Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sinais de Rompimento do Tendão de Aquiles

A ruptura do tendão de Aquiles pode acontecer com qualquer pessoa mas afeta especialmente homens praticantes de atividade física, entre os 20 e 40 anos de idade, devido a prática esportiva ocasional. As atividades onde isso mais acontece são jogos de futebol, handebol, ginástica, atletismo, volei, ciclismo, basquete, tênis ou qualquer atividade que seja preciso saltar. 

O tendão de Aquiles, ou tendão do calcâneo, é uma estrutura que tem cerca de 15 cm, que liga os músculos da panturrilha à parte de baixo do calcanhar. Quando esse tendão é rompido, os sintomas podem ser logo percebidos.

A ruptura pode ser total ou parcial, variando de 3 a 6 cm. No caso de rupturas parciais não há necessidade de realizar cirurgia, mas a fisioterapia é indispensável. Já nos casos de ruptura total é preciso realizar uma cirurgia seguida de algumas semanas de fisioterapia para a completa recuperação.

Rompimento do tendão de AquilesRompimento do tendão de Aquiles

Principais sinais e sintomas 

Os sinais e sintomas do rompimento do tendão do calcâneo geralmente são:

  • Dor na panturrilha com intensa dificuldade para caminhar;
  • Ao palpar o tendão pode ser possível observar sua descontinuidade;
  • Normalmente a pessoa relata que ouviu um estalido no momento em que o tendão rompeu;
  • Frequentemente a pessoa acha que alguém ou algum objeto bateu em sua perna.

Em caso de suspeita de ruptura de tendão de Aquiles o médico ou o fisioterapeuta podem fazer um teste que pode demostrar que o tendão foi rompido. Para o teste a pessoa deve ficar deitada de barriga para baixo e com um joelho dobrado. O fisioterapeuta irá pressionar o músculo da 'batata da perna' e se o tendão estiver intacto o pé deverá se movimentar, mas se estiver rompido, não deve haver nenhum movimento. É importante fazer esse teste com as duas pernas para poder comparar os resultados, caso não seja possível identificar a ruptura poderá solicitar um exame de ultrassom.

Se não for ruptura do tendão pode ser outra alteração como distensão muscular, por exemplo.

Causas do rompimento do tendão de Aquiles

As causas mais comuns do rompimento do tendão de Aquiles são:

  • Excesso de treino;
  • Voltar ao treino intensivo após um período de descanso;
  • Corrida em subidas de ladeiras ou montanhas;
  • Usar sapato de salto alto diariamente pode favorecer;
  • Atividades com saltos.

Pessoas que não praticam atividade física podem ter uma ruptura ao iniciar uma corrida rápida, para pegar o ônibus, por exemplo.

Como é feito o tratamento

Geralmente o tratamento é feito com imobilização do pé, sendo a opção de escolha para pessoas que não são atletas, mas para estes o médico pode indicar a cirurgia para unir novamente as fibras do tendão. 

A imobilização pode durar cerca de 12 semanas e também acontece depois da cirurgia. Tanto num caso, como no outro a fisioterapia é indicada para que a pessoa volte a colocar o peso do corpo sobre o pé e depois volte a andar normalmente, retornando suas atividades e treinos. Atletas geralmente se recuperam mais rápido em cerca de 6 meses de tratamento desde a ruptura, mas quem não é atleta pode demorar mais tempo. Saiba mais detalhes sobre o tratamento para ruptura do tendão de Aquiles.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...