirmar o diagnóstico de anemia hemolítica.

O que fazer

Caso sejam observadas quantidades significativas de urobilinogênio na urina, é importante que seja investigada a causa para que se possa tratá-la corretamente. Caso a presença de urobilinogênio seja devido à anemia hemolítica, o médico pode indicar o tratamento com remédios que regulem o sistema imunológico, como corticoides ou imunossupressores.

Já no caso de problemas no fígado, o médico pode recomendar repouso e mudança na alimentação, por exemplo. No caso de câncer do fígado, pode ser necessária a realização de cirurgia para remover a região afeta e, em seguida, quimioterapia.


Bibliografia

  • STRASINGER, Susan K.; DI LORENZO, Marjorie S. Urianalysis and body fluids. 5 ed. Estados Unidos: E. A Davis Company, 2008. 69-72.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem