Síndrome serotoninérgica: o que é, sintomas e tratamento

A síndrome serotoninérgica consiste num aumento da atividade da serotonina no sistema nervoso central, causado pelo uso inadequado de certos medicamentos, que pode afetar o cérebro, os músculos e os órgãos do corpo, podendo levar à morte.

A serotonina é um neurotransmissor que atua no cérebro, importante para o bom funcionamento do corpo, já que regula o humor, o sono, o apetite, o ritmo cardíaco, a temperatura corporal e as funções cognitivas. Porém, doses elevadas de serotonina, podem desregular o funcionamento do organismo e levar ao surgimento de sintomas graves, como espasmos e alucinações. Veja mais funções da serotonina.

O tratamento da síndrome serotoninérgica deve ser feito no hospital, o mais cedo possível, através da administração de soro na veia, suspensão da medicação que causou a crise e uso de medicamentos para aliviar os sintomas.

Síndrome serotoninérgica: o que é, sintomas e tratamento

Principais sintomas

Os sintomas mais comuns da síndrome serotoninérgica surgem nas primeiras 24 horas e normalmente incluem:

  • Ansiedade;
  • Irritabilidade;
  • Espasmos musculares;
  • Confusão e alucinações;
  • Tremores;
  • Arrepios;
  • Náuseas e diarreia;
  • Aumento da pressão arterial e batimentos cardíacos;
  • Dilatação das pupilas.

Em casos mais graves e se não for tratada urgentemente, a síndrome serotoninérgica pode dar origem a sintomas mais severos, como batimentos cardíacos irregulares, perda da consciência, convulsões, coma e morte.

O que causa a síndrome

A síndrome serotoninérgica é causada pelo uso inadequado de medicamentos que atuam nos receptores de serotonina, como fluoxetina, amitriptilina ou carbamazepina.

Situações como tomar uma dose excessiva desses medicamentos, usar ao mesmo tempo dois medicamentos que estimulem os receptores de serotonina, ou misturá-los com outras substâncias que potenciem a sua ação, como drogas, podem levar à ocorrência desta síndrome.

Principais remédios que aumentam a serotonina

Alguns dos principais medicamentos que aumentam a serotonina no organismo são:

  • Antidepressivos, como imipramina, clomipramina, amitriptilina, nortriptilina, fluoxetina, paroxetina, citalopram, sertralina, fluvoxamina,venlafaxina, duloxetina, nefazodona, trazodona, bupropiona, mirtazapina,tranilcipromina e moclobemida, por exemplo;
  • Remédios para a enxaqueca do grupo dos triptanos, como zolmitriptana, naratriptana ou sumatriptana, por exemplo;
  • Remédios para a tosse que contêm dextrometorfano, que é uma substância que atua no sistema nervoso central para inibir a tosse;
  • Opioides usados para o tratamento da dor, como codeína, morfina, fentanila, meperidina e tramadol, por exemplo;
  • Remédios para as náuseas e vômitos, como a metoclopramida e o ondansetrona;
  • Anticonvulsivantes, como valproato sódico e carbamazepina;
  • Antibióticos, antifúngicos e antivirais, como eritromicina, ciprofloxacino, fluconazol e ritonavir;
  • Drogas ilícitas, como cocaína, anfetaminas, LSD e ecstasy.

Alguns suplementos naturais, como o triptofano, a erva de são joão (hipericão) e o ginseng, quando combinados com antidepressivos, podem também induzir a síndrome serotoninérgica.

Como é feito o tratamento

O tratamento para a síndrome serotoninérgica depende da severidade dos sintomas. Em casos moderados a graves, deve ser feito o mais brevemente possível, no hospital, onde a pessoa é monitorada e poderá receber soro na veia e remédios para tratar os sintomas, como febre, agitação e espasmos musculares, por exemplo. Em casos mais graves, pode ser necessário tomar remédios que bloqueiem a ação da serotonina.

Além disso, a medicação que a pessoa faz deve ser revista e reajustada pelo médico, assim como as doses prescritas.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • REVISTA DO SERVIÇO DE PSIQUIATRIA DO HOSPITAL FERNANDO FONSECA. Síndrome Serotoninérgica - Manifestações Clínicas, Diagnóstico, Terapêutica. Disponível em: <https://repositorio.hff.min-saude.pt/bitstream/10400.10/517/1/Cintra,%2088-96.pdf>. Acesso em 23 Jul 2020
  • FRANCESCANGELI, James et. al.. The Serotonin Syndrome: From Molecular Mechanisms to Clinical Practice. Int. J. Mol. Sci.. Vol.20. 1-17, 2019
  • MEDSAFE. Serotonin syndrome. 2015. Disponível em: <https://www.medsafe.govt.nz/consumers/educational-material/Serotonin%20Syndrome%20December%202015.pdf>. Acesso em 23 Jul 2020
  • WANG, Robert Z. et. al.. Serotonin syndrome: Preventing, recognizing, and treating it. CLEVELAND CLINIC JOURNAL OF MEDICINE . Vol.83. 11.ed; 810-817, 2016
Mais sobre este assunto: