Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Transtorno de conduta: o que é, como identificar e tratar

O transtorno de conduta é um distúrbio psicológico que pode ser diagnosticado na infância em que a criança apresenta atitudes egoístas, violentas e manipuladoras que podem interferir diretamente no seu desempenho na escola e na sua relação com família e a amigos.

Apesar do diagnóstico ser mais frequente na infância ou durante a adolescência, o transtorno de conduta também pode ser identificado a partir dos 18 anos, passando a ser denominado Transtorno da Personalidade Antissocial, em que a pessoa age com indiferença e frequentemente viola o direito das outras pessoas. Saiba identificar o Transtorno da Personalidade Antissocial.

Transtorno de conduta: o que é, como identificar e tratar

Como identificar

A identificação do transtorno de conduta deve ser feito pelo psicólogo ou pelo psiquiatra a partir da observação de vários comportamentos que a criança pode apresentar e estes devem durar pelo menos 6 meses para que possa ser concluído o diagnóstico de transtorno de conduta. Os principais sintomas indicativos desse transtorno psicológico são:

  • Falta de empatia e preocupação com os outros;
  • Rebeldia e comportamento desafiador;
  • Manipulação e mentiras frequentes;
  • Frequente culpabilização das outras pessoas;
  • Pouca tolerância à frustração, apresentando frequentemente crises de irritabilidade;
  • Agressividade;
  • Comportamento ameaçador, podendo iniciar brigas, por exemplo;
  • Fuga de casa frequente;
  • Furtos e/ ou roubos;
  • Destruição de bens e vandalismo;
  • Atitudes de cruéis com animais ou pessoas.

Como esses comportamentos fogem do que é esperado para a criança, é importante que a criança seja levada para o psicólogo ou psiquiatra assim que apresentar qualquer comportamento sugestivo. Dessa forma, é possível que seja feita a avaliação do comportamento da criança e seja feito o diagnóstico diferencial para outros transtornos psicológicos ou relacionadas ao desenvolvimento da criança.

Como deve ser o tratamento

O tratamento deve ser baseado nos comportamentos apresentados pela criança, sua intensidade e frequência e deve ser feito principalmente através da terapia, em que o psicólogo ou psiquiatra avalia os comportamentos e tenta identificar a causa e entender a motivação. Em alguns casos, o psiquiatra pode indicar o uso de alguns medicamentos, como estabilizadores do humor, antidepressivos e antipsicóticos, que permitem o autocontrole e a melhora do transtorno de conduta.

Quando os transtorno de conduta é considerado grave, em que a pessoa representa risco para outras pessoas, é indicado que seja encaminhada para um centro de tratamento para que o seu comportamento seja trabalhado de forma adequada e, assim, seja possível melhorar esse distúrbio.

Bibliografia >

  • PSIQWEB. Transtorno de conduta. Disponível em: <http://psiqweb.med.br/site/?area=NO/LerNoticia&idNoticia=136>. Acesso em 07 Nov 2019
  • DATASUS. F90-F98 Transtornos do comportamento e transtornos emocionais que aparecem habitualmente durante a infância ou a adolescência. Disponível em: <http://www.datasus.gov.br/cid10/V2008/WebHelp/f90_f98.htm>. Acesso em 07 Nov 2019
  • MANUAL MSD. Distúrbios de conduta. Disponível em: <https://www.msdmanuals.com/pt-br/profissional/pediatria/transtornos-mentais-em-crian%C3%A7as-e-adolescentes/dist%C3%BArbios-de-conduta?query=Transtorno%20de%20conduta>. Acesso em 07 Nov 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade

LIVE | Saúde da Prostata

A Tatiana e o Manuel vão estar te esperando num encontro informal para falar tudo sobre problemas na próstata.

A sua presença vai fazer o evento ser mais especial.

Se inscreva e receba uma notificação quando começar, para não perder nenhum minuto.

Inscreva-se
* Não perca a oportunidade de fazer perguntas e participar deste momento em homenagem ao Novembro Azul.

Estamos ao vivo agora! Vem falar com a gente!

A Tati e o Manuel falam sobre problemas na próstata, o preconceito dos homens a respeito do exame de toque retal, e até sobre impotência sexual, que pode ser um complicação da detecção tardia desse tipo câncer.

Participe agora
* Vamos responder todas as perguntas que chegarem, sem tabus. Estamos te esperando!
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem