Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Urtiga: para que serve e como usar

A urtiga, também conhecida como urtigão, ortiga ou urtiga-maior, é uma planta medicinal rica em vitaminas e ferro e que pode ser utilizada para auxiliar o tratamento da artrite e do reumatismo, por exemplo, devido às suas propriedades anti-inflamatórias.

O nome científico da urtiga é Urtica dioica e pode ser encontrada em lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação e feiras livres. As partes próprias para o consumo da urtiga são as folhas, que normalmente são utilizadas para fazer chás, e as raízes normalmente são encontradas em forma de cápsula.

Urtiga: para que serve e como usar

Para que serve a Urtiga

A urtiga é rica em vitaminas A, B1, B5, C, K ácido fólico, ferro, cálcio, potássio e cobre, sendo, por isso, indicada para diversas situações, como por exemplo:

  • Auxilia o tratamento de reumatismo e artrite;
  • Estimula o apetite;
  • Diminui a oleosidade da pele, evitando o aparecimento de acne;
  • Ajuda no tratamento da fadiga intelectual e física;
  • Previne a queda de cabelo e combate a caspa;
  • Deixa as unhas mais fortes;
  • Auxilia no tratamento da inflamação das vias urinárias;
  • Pode ajudar no tratamento da hiperplasia benigna da próstata, mas deve ser consumida com moderação;
  • Promove a liberação de sódio e ureia na urina, devido à sua propriedade diurética.

Assim, as propriedades da urtiga incluem sua ação anti-inflamatória, anti-alérgica, diurética, analgésica e estimulante do apetite.

Chá de urtiga

O chá de urtiga é indicado para auxiliar no tratamento de reumatismo, evitar a fadiga e estimular o apetite, devendo ser feito com as folhas secas da planta.
Para fazer o chá de urtiga, 4 gramas de folhas secas de urtiga devem ser colocadas em uma xícara de água fervente por 10 minutos, coar e beber pelo menos 3 vezes por dia.

Contraindicações e possíveis efeitos colaterais da Urtiga

O consumo da urtiga deve ser feito conforme a orientação do médico ou fitoterapeuta, pois o consumo excessivo da urtiga pode resultar em alergias na pele, que geram muita coceira e podem ser bastantes desconfortáveis, e alterações no ciclo menstrual, no caso das mulheres, e na próstata, no caso dos homens.

Além disso, a urtiga não deve ser consumida caso a pessoa possua edema causado por doenças cardíacas ou que possui função renal prejudicada, devido à ação dessa planta sobre os rins. Além disso, não é indicada para gestantes, pois pode induzir o parto prematuro ou causar o aborto, por exemplo.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem