Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Preciso tomar ácido fólico antes de engravidar?

É recomendado tomar 1 comprimido de ácido fólico de 400 mcg pelo menos 30 dias antes de engravidar e durante toda a gestação, ou de acordo com a indicação do ginecologista, com o objetivo de prevenir má-formações fetais e diminuir o risco de pré-eclâmpsia ou parto prematuro.

Apesar de ser principalmente recomendado 30 dias antes de engravidar, o Ministério da Saúde indica que todas as mulheres em idade fértil façam suplementação de ácido fólico, pois assim é possível prevenir complicações no caso de uma gravidez não planejada.

O ácido fólico é um tipo de vitamina B, que quando ingerida em doses adequadas, ajuda a prevenir alguns problemas de saúde como doenças cardíacas, anemia, doença de Alzheimer ou infarto, assim como malformações no feto.

O ácido fólico pode ser tomado diariamente em forma de comprimidos, mas também através da ingestão de vegetais, frutas e cereais, como espinafres, brócolis, lentilhas ou cereais, por exemplo. Veja outros alimentos ricos em ácido fólico.

Preciso tomar ácido fólico antes de engravidar?

Tomar ácido fólico ajuda a engravidar?

Tomar ácido fólico não ajuda a engravidar, no entanto, diminui o risco de malformações na medula espinhal e cérebro do bebê, como espinha bífida ou anencefalia, assim como problemas na gestação, como pré-eclâmpsia e parto prematuro.

Os médicos recomendam começar a tomar ácido fólico antes de engravidar porque muitas mulheres possuem carência desta vitamina, sendo necessário iniciar a suplementação antes da concepção. Isso acontece porque, normalmente, os alimentos não são suficientes para oferecer as quantidades necessárias de ácido fólico na gravidez e, por isso, a gestante deve tomar suplementos multivitamínicos, como o DTN-Fol ou Femme Fólico, que contenham pelo menos 400 mcg de ácido fólico por dia.

Doses recomendadas de ácido fólico

As doses recomendadas de ácido fólico variam de acordo com a idade e com o período da vida, como mostra a tabela:

IdadeDose diária recomendadaDose máxima recomendada (por dia)
0 a 6 meses65 mcg100 mcg
7 a 12 meses80 mcg100 mcg
1 a 3 anos150 mcg300 mcg
4 a 8 anos200 mcg400 mcg
9 a 13 anos300 mcg600 mcg
14 a 18 anos400 mcg800 mcg
Mais de 19 anos400 mcg1000 mcg
Mulheres grávidas400 mcg1000 mcg

Quando as doses diárias recomendadas de ácido fólico são ultrapassadas podem surgir alguns sintomas como náuseas constantes, inchaço abdominal, excesso de gases ou insônia e, por isso, é recomendado consultar um clínico geral para medir os níveis de ácido fólico através de um exame de sangue específico.

Além disso, algumas mulheres podem apresentar deficiência de ácido fólico mesmo ingerindo alimentos ricos nessa substância, especialmente se sofrerem de desnutrição, síndrome de má absorção, cólon irritável, anorexia ou diarreia prolongada, apresentando sintomas como cansaço excessivo, dores de cabeça, perda de apetite ou palpitações cardíacas.

Além de manter a saúde do feto, o ácido fólico previne problemas como anemia, câncer e depressão, podendo ser usado adequadamente, mesmo for da gravidez. Veja todos os benefícios do ácido fólico para a saúde.

Quanto tempo antes de engravidar se deve tomar ácido fólico?

É recomendado que a mulher inicie a suplementação de ácido fólico pelo menos 1 mês antes de engravidar para prevenir alterações relacionadas com a formação do cérebro e da medula espinhal do bebê, que começa nas primeiras 3 semanas de gravidez, que é normalmente o período que a mulher descobre que está grávida. Dessa forma, quando a mulher começa a planejar a gravidez é recomendado que inicie a suplementação.

Assim, o Ministério da Saúde recomenda que todas as mulheres em idade fértil, entre os 14 e os 35 anos, tomem suplementos de ácido fólico para evitar possíveis problemas no caso de uma gravidez não planejada, por exemplo.

Até quando se deve tomar ácido fólico na gravidez?

A suplementação de ácido fólico deve ser mantida durante a gravidez até ao 3º trimestre, ou de acordo com a indicação do obstetra que está seguindo a gestação, pois assim é possível prevenir a anemia durante a gravidez, o que também poderia interferir no desenvolvimento do bebê.

Bibliografia >

  • COZZOLINO Silvia. Biodisponibilidade de nutrientes. 4º. Brasil: Manole Ltda, 2012. 495-508.
  • LINHARES, Angélica O.; CESAR, Juraci A. Suplementação com ácido fólico entre gestantes no extremo Sul do Brasil: prevalência e fatores associados. Ciência & Saúde Coletiva. Vol 22. 2 ed; 535-542, 2017
  • CDC. Folic Acid. Disponível em: <https://www.cdc.gov/ncbddd/folicacid/about.html>. Acesso em 29 Set 2020
  • BVS - ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE. Como utilizar o ácido fólico no período gestacional?. Disponível em: <https://aps.bvs.br/aps/como-utilizar-o-acido-folico-no-periodo-gestacional/>. Acesso em 29 Set 2020
  • ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE. Diretriz: Suplementação diária de ferro e ácido fólico em gestantes . 2013. Disponível em: <http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/documentos/guia_gestantes.pdf>. Acesso em 29 Set 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem