Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como tomar o anticoncepcional Stezza

Stezza é uma pílula combinada que é utilizada para prevenir a gravidez. Cada cartela contém 24 comprimidos ativos com uma pequena quantidade de hormônios femininos, o acetato de nomegestrol e o estradiol e 4 comprimidos placebo.

Assim como todos os anticoncepcionais, o Stezza possui alguns efeitos colaterais e por isso deve-se sempre falar com o médico antes de se iniciar o tratamento. Quando este anticoncepcional é tomado corretamente, a chance de engravidar é muito pequena.

Como tomar o anticoncepcional Stezza

Como tomar

A cartela de Stezza contém 24 comprimidos brancos que contêm os hormônios acetato de nomegestrol e estradiol, que dem ser tomados todos os dias à mesma hora, durante 24 dias, seguindo a direção das setas da cartela. Nos dias seguintes deve-se tomar os restantes comprimidos amarelos durante 4 dias e no dia seguinte, iniciar uma nova cartela, mesmo que a menstruação não tenha acabado.

Para pessoas que não estejam a tomar nenhum anticoncepcional e desejem iniciar Stezza, devem fazê-lo no primeiro dia da menstruação, que equivale ao primeiro dia do ciclo.

O que fazer se esquecer de tomar

Quando o esquecimento é inferior a 12 horas deve-se tomar o comprimido esquecido e os restantes no horário habitual, mesmo que tenha que tomar 2 comprimidos no mesmo dia. Nestes casos, o efeito contraceptivo da pilula está mantido.

Quando o esquecimento é superior a 12 horas o efeito contraceptivo da pílula está diminuído. Veja o que deve fazer neste caso.

Quem não deve usar

O anticoncepcional Stezza é contraindicado nas seguintes situações:

  • Alergia ao estradiol, ao acetato de nomegestrol ou a qualquer componente do medicamento;
  • História de trombose venosa das pernas, pulmões ou outros órgãos;
  • História de ataque cardíaco ou derrame;
  • História de problemas cardiovasculares;
  • Diabetes com vasos sanguíneos comprometidos;
  • Pressão arterial muito elevada;
  • Colesterol ou triglicérides elevados;
  • Distúrbios que afetem a coagulação do sangue;
  • Enxaqueca com aura;
  • Pancreatite associada a altas concentrações de gordura no sangue;
  • História de doença hepática grave;
  • História de tumor benigno ou maligno no fígado;
  • História de câncer de mama ou dos órgãos genitais.

Além disso, se a pessoa estiver grávida, suspeitar que está grávida ou estiver a amamentar, não deve tomar Stezza. Se alguma destas condições aparecer pela primeira vez enquanto a pessoa já estiver a tomar o anticoncepcional, deve interromper o tratamento e falar com o médico. 

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer com o uso de Stezza são aparecimento de acne, alterações do ciclo menstrual, diminuição do apetite sexual, alterações do humor, dor de cabeça ou enxaqueca, enjoo, menstruações intensas, dor e sensibilidade nas mamas, dor pélvica e aumento de peso.

Embora seja mais raro, este anticoncepcional pode também causar aumento do apetite, retenção de líquidos, abdome inchado, aumento da transpiração, perda de cabelo, coceira generalizada, pele seca ou oleosa, sensação de peso nos membros, menstruações irregulares, aumento das mamas, dor da relação sexual, secura da vagina, espasmo do útero, irritabilidade e aumento das enzimas do fígado.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar