Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como usar Stevia para substituir o açúcar

Stevia é um adoçante natural que não faz mal para a saúde, podendo ser utilizado para substituir o açúcar em sucos, chás, bolos e outras preparações doces. Ela é produzida a partir da planta Stevia Rebaudiana Bertoni, e também vem sendo utilizada em diversos produtos industrializados como refrigerantes, sucos processados, chocolates, gelatinas e chás.

A Stevia é feito a partir do glicosídeo de esteviol, que não tem calorias e que tem um poder de adoçar até 300 vezes mais do que o açúcar comum. Ele pode ser encontrado em pó ou em gotas, estando disponível em supermercados e lojas de produtos naturais. Para evitar o sabor amargo que normalmente se sente ao se consumir stevia, deve-se comprar o extrato de stevia, feito apenas à base de reubadiosídeo, que é o composto mais doce da planta. Veja outros adoçantes naturais e artificiais.

Como usar Stevia para substituir o açúcar

Benefícios da Stevia

Em comparação com adoçantes artificiais, como o ciclamato de sódio e o aspartame, a stevia traz as seguintes vantagens:

  1. Ajudar a regular o apetite, reduzindo a fome;
  2. Auxiliar na perda de peso, pois não tem calorias e ajuda a reduzir o desejo por doces;
  3. Poder ser utilizada em preparações que serão cozidas ou assadas no forno, pois a stevia se mantém estável em temperaturas de até 200ºC;
  4. Ajudar no controle de problemas como diabetes, hipertensão e obesidade.

O preço do adoçante stevia varia entre 4 e 15 reais, dependendo do tamanho do frasco e do local onde for comprado, o que acaba saindo mais barato do que comprar o açúcar comum, pois são necessárias apenas poucas gotas para adoçar o alimento, fazendo com que o adoçante dure bastante tempo.

Efeitos colaterais  e contraindicações

De modo geral, o uso de stevia é considerado seguro para a saúde, mas em alguns casos podem ocorrer efeitos colaterais como náuseas, dor e fraqueza muscular, tonturas e alergia.

Além disso, ela só deve ser usada em crianças, mulheres grávidas ou em casos de diabetes ou hipertensão de acordo com a orientação do médico ou do nutricionista, pois ela pode causar uma redução do açúcar no sangue ou da pressão arterial maior do que o normal, colocando em risco a saúde do indivíduo.

Outro efeito colateral da stevia é que ela pode afetar a função renal, devendo ser utilizado com cuidado e apenas sob o controle do médico em casos de doença renal. Veja as 5 dúvidas mais comuns sobre o adoçante stevia.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...