Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Células Epiteliais na Urina: o que pode ser, principais tipos e como entender o exame

A presença de células epiteliais na urina é considerada normal e geralmente não possui relevância clínica, pois indica que houve descamação natural do trato urinário, fazendo que essas células sejam eliminadas na urina.

Apesar de ser considerado um achado normal, é importante que seja indicado no exame a quantidade de células epiteliais encontradas e se foi observada alguma alteração no núcleo ou no seu formato, pois podem indicar situações mais graves.

Células Epiteliais na Urina: o que pode ser, principais tipos e como entender o exame

As principais causas de aparecimento de células epiteliais na urina são:

1. Contaminação da amostra de urina

A principal causa de maior quantidade de células epiteliais na urina é a contaminação que pode acontecer no momento da coleta, sendo mais comum nas mulheres. Para confirmar que se trata de uma contaminação e não de uma infecção, por exemplo, o médico deve avaliar todos os parâmetros analisados no exame. Normalmente, quando se trata de uma contaminação, pode ser observada a presença de células epiteliais e bactérias, mas raros leucócitos na urina.

Para evitar a contaminação da amostra, é recomendado fazer a higienização da região íntima, desprezar o primeiro jato de urina para eliminar as impurezas da uretra, coletar o restante da urina e levar para o laboratório para que seja analisado em no máximo 60 minutos.

2. Infecções urinárias

Nas infecções urinárias, é possível observar no exame a presença de algumas ou numerosas células epiteliais, além da presença de microrganismos e, em alguns casos, presença de filamentos de muco. Além disso, em caso de infeção urinária, pode-se ser observada uma quantidade aumentada de leucócitos na urina.

Conheça outras causas de leucócitos na urina.

3. Menopausa

As mulheres que encontram-se na fase pós-menopausa e que possuem baixa quantidade de estrogênio circulante também podem apresentar maiores quantidades de células epiteliais na urina. Apesar disso, não é representa risco para a mulher e nem causa sintomas. No entanto, é importante ir ao ginecologista para que sejam avaliados os níveis hormonais e, caso haja necessidade, seja iniciado o tratamento de reposição hormonal.

4. Problemas renais

Quando são visualizadas numerosas células epiteliais do tipo tubulares e cilindros epiteliais é indicativo de problemas nos rins, já que esse tipo de célula epitelial tem origem renal. Quanto maior for a quantidade de células epiteliais tubulares, maior o grau de lesão nos rins e maior a chance de perda da funcionalidade do órgão.

Normalmente, além de alterações no exame de urina do tipo 1, podem ser percebidas alterações nos exames bioquímicos de urina, como ureia e creatinina, por exemplo, indicando que há danos nos rins.

Células Epiteliais na Urina: o que pode ser, principais tipos e como entender o exame

Tipos de células epiteliais

As células epiteliais podem ser classificadas de acordo com o local de origem em:

  • Células epiteliais escamosas, que são as células epiteliais de maior tamanho, são encontradas mais facilmente na urina, já que são originadas na vagina e na uretra feminina e masculina, e normalmente estão relacionadas com a contaminação da amostra;
  • Células epiteliais de transição, que são as células epiteliais presentes na bexiga e quando encontrada em grande quantidade pode ser indicativo de infecção urinária, principalmente se além de células epiteliais for observado grande número de leucócitos;
  • Células epiteliais tubulares, que são as células encontradas nos túbulos renais e podem aparecer de vez em quando na urina, no entanto devido a problemas renais podem aparecer na urina na forma de cilindros, que deve ser indicado no resultado do exame.

Normalmente no exame de urina só há indicação da presença ou ausência de células epiteliais na urina, sem que seja informado o tipo de célula. No entanto saber o tipo de célula é importante para que se saiba se há alguma alteração no organismo e, assim, o médico possa inciar o tratamento caso haja necessidade.

Como entender o resultado

No exame de urina, a presença ou ausência de células epiteliais é dada como:

  • Raras, quando são encontradas até 3 células epiteliais por campo analisado no microscópico;
  • Algumas, quando são observadas entre 4 e 10 células epiteliais;
  • Numerosas, quando são vistas mais de 10 células epiteliais por campo.

Como na maioria das vezes a presença de células epiteliais na urina não possuem relevância clínica, é importante que a quantidade de células seja interpretada juntamente com o resultado dos outros parâmetros observados, como presença de filamentos de muco, microrganismos, cilindros e cristais, por exemplo. Entenda como é feito e para que serve o exame de urina.


Bibliografia

  • SILVA, Rafael C. et al. Infecção do Trato Urinário: Achados Laboratoriais de Exames de Urina em Homens Idosos no Primeiro Trimestre do ano de 2016 na cidade de Parnaíba-PI. Acta Biomedica Brasiliensia. Vol 8. 2 ed; 2017
  • COELHO, Adriana et al. Células Epiteliais: Exame Microscópico de Urina. Link: <www.passeidireto.com>.
  • KASVI. Sedimentoscopia: Análise Microscópica de Sedimento de Urina. Link: <kasvi.com.br>. Acesso em 19 Jun 2019
  • STRASINGER, Susan K.; DI LORENZO, Marjorie S.. Urianalysis and body fluids. 5 ed. Estados Unidos: E. A Davis Company, 2008. 95-99; 102; 106.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem