Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Sintomas de hérnia do hiato e como aliviar

Os sintomas de hérnia de hiato são bastante desconfortáveis e são mais intensos após as refeições, especialmente quando estas são compostas por alimentos gordurosos, picantes, frituras ou por bebidas alcoólicas.

Além disso, os sintomas surgem devido ao fato de uma pequena porção do estômago passar pelo hiato, que é o orifício presente no diafragma que deve deixar passar apenas o esôfago. Dessa forma, como há alteração no estômago, o ácido gástrico consegue subir até o esôfago e provocando irritação nas paredes, resultando no aparecimento dos sintomas, sendo os principais:

  1. Azia e queimação na garganta;
  2. Dor no peito;
  3. Sensação de vômito;
  4. Arrotos frequentes;
  5. Dificuldade para engolir;
  6. Tosse seca persistente;
  7. Gosto amargo na boca;
  8. Mau hálito;
  9. Sensação de estômago muito cheio após as refeições.

É importante que na presença de sinais e sintomas de hérnia de hiato, o gastroenterologista seja consultado, pois assim é possível avaliar a frequência e intensidade dos sintomas e, assim, ser indicado o melhor tratamento para combater os sintomas e evitar que voltem  acontecer, podendo ser recomendada mudanças na dieta e no estilo de vida, por exemplo.

Sintomas de hérnia do hiato e como aliviar

Sintomas de hérnia de hiato grave

Sintomas como febre, náuseas, vômito com sangue e dor muito intensa no abdômen, são considerados indicativos de gravidade da hérnia de hiato, isso porque podem estar associados com o estrangulamento dessa hérnia, em que o conteúdo que está presente no local fica preso, prejudicando a circulação sanguínea.

Além disso, outros sintomas de gravidade de hérnia de hiato estão relacionados com o fato do conteúdo ácido do estômago ficar em contato direto e frequente com a parede do esôfago, causando ainda mais irritação local e favorecendo o aparecimento de úlceras bastante dolorosas e que podem sangrar.

Assim, na presença desses sintomas é recomendado que o gastroenterologista seja consultado, pois assim é possível avaliar a gravidade dos sintomas através da realização de alguns exames, como raio-X e endoscopia, por exemplo.

Principais causas

Embora não exista uma causa específica para o desenvolvimento de uma hérnia no hiato, esta alteração é mais frequente em pessoas com mais de 50 anos, com excesso de peso ou em grávidas, possivelmente devido ao enfraquecimento do diafragma ou aumento da pressão no abdômen.

Além disso, existe ainda um tipo mais raro de hérnia de hiato que afeta apenas os recém-nascidos, devido a uma falta de desenvolvimento do estômago ou do diafragma. Saiba mais sobre a hérnia de hiato.

Como aliviar os sintomas

A melhor forma de aliviar os sintomas consiste em fazer algumas alterações na dieta, devendo a pessoa evitar fazer refeições muito volumosas e evitar comer alimentos muito gordurosos ou condimentados. Além disso, também se deve evitar deitar depois de comer e elevar a cabeceira da cama para dormir, para permitir que o conteúdo do estômago não suba para o esôfago. Confira uma lista mais completa do que evitar na hérnia de hiato.

Em alguns casos, o gastroenterologista também pode receitar remédios protetores gástricos, como Omeprazol ou Pantoprazol, para proteger as paredes do esôfago e aliviar os sintomas. Nos casos mais graves, em que os sintomas não melhoram com as alterações na dieta ou o uso de medicação, pode ainda ser necessário fazer cirurgia para tentar corrigir a hérnia de hiato.

Veja também algumas dicas que ajudam a aliviar os sintomas da hérnia de hiato no vídeo a seguir:

Esta informação foi útil?

Sua opinião é importante! Escreva aqui como podemos melhorar o nosso texto:

Ficou alguma dúvida? Clique aqui para ser respondido.
Verifique o email de confirmação que lhe enviamos.

Bibliografia

  • BVS. O que é hérnia hiatal e como realizar o acompanhamento nutricional nesses casos?. Disponível em: <https://aps.bvs.br/aps/o-que-e-hernia-hiatal-e-como-realizar-o-acompanhamento-nutricional-nesses-casos/>. Acesso em 02 Mar 2020
  • Federle, Michael P.. Diagnóstico por Imagem: Gastrointestinal. 1 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2018. p. 3.
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Enviar Mensagem