Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é o Teste de Schiller

O teste de Schiller é um exame de diagnóstico que consiste em colorir a região interna da vagina e do colo do útero com uma solução iodada, a fim de observar a integridade do epitélio desta região. Ele geralmente é feito durante a colposcopia, e em algumas cidades, para investigação do câncer de colo de útero.

Quando o teste de Schiller for positivo, significa que a solução não conseguiu cobrir toda a área e há alguma alteração, dando um resultado patológico. Quando o teste de Schiller der negativo, significa que a solução foi capaz de cobrir toda a área sem mostrar alterações, dando um resultado normal.

O que é o Teste de Schiller

Possíveis resultados do teste de Schiller

Os dois possíveis resultados do teste de Schiller são positivo ou negativo. O teste negativo é aquele em que após a colocação do lugol, todo o colo do útero fica enegrecido devido à absorção do lugol pelo tecido, não havendo regiões amareladas e indicando que o colo do útero não tem alterações, ou seja, está normal.

O que significa o teste de Schiller positivo

O teste de Schiller é dito positivo quando após a colocação do lugol, nem todo o lugol é absorvido pelo tecido, podendo ser visualizadas áreas amareladas no colo de útero, o que indica que há alteração nas células, sendo sugestivo de câncer de colo de útero.  Conheça os sintomas do câncer de colo de útero.

Para confirmar o diagnóstico, o ginecologista pode solicitar a realização de uma biópsia do tecido para que sejam visualizadas as características do tecido e das células. Neste caso, existe a hipótese da mulher ter células cancerígenas, mas nem sempre o resultado positivo indica câncer. Outras situações que podem gerar um teste de Schiller positivo são o DIU mal colocado e uma inflamação vaginal. Entenda quando o teste de Schiller é positivo.

Quando fazer o teste de Schiller

O teste de Schiller é indicado para mulheres sexualmente ativas e é solicitado pelo ginecologista quando há suspeita de alguma doença ginecológica, como HPV, sífilis, inflamação vaginal, por exemplo. Além disso, esse teste pode ser utilizado para detectar precocemente o câncer de colo de útero.

A positividade do Teste de Schiller não indica necessariamente a presença de lesões neoplásicas, sendo importante que sejam realizados outros exames complementares, como o Papanicolau, por exemplo, para confirmação do diagnóstico. Veja quais são os exames que podem ser solicitados pelo ginecologista.

Bibliografia >

  • NÚCLEO DE TELESSAÚDE RIO GRANDE DO SUL. Em que casos são indicados realizar o Teste de Schiller?. 2008. Disponível em: <http://aps.bvs.br/aps/em-que-casos-sao-indicados-realizar-o-teste-de-schiller/?post_type=aps&l=pt_BR>. Acesso em 19 Mar 2019
  • NÚCLEO DE TELESSAÚDE SANTA CATARINA. Qual a recomendação sobre o teste de Schiller para rastreamento de lesão precursora de câncer de colo de útero?. 2016. Disponível em: <http://aps.bvs.br/aps/qual-a-recomendacao-sobre-realizacao-do-teste-de-schiller-para-rastreamento-de-lesao-precursora-de-cancer-de-colo-de-utero/?post_type=aps&l=pt_BR>. Acesso em 19 Mar 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem