Torsilax: para que serve, como tomar e efeitos colaterais

O Torsilax é um medicamento que contém carisoprodol, diclofenaco de sódio e cafeína na sua composição que agem causando relaxamento muscular e diminuição da inflamação de ossos, músculos e articulações. A cafeína presente na fórmula do Torsilax, potencializa o efeito relaxante e anti-inflamatório do carisoprodol e do diclofenaco.

Este medicamento pode ser usado para tratar, por um curto período de tempo, doenças inflamatórias como artrite reumatóide, gota ou dor na coluna lombar, por exemplo.

O Torsilax pode ser encontrado em farmácias e drogarias e deve ser utilizado com indicação médica.

Torsilax: para que serve, como tomar e efeitos colaterais

Para que serve

O Torsilax é indicado para o tratamento da inflamação relacionada a algumas doenças que podem afetar os ossos, os músculos ou as articulações como:

  • Reumatismo;
  • Gota;
  • Artrite reumatóide;
  • Osteoartrite;
  • Dor na coluna lombar;
  • Dor após um trauma como pancada, por exemplo;
  • Dor pós-cirúrgica.

Além disso, o Torsilax também pode ser usado em casos de inflamações graves causadas por infecções.

Como tomar

A forma de uso do Torsilax é 1 comprimido de 12 em 12 horas por via oral, com um copo de água, após a alimentação. Em alguns casos, o médico pode recomendar o uso de 8 em 8 horas. O comprimido deve ser ingerido inteiro sem partir, sem mastigar, e o tratamento não deve ultrapassar o período de 10 dias.

No caso de esquecer de tomar uma dose na hora certa, tomar assim que lembrar e depois reajustar os horários de acordo com esta última dose, continuando o tratamento de acordo com os novos horários programados. Não dobrar a dose para compensar a dose esquecida.

Possíveis efeitos colaterais

Alguns dos efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com Torsilax são sonolência, confusão, tontura, dor de cabeça, tremor ou irritabilidade. Por isto, deve-se ter precaução ou evitar atividades como dirigir, utilizar máquinas pesadas ou realizar atividades perigosas. Além disso, o uso de álcool pode aumentar os efeitos de sonolência e tontura se consumido ao mesmo tempo que estiver em tratamento com o Torsilax, desta forma, é importante evitar o consumo de bebidas alcoólicas.

Outro efeitos colaterais que podem ocorrer durante o tratamento com Torsilax são náusea, vômito, diarréia, sangramento intestinal, úlcera gástrica, distúrbios da função hepática, incluindo hepatite com ou sem icterícia

É aconselhado interromper o uso e procurar ajuda médica imediatamente ou o pronto-socorro mais próximo se surgirem sintomas de alergia ou choque anafilático ao Torsilax como dificuldade para respirar, sensação de garganta fechada, inchaço na boca, língua ou rosto, ou urticária. Saiba mais sobre sintomas de choque anafilático.

Deve-se procurar atendimento médico imediato também caso se tome o Torsilax em doses maiores do que as recomendadas e surgirem sintomas de overdose como confusão, batimentos cardíacos rápidos ou irregulares, falta de apetite, náuseas, vômitos, dor de estômago, pressão baixa, convulsões, agitação ou desmaio.

Quem não deve usar

O Torsilax não deve ser usado por mulheres grávidas ou em amamentação e por crianças menores de 14 anos, com exceção nos casos de artrite juvenil crônica, por pessoas com insuficiência hepática, cardíaca ou renal grave, úlcera péptica ou gastrite, ou pressão alta.

Além disso, o Torsilax não deve ser usado por pessoas que usam medicamentos para pressão alta, anticoagulantes ou remédios para ansiedade como alprazolam, lorazepam ou midazolam, por exemplo.

Pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico e aos ingredientes da composição do Torsilax também não devem tomar este medicamento.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • NEOQUÍMICA. Torsilax. Disponível em: <https://static-webv8.jet.com.br/drogaosuper/Bulas/7896714257594.pdf>. Acesso em 18 Jan 2021
Mais sobre este assunto: