Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Para que serve o exame de Tireoglobulina

A tireoglobulina é um marcador tumoral muito utilizado para avaliar o desenvolvimento do câncer de tireoide, especialmente durante o seu tratamento, ajudando o médico a adaptar a forma de tratamento e/ou as doses, de acordo com os resultados.

Embora nem todos os tipos de câncer na tireoide produzam tireoglobulina, os tipos mais comuns produzem e, por isso, os níveis deste marcador geralmente estão aumentados no sangue na presença do câncer. Se o valor de tireoglobulina continuar aumentando ao longo do tempo, significa que o tratamento não está tendo o efeito desejado e precisa ser alterado.

Em casos mais raros, o exame de tireoglobulina pode ainda ser usado para determinar a causa de um hipertireoidismo ou hipotireoidismo, por exemplo.

Para que serve o exame de Tireoglobulina

Quando fazer o exame

O exame de tireoglobulina geralmente é feito antes de iniciar qualquer tratamento para o câncer de tireoide, para que exista um valor base de comparação e, depois, é repetido várias vezes ao longo do tempo para avaliar se a forma de tratamento escolhida está tendo resultado na cura do câncer.

Caso se tenha optado por fazer cirurgia para retirar a tireoide, este exame é feito também frequentemente após a cirurgia para garantir que não ficaram células cancerígenas no local, que possam estar se desenvolvendo novamente.

Além disso, em alguns casos de suspeita de hipertireoidismo, o médico também pode pedir o exame de tireoglobulina para identificar doenças como a tireoidite ou a doença de Graves, por exemplo.

Veja quais são os exames que avaliam a tireoide e quando fazer.

Como interpretar o resultado

O valor de tireoglobulina em uma pessoa saudável, sem qualquer alteração na tireoide, geralmente é inferior a 10 ng/mL mas pode ir até aos 40 ng/mL. Assim se o resultado do exame estiver acima desses valores, pode indicar a presença de um problema na tireoide.

Embora o resultado do exame deva ser sempre interpretado pelo médico que o pediu, geralmente os resultados significam:

Tireoglobulina alta

  • Câncer da tireoide;
  • Hipertireoidismo;
  • Tiroidite;
  • Adenoma benigno.

Caso já se tenha feito algum tipo de tratamento para o câncer, se a tireoglobulina estiver alta pode significar que o tratamento não teve efeito ou que o câncer está voltando a se desenvolver.

Embora a tireoglobulina esteja aumentada em casos de câncer, este exame não serve para confirmar a presença de câncer. Em casos de suspeita, ainda é necessário fazer biópsia para confirmar o câncer. Veja os principais sintomas de câncer da tireoide e como confirmar o diagnóstico.

Tireoglobulina baixa

Uma vez que este exame é feito em pessoas que já possuem alguma alteração na tireoide, quando o valor baixa, significa que a causa está sendo tratada e por isso a glândula está produzindo menos tireoglobulina.

Porém, se não existia qualquer suspeita de problema na tireoide e o valor é muito baixo também pode indicar um caso de hipotireoidismo, embora seja mais raro.

Como é feito e como deve ser o preparo

O exame é feito de forma muito simples, sendo apenas necessário coletar uma pequena amostra de sangue do braço.

Na maioria dos casos, não é necessário qualquer tipo de preparo, mas dependendo da técnica utilizada para fazer o exame, alguns laboratórios podem recomendar que se interrompa a ingestão de alguns suplementos vitamínicos, como os que contêm vitamina B7, por pelo menos 12 horas antes do exame.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...