Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tratamento do HPV - Remédios e Cirurgia

O tratamento contra o HPV pode ser feito com o uso de medicamentos ou até mesmo cirurgia. O objetivo do tratamento não é a eliminação do vírus, porque não existe nenhum tratamento que seja capaz de alcançar esta meta, mas é direcionado para o controle dos sintomas e a eliminação das lesões na pele que são provocadas pelo vírus. Saiba mais detalhes em: HPV tem cura?

Esses tratamentos não capazes de eliminar o vírus mas são importante para eliminar as lesões, prevenir o contágio para outras pessoas, sendo também útil para prevenir o desenvolvimento de câncer.

Tratamento do HPV - Remédios e Cirurgia

Os principais tratamentos são:

1. Remédios para HPV

Os remédios que podem ser indicado pelo médico para eliminar as lesões causadas pelo HPV podem servir para eliminar as lesões ou fortalecer o sistema imune.

  • Podofilox 0,5% por 3 dias seguidos, ficando 4 dias sem tratamento e repetindo o processo até 4 vezes;
  • Ácido tricloroacético ou dicloroacético de 80 a 90%, 1 vez por semana;
  • Imiquimode a 5%, 3 vezes por semana, por até 16 semanas;
  • Resina de podofilina de 10 a 25%, 1 vez por semana, por até 4 semanas;
  • Retinóides: compostos de vitamina A que ajudam na regeneração da pele que podem ser usados 2 vezes ao dia, por 4 a 8 semanas.

Além disso pode ser indicado usar o Interferon para complementar o tratamento.

Estes tratamentos são utilizados, principalmente, no tratamento do HPV genital e para complementar o tratamento deve-se ter uma boa higiene íntima e usar camisinha em todo contato íntimo, verificando atentamente se o preservativo cobriu as lesões. Também é importante que o parceiro seja avaliado por um médico para verificar se já foi contaminado e então iniciar o tratamento.

2. Cirurgia para HPV

A cirurgia pode ser indicada quando as lesões são muito grandes e quando a pessoa tem tendência para sangramentos, podendo ser realizada no consultório médico ou hospital.

As opções incluem retirada das lesões com bisturi, eletrocoagulação, crioterapia ou laser, tendo grandes chances de eliminar completamente as verrugas. Como estes tratamentos podem causar dor, o médico, pode indicar uma anestesia para diminuir o incômodo durante o tratamento.

Quando existe câncer a realização de cirurgia para remover as verrugas também é indicada.

Tratamento do HPV - Remédios e Cirurgia

Tratamento do HPV no homem

Quando o homem possui o vírus do HPV o tratamento só é indicado quando este apresenta sintomas como verrugas nas regiões afetadas. O tratamento é o mesmo que o realizado na mulher, podendo ser feito em casa com os medicamentos receitados pelo médico. Conheça outros sintomas do HPV no homem.

Tratamento do HPV na gravidez

O tratamento deve começar, preferencialmente, nas primeiras semanas de gestação, com os remédios citados acima e sob a orientação do obstetra.

Porém, quando a mulher apresenta verrugas genitais no final da gestação, é recomendado fazer o parto por cesárea, pois há risco de transmissão da doença para o bebê, caso entre em contato com as lesões.

Geralmente, é recomendado fazer o tratamento do HPV antes de engravidar para reduzir as chances de existirem verrugas durante o parto.

Como fica o parto em caso de HPV

Normalmente, não é contraindicação para o parto normal, mas quando as verrugas genitais são muito grandes pode ser indicada cesárea ou cirurgia para retirar as verrugas.

Apesar de haver risco da mãe transmitir o vírus para o bebê durante o parto, não é comum o bebê ficar contaminado. No entanto, quando o bebê fica contaminado, ele pode apresentar verrugas na boca, garganta, olhos ou região genital.

O tratamento do HPV dói?

O tratamento do HPV pode doer durante a retirada das verrugas, especialmente durante a crioterapia e, por isso, o paciente pode ficar com a região dolorida até 7 dias. Contudo pode-se colocar compressas mornas de chá de camomila na área para diminuir a dor.

O HPV volta?

As verrugas do HPV podem voltar a surgir porque o sistema imune pode levar vários anos até eliminar o vírus das células. Assim, durante o tratamento é importante que o paciente utilize preservativo ou fique em abstinência sexual até que o vírus seja eliminado do organismo, evitando a transmissão da doença.

A cura do HPV acontece quando o sistema imune é capaz de eliminar o vírus, o que acontece na maior parte das vezes. Mas para aumentar as chances de cura deve-se fortalecer as defesas corporais através da ingestão de vitamina C ou remédios receitados pelo médico, como o Interferon, por exemplo.

Complicações do HPV

O HPV aumenta o risco de desenvolver câncer nos locais onde estão localizadas as verrugas, e por isso pode haver câncer na vagina, vulva, ânus, pênis, escroto ou até mesmo na boca.

A melhor forma de evitar o desenvolvimento de câncer é realizando o tratamento com os medicamentos ou a cirurgia.

Sinais de melhora do HPV

Quando o tratamento é feito de forma adequada podem surgir sintomas de melhora do HPV como diminuição do número e tamanho das verrugas, assim como desaparecimento do câncer, nos casos mais graves.

No entanto, as verrugas podem voltar a surgir porque o vírus fica adormecido no organismo, não sendo eliminado após o tratamento das verrugas ou do câncer.

Sinais de piora do HPV

Os sinais de piora são raros e normalmente estão relacionados com a transmissão das verrugas para outro local do corpo.

Os tipos de HPV que provocam verrugas não são os mesmo que levam ao surgimento de câncer, sendo que, por essa razão, as verrugas não podem evoluir para câncer, mesmo que não tratadas.

Assista ao vídeo a seguir e veja de forma simples como identificar os primeiros sintomas desta doença para iniciar logo o seu tratamento.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...