Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como tratar uma infecção no pulmão e possíveis complicações

O tratamento para infecção pulmonar varia de acordo com o microrganismo responsável pela infecção, podendo ser indicado o uso de antivirais, no caso da infecção ser devido a vírus, ou antimicrobianos caso esteja relacionado com bactérias ou fungos. É importante que além do uso de remédio indicado pelo médico, a pessoa permaneça em repouso, tenha uma alimentação saudável e beba bastante líquido para acelerar a recuperação.

Para que o tratamento seja mais eficaz, é importante que o diagnóstico seja feito assim que surgirem os primeiros sintomas, pois assim há maior probabilidade de eliminar o agente causador da infecção e diminuir o risco de complicações. No entanto, como a maioria dos casos de infecção é causada por bactérias, na maioria das vezes o médico indica o uso de antibióticos mesmo antes do resultado dos exames, apenas a partir da avaliação dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa.

Como tratar uma infecção no pulmão e possíveis complicações

Como é o tratamento

O tratamento para infecção pulmonar é feito de acordo com o agente infeccioso, podendo ser indicado o uso de:

  • Antibióticos, no caso de infecção por bactérias, como Amoxicilina, Claritromicina, Levofloxacino, Ceftriaxona ou Azitromicina;
  • Antifúngicos, no caso de infecção por fungos, como Itraconazol ou Fluconazol, além de em alguns casos poder ser recomendado também antibióticos;
  • Antivirais, no caso de infecção por vírus Oseltamivir, Zanamivir ou Ribavirina de acordo com o vírus responsável pela infecção e gravidade dos sintomas apresentados pela pessoa.

Apesar de muitas vezes o médico indicar o início do tratamento com antibióticos, é importante que o uso de remédios seja reavaliado após o resultado dos exames, como hemograma, raio-x ou exame de escarro, para que o tratamento seja o mais adequado possível e seja evitado o uso desnecessário de medicamentos.

O tratamento no hospital geralmente só é necessário no caso de uma infecção muito avançada em que os medicamentos precisam ser administrados diretamente na veia para obter um efeito mais rápido. Estes casos são mais frequentes em idosos ou crianças, pois têm um sistema imune mais frágil.

Como acelerar a recuperação

Os remédios para a infecção pulmonar são muito importantes para ajudar na cura, no entanto, existem alguns cuidados que ajudam a fortalecer o organismo e acelerar a recuperação, como:

  • Beber 2 litros de água por dia, para manter o corpo bem hidratado e ajudar na eliminação de secreções pulmonares;
  • Evitar sair de casa durante o tratamento, para evitar transmissão;
  • Não usar remédios para a tosse sem indicação do médico, pois impedem a saída das secreções;
  • Pingar gotas de soro fisiológico nas narinas para ajudar a eliminar as secreções e facilitar a respiração;
  • Dormir com um travesseiro alto para facilitar o sono e facilitar a respiração.

É ainda aconselhado utilizar uma máscara e não tossir ou espirrar perto de outras pessoas, especialmente no caso de uma infecção causada por vírus, para evitar a transmissão da doença. A alimentação também pode ajudar muito na recuperação, por isso veja as dicas da nossa nutricionista para saber o que comer durante o tratamento:

Estes cuidados são ainda mais importantes nos casos de infecção pulmonar por vírus, pois como não existem antivirais para todos estes tipos de microrganismos, é preciso ajudar a fortalecer o sistema imune para que seja capaz de os eliminar mais rápido. Veja mais opções naturais para fortalecer o sistema imune.

Possíveis complicações

Quando a infecção pulmonar não é devidamente tratada, o agente infeccioso pode comprometer ainda mais o sistema respiratório, podendo a infecção evoluir para derrame, abscesso e insuficiência respiratória, por exemplo. Além disso, em alguns casos o microrganismo pode atingir a corrente sanguínea e espalhar para outros lugares do corpo, caracterizando a infecção generalizada e aumento o risco de óbito.

Por isso, é importante que assim que surgirem os primeiros sintomas de infecção pulmonar, como tosse seca ou com secreção, dor no peito, dificuldade para respirar e febre alta e persistente, por exemplo, a pessoa vá a um centro de saúde ou pronto-socorro para que seja avaliada pelo clínico geral ou pneumologista e assim ser possível evitar as complicações. Saiba identificar os sintomas de infecção pulmonar.

Sinais de melhora e de piora

Os sinais de melhora normalmente surgem até 3 dias após início do tratamento e incluem alívio e diminuição dos sintomas, como febre, tosse e diminuição da quantidade de secreções.

Já os sinais de piora, normalmente surgem quando o tratamento não está sendo eficaz ou quando não é iniciado rapidamente, e incluem aumento da febre, dificuldade para respirar e tosse com catarro com presença de sangue, por exemplo, além de também aumentar o risco de complicações, principalmente em pessoas que possuem o sistema imunológico e o sistema respiratório mais comprometido.

Bibliografia >

  • CORRÊA, Ricardo A. et al. Recomendações para o manejo da pneumonia adquirida na comunidade 2018. Jornal Brasileiro de Pneumologia. Vol 44. 5 ed; 405-424, 2018
  • VILAR, Fernando C. Programa de Educação Médica Continuada - Pneumonias. Disponível em: <http://www.cremesp.org.br/pdfs/eventos/eve_04102016_145915_Pneumonias%20-%20Dr.%20Fernando%20Crivelenti%20Vilar.pdf>.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem