8 principais sintomas de insolação (e o que fazer)

Revisão clínica: Manuel Reis
Enfermeiro
março 2022

A insolação é uma situação grave e de emergência que pode causar sintomas como dor de cabeça, cansaço, enjoos, vômitos e febre. A insolação tende a acontecer mais facilmente em crianças e idosos devido à menor capacidade de adaptação a condições extremas.

Os primeiros sinais de que alguém pode estar com uma insolação incluem:

  1. Pele muito avermelhada, quente e seca;
  2. Dor de cabeça;
  3. Aumento dos batimentos do coração e respiração rápida;
  4. Sede, boca seca e olhos secos e sem brilho;
  5. Enjoos, vômitos e diarreia;
  6. Inconsciência e confusão mental, como por exemplo não saber onde se está, quem é ou que dia é;
  7. Desmaio;
  8. Fraqueza.

Sempre que existir suspeita de insolação é muito importante levar a pessoa para um local fresco, retirar o excesso de roupa, oferecer água e, caso os sintomas não melhorem em 30 minutos, ir ao hospital, para que seja avaliada adequadamente.

Sintomas de insolação nas crianças

Os sintomas de insolação na criança ou no bebê são muito semelhantes aos do adulto, no entanto, é comum que a criança também apresente lábios rachados, choro sem lágrimas, cansaço excessivo, sono e perda da vontade para brincar.

Devido à menor capacidade de adaptação às condições externas, é importante que a criança com insolação seja levada ao pediatra o mais rápido possível para que seja avaliada e iniciado o tratamento mais adequado.

Veja como saber se o bebê está com calor.

O que fazer

Em qualquer caso de suspeita de insolação, especialmente se existirem sintomas muito intensos, é recomendado ir rapidamente para o hospital ou chamar a ajuda médica, ligando o 192. Entretanto pode-se tomar algumas medidas como:

  1. Levar a pessoa para um local arejado e com sombra, se possível com ventilador ou ar condicionado;
  2. Colocar a pessoa deitada ou sentada;
  3. Aplicar compressas frias sobre o corpo, mas evitar o uso de água gelada;
  4. Desapertar roupas apertadas e retirar roupas que sejam muito quentes;
  5. Oferecer líquidos para beber em abundância, evitando bebidas alcoólicas, café e refrigerantes tipo coca-cola;
  6. Vigiar o estado de consciência da pessoa, perguntando seu nome, idade, dia atual da semana, por exemplo.

No caso de a pessoa apresentar vômitos intensos ou se perder a consciência, deve-se deitá-la virada para o lado esquerdo para evitar que se engasgue caso vomite, e chamar uma ambulância ou levá-la para o hospital.

O que pode causar insolação

A insolação geralmente acontece quando se fica muito tempo em um ambiente muito quente ou seco, como ficar andando horas sob o sol quente, fazer atividade física extenuante ou ficar muito tempo na praia ou na piscina sem a proteção adequada.

Isso faz com que exista um aumento da temperatura corporal, o que faz com que exista maior liberação de água através do suor, favorecendo a desidratação e a insolação. Conheça mais sobre os riscos da insolação para a saúde.

Quando ir ao médico

É recomendado ir ao médico quando os sintomas são muito intensos, não melhoram ao longo do tempo ou acontece desmaio, sendo importante que o tratamento seja iniciado logo em seguida para que sejam evitadas complicações. Nesses casos, é necessária a administração de soro diretamente na veia para repor os sair minerais perdidos.

No entanto, na maioria dos casos de insolação a recomendação é a de que a pessoa seja apenas levada para um ambiente menos quente e que beba bastante água, pois assim é possível favorecer o funcionamento normal do mecanismo de transpiração do corpo, diminuindo a temperatura corporal.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Manuel Reis - Enfermeiro, em março de 2022.

Bibliografia

  • NHS. Heat exhaustion and heatstroke. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/heat-exhaustion-heatstroke/>. Acesso em 12 ago 2019
  • REIS, Isabel. Manual de Primeiros Socorros. Editorial do Ministério da Educação, 2010. 43-44.
Mostrar bibliografia completa
  • WEBMD. Heat Stroke: Symptoms and Treatment. Disponível em: <https://www.webmd.com/a-to-z-guides/heat-stroke-symptoms-and-treatment#1>. Acesso em 12 ago 2019
  • NHS. Heat exhaustion and heatstroke. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/heat-exhaustion-heatstroke/>. Acesso em 12 ago 2019
  • HARVARD HEALTH PUBLISHING. Heat Stroke (Hyperthermia). Disponível em: <https://www.health.harvard.edu/a_to_z/heat-stroke-hyperthermia-a-to-z>. Acesso em 12 ago 2019
Revisão clínica:
Manuel Reis
Enfermeiro
Pós-graduado em fitoterapia clínica e formado pela Escola Superior de Enfermagem do Porto, em 2013. Membro nº 79026 da Ordem dos Enfermeiros.

Tuasaude no Youtube

  • Como escolher o PROTETOR SOLAR

    05:19 | 69120 visualizações