Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como saber se é bicho geográfico

O bicho geográfico é uma infecção parasitária causada pelos parasitas Ancylostoma braziliense e Ancylostoma caninum, que podem ser frequentemente encontrado nos animais domésticos, como cães e gatos. Assim, quando se anda descalço em locais que pode conter resto de fezes de animais, como areias ou campo, por exemplo, é possível que aconteça a infecção.

O bicho geográfico recebe esse nome porque as larvas que penetram na pele fazem um caminho pouco retilíneo que pode ser percebido, sendo muitas vezes semelhante a um mapa. Além da presença de um pequeno ponto vermelho e elevado na pele, que é indicativo da entrada do parasita, outros sintomas de infecção são:

  • Sensação de algo mexendo dentro da pele;
  • Surgimento de linhas vermelhas, semelhantes a caminhos;
  • Coceira intensa no local das linhas.

O conjunto de sintomas da infecção pelo bicho geográfico recebe o nome de Síndrome de Larva migrans cutânea, já que os sintomas podem ser notados através da pele. Os sintomas podem surgir até 30 minutos após o parasita entrar no organismo, no entanto pode demorar algumas semanas, já que o parasita pode ficar dormente durante alguns dias.

Os locais mais afetados geralmente são os pés, as mãos, os joelhos e as nádegas, pois são os locais que mais facilmente entram em contato com o chão contaminado.

Como saber se é bicho geográfico

Como é feito o tratamento

O tratamento para eliminar o bicho geográfico pode ser feito com o uso de medicamentos ou utilização de uma pomada antiparasitária, como o Tiabendazol ou Mebendazol, receitada pelo dermatologista, que deve ser passada no local diariamente. Este tratamento dura em média 7 dias, e deve ser feito até o fim, mesmo que os sintomas desapareçam dias antes. Saiba mais sobre os remédios usados no tratamento.

Como evitar o bicho geográfico

Uma das formas de evitar a contaminação com o bicho de pé é não andar descalço, em nenhum tipo de terreno, seja no asfalto, na grama ou na areia. No entanto, esta recomendação é mais difícil de seguir na praia e em parques e, por isso, é importante evitar as praias onde hajam animais domésticos como cachorros, por exemplo.

Em casa, os cães e gatos devem tomar remédios antiparasitários todos os anos, para que não possuam esses parasitas e não liberem ovos nas fezes, evitando, assim, a contaminação das pessoas. Conheça o ciclo biológico do bicho geográfico.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem