Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é feito o tratamento para asma

A asma não tem cura, uma vez que é provocada por uma alteração genética que, quando associada a alguns fatores ambientais, pode causar estreitamento das vias aéreas e desencadear sintomas como intensa dificuldade para respirar, tosse e chiado no peito.

No entanto, existem alguns remédios e outras formas de tratamento que ajudam a controlar a doença, pode-se viver muitos anos com asma e ter uma vida completamente normal.

O tratamento da asma deve ser sempre orientado por um pneumologista, pois é importante adaptar o tipo de tratamento e os remédios utilizados aos sintomas e tipo de asma de cada pessoa. Mas, normalmente, o tratamento inclui o uso de medicamentos para controlar a asma ao longo do tempo e outros remédios para aliviar rapidamente as crises.

Como é feito o tratamento para asma

Principais remédios para tratar a asma

A asma pode ser controlada com o uso de remédios para asma, conhecidos popularmente como 'bombinha para asma'. Os remédios para asma devem ser prescritos pelo pneumologista após o diagnósticos da asma que pode ser feito através da observação de seus sintomas e da realização de exames respiratórios que evidenciam a falta de ar nos pulmões. 

Além dos remédios que devem ser usados em caso de emergência, o médico deve prescrever um remédio que deve ser inalado diariamente para controlar a inflamação presente nos brônquios, prevenindo as crises asmáticas. Normalmente esses remédios são usados por toda a vida, mas são bem tolerados e os mais recentes não alteram a função cardíaca. Veja uma lista mais completa dos remédio utilizados na asma.

Como conviver com a asma

Uma vez que não tem cura, a pessoa com asma além de usar os medicamentos indicados pelo médico deve, também, ter alguns cuidados no seu dia-a-dia para manter os sintomas mais controlados, como:

1. Evitar situações que pioram a asma

Alguns fatores ambientais podem desencadear uma crise de asma, como por exemplo perfumes, ambientadores, poeira doméstica ou pêlos de animais domésticos, como cachorro e gato. Em alguns casos os exercícios físicos extenuantes podem provocar uma crise asmática, e neste caso os exercícios devem ser evitados até que a asma tenha sido devidamente controlada.

2. Manter a casa limpa

A casa do asmático deve ser sempre limpa e organizada, tendo poucas superfícies que possam acumular poeira e deve-se ter esse cuidado especialmente no quarto do indivíduo. A casa deve ser limpa diariamente com água e um pano úmido, devendo-se evitar velas aromáticas, incensos, pulverizadores de ar e produtos de limpeza com cheiro intenso.

Deve-se evitar ter dentro de casa tapetes, cortinas, bichinhos de pelúcia ou cobertores grossos que não possam ser lavados semanalmente. Apesar disso, existem diversas soluções práticas para ter a casa limpa e confortável para o asmático. Veja algumas dicas em: Como cuidar do bebê com asma.

3. Fazer exames regularmente

Pelo menos 1 vez por ano, a pessoa com asma deve ir a uma consulta com um pneumologista para avaliar a sua capacidade respiratória e adequar a dose do medicamento.

Fazer um teste de alergia é muito útil para quem sofre de asma porque assim fica mais fácil identificar os principais cuidados que se deve ter com o asmático. Após identificar os alérgenos o médico poderá indicar o uso das "vacinas para asma", que consiste num tratamento para dessensibilizar a pessoa e dessa forma ele pode deixar de ter determinadas alergias, facilitando o controle da asma.

Saiba mais sobre os exames para diagnosticar a asma.

4. Fazer exercício físico

Para melhorar a respiração é aconselhado fazer exercício físico regularmente. No entanto, a atividade física só deve ser iniciada quando a doença está bem controlada com o uso de remédios e existe indicação do médico.

Para iniciar deve-se optar pela caminhada ou andar de bicicleta porque são os exercícios aeróbicos que melhoram a função pulmonar. 

É recomendado usar o remédio para o controle da asma antes de iniciar a atividade física e no fim da atividade. Caso se sinta falta de ar durante os exercícios deve-se diminuir a intensidade para ver se a respiração melhora ou usar a 'bombinha da asma' e descansar por 5 minutos até que a respiração esteja controlada, e depois voltar à atividade.

5. Ter uma alimentação anti-inflamatória

Veja como a alimentação pode ajudar a aliviar os sintomas de asma:

Sinais de melhora da asma

Os sinais de melhora da asma surgem algumas semanas após o início do tratamento e incluem, principalmente, a redução na frequência de crises de asma. Além disso, também é possível avaliar a eficácia do tratamento através do uso de um pequeno aparelho, chamado Peak Flow, que verifica o valor do fluxo respiratório, sendo que quando aumenta é porque o tratamento está fazendo efeito.

Sinais de piora da asma

Os sinais de piora da asma surgem quando o tratamento não está sendo feito de forma adequada ou se está exposto a alergênios, como poeira ou pêlo de animais, e incluem sintomas característicos da crise de asma como dificuldade para respirar, chiado, tosse seca.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem