HPV no homem: sintomas, transmissão e tratamento

dezembro 2022

O HPV no homem é uma infecção sexualmente transmissível (IST) que pode causar sintomas como verrugas na região genital, coceira e desconforto nas partes íntimas, além de aumentar o risco de câncer de pênis.

Embora também seja comum a infecção pelo HPV no homem não provocar qualquer sintoma, o vírus pode estar presente no corpo e ainda ser transmitido por meio do contato da pele contaminada. 

Em caso de suspeita de infecção pelo HPV, é recomendado consultar um urologista para uma avaliação. Quando existem verrugas, pode ser indicada a sua remoção através da aplicação de medicamentos sobre as lesões na pele ou cirurgia.   

Principais sintomas

Os principais sintomas de HPV no homem são:

  • Verrugas na cabeça ou corpo do pênis;
  • Sangramento ou dor no local da verruga;
  • Coceira na região genital;
  • Desconforto nas partes íntimas.

Embora seja comum o HPV no homem causar nenhum ou poucos sintomas, as verrugas tendem a aumentar de tamanho, causando desconforto e sangramento durante as relações sexuais, e também a surgir em outros lugares como, bolsa escrotal e ânus. 

Dependendo da parte do corpo que entrou em contato com o vírus do HPV, as verrugas também podem aparecer na boca ou garganta, por exemplo. 

Além disso, o HPV no homem também pode aumentar o risco de câncer de pênis. Entenda melhor o que é o câncer de pênis.

O que fazer em caso de suspeita

Em caso de suspeita de HPV no homem, é recomendado consultar um urologista para que seja feita avaliação e seja realizada a peniscopia, um tipo de exame em que o médico observa a região genital com uma espécie de lupa. Confira o que é a peniscopia e como é feita.

Além disso, quando existem verrugas, o médico pode indicar, em alguns casos, a realização de biópsia para confirmar o diagnóstico.

Como se pega

O HPV no homem é transmitido principalmente por meio da relação sexual desprotegida com uma pessoa infectada, mesmo que a pessoa não apresente qualquer tipo de verruga ou lesão na pele, podendo a transmissão acontecer por via de sexo vaginal, anal ou oral.

Além disso, mesmo que o uso da camisinha durante a relação sexual ofereça alguma proteção contra a transmissão do HPV, existe o risco de se contaminar por meio do contato entre partes do corpo desprotegidas, como a vulva ou bolsa escrotal.

Como é feito o tratamento

Não existe um tratamento capaz de eliminar o vírus do HPV e, por isso, a cura da infecção só acontece quando o próprio corpo consegue eliminar o vírus naturalmente.

Em caso de verrugas, o tratamento do HPV no homem geralmente envolve a sua retirada, que pode ser feita com a aplicação de medicamentos irritantes ou ácidos, como podofilina ou imiquimode, crioterapia, laser ou cirurgia, por exemplo. Saiba como é feito o tratamento das verrugas genitais.

Além do tratamento, homens que sabem que possuem uma infecção por HPV devem evitar ter relações sexuais desprotegidas, para não transmitir o vírus para a parceira ou parceiro.

HPV no homem tem cura definitiva?

A infecção pelo HPV no homem geralmente se cura mesmo sem tratamento específico. No entanto, é importante que as verrugas sejam tratadas adequadamente porque a sua retirada ajuda a pele a se recuperar da infecção, diminui o risco de transmissão do vírus e pode aliviar os sintomas. 

Ainda que as verrugas sejam retiradas, é comum que voltem, sendo necessário tratar novamente de acordo com as orientações do médico. Veja mais detalhes sobre a cura do HPV.

Como prevenir

As melhores formas de prevenir a infecção por HPV no homem são utilizar preservativo em todas as relações sexuais e tomar a vacina contra HPV, que pode ser feita gratuitamente no SUS por todos os meninos entre os 9 e 14 anos. Saiba mais sobre a vacina do HPV e quando tomar.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Jonathan Panoeiro - Neuropediatra, em dezembro de 2022. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • VIVES, A; CONSENTINO, M; PALOU, J. The role of human papilloma virus test in men: First exhaustive review of literature. Actas Urol Esp (Engl Ed). Vol.44, n.2. 86-93, 2020
  • AMERICAN ACADEMY OF DERMATOLOGY. GENITAL WARTS: DIAGNOSIS AND TREATMENT. Disponível em: <https://www.aad.org/public/diseases/a-z/genital-warts-treatment>. Acesso em 02 dez 2022
Mostrar bibliografia completa
  • GRENNAN, D. Genital Warts. JAMA. 321. 5; 520, 2019
  • CDC. HPV and Men – Fact Sheet. Disponível em: <https://www.cdc.gov/std/hpv/stdfact-hpv-and-men.htm>. Acesso em 02 dez 2022
  • LENZI, Andrea et al. Rome consensus conference - statement; human papilloma virus diseases in males. BMC Public Health. Vol.13, n.117. 2013
  • STRATTON, Kelly L; CULKIN, Daniel J. A Contemporary Review of HPV and Penile Cancer. Oncology (Williston Park). Vol.30, n.3. 245-249, 2016
  • STATPEARLS. Human Papillomavirus. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK448132/>. Acesso em 02 dez 2022
  • SARIER, Mehmet et al. HPV infection in urology practice. Int Urol Nephrol. Vol.52, n.1. 1-8, 2020
  • CDC. Genital HPV Infection - Fact Sheet. Disponível em: <https://www.cdc.gov/std/hpv/stdfact-hpv.htm>. Acesso em 22 out 2020
  • SOCIEDADE PORTUGUESA DE ANDROLOGIA, MEDICINA SEXUAL E REPRODUÇÃO. Consensos HPV Masculino. Disponível em: <http://www.spandrologia.pt/pdfs/Consensos%20HPV%20Masculino%20SPA%202018.pdf>. Acesso em 03 set 2019
  • SANTOS, Iris Mattos. Infecção por HPV em homens: Importância na transmissão, tratamento e prevenção do vírus. 111-118, 2011
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.

Tuasaude no Youtube

  • HPV - o que é e como se trata

    02:57 | 847208 visualizações