Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é feito o tratamento para má circulação

Para aliviar os sintomas relacionados com a má circulação, é recomendado adotar hábitos saudáveis, como por exemplo beber 2 litros de água por dia, fazer uma alimentação rica em alimentos que estimulem a circulação sanguínea como o alho, praticar regularmente atividade física e tomar os medicamentos, caso haja necessidade, de acordo com a orientação médica.

O tratamento começa com as alterações alimentares e de exercício, quando essas orientações são feitas por 3 meses e não alcançam resultados é necessário consultar um cardiologista, pois a má circulação pode ter origem em um problema de pressão alta ou insuficiência renal. Além disso, a má circulação pode causar tromboflebite superficial, ou trombose venosa profunda, que são situações mais graves e em que são necessários medicamentos para o tratamento.

Como é feito o tratamento para má circulação

1. Como deve ser a alimentação

Para aliviar e evitar o sintomas relacionados à má circulação, é importante ter uma alimentação adequada e balanceada, visto que alguns alimentos são capazes de estimular a circulação sanguínea e possuem propriedades antioxidantes, reduzindo o inchaço das mãos e da perna, por exemplo.

Assim, é importante incluir no dia-a-dia o consumo de fibras, que podem ser obtidas por meio de frutas e verduras. Além disso, os alimentos ricos em ômega 3, como salmão, sardinha e atum, tornam o sangue mais fluido, facilitando a sua circulação pelo organismo.

Os alimentos antioxidantes, como amêndoas e castanha-do-pará, por exemplo, protegem os vasos e os mantêm saudáveis, enquanto que os alimentos ricos em potássio, como o abacate e o iogurte, ajudam a eliminar o excesso de água dentro das células, ajudando a diminuir o inchaço.

É importante que o consumo de sal seja evitado ou diminuído ao máximo para evitar que haja, novamente, a entrada de muita água nas células, e evitar o consumo de bebidas alcoólicas. Além disso, é importante beber cerca de 1,5 a 2 litros de água por dia, bem como praticar atividades físicas de forma regular, como por exemplo caminhadas, corridas e natação. Conheça mais sobre a alimentação para má circulação.

2. Tratamento com medicamentos

No caso da má circulação ser consequência de doenças, como diabetes, aterosclerose ou hipertensão, por exemplo, o médico poderá indicar o uso de medicamentos que tratem e aliviem os sintomas relacionados à doença causadora da má circulação.

Um dos medicamentos que pode ser recomendado pelo médico é a Furosemida, comercializada com o nome de Lasix, que é um medicamento diurético e anti-hipertensivo normalmente recomendado para tratar hipertensão e inchaço devido a problemas cardiovasculares e renais, por exemplo. Devido a suas propriedades, o medicamento é capaz de eliminar o excesso de água do organismo, diminuindo o inchaço e estimulando a circulação sanguínea. Saiba mais sobre a Furosemida.

3. Tratamento natural

O tratamento natural para solucionar os sintomas da má circulação envolve algumas medidas práticas, como manter as pernas elevadas quando estiver sentado para melhorar o retorno venoso e evitar ficar muito tempo na mesma posição, levantando a cada duas horas para estimular a circulação, por exemplo.

Além disso, pode ser indicada o uso de meias elásticas de compressão, pois estimulam a circulação, ou a realização de drenagem linfática, por exemplo, que é um tipo de massagem que ajuda a eliminar o excesso de líquidos e toxinas do organismo, diminuindo o inchaço. Saiba mais sobre o tratamento natural para má circulação.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar