Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

O que é a síndrome de Lynch, causas e como identificar

Abril 2020

A síndrome de Lynch é uma condição genética rara que aumenta o risco da pessoa em desenvolver o câncer de intestino antes dos 50 anos. Normalmente famílias que têm a síndrome de Lynch apresentam um número anormalmente elevado de casos de câncer no intestino, o que pode ajudar o médico a chegar no diagnóstico.

Embora não exista uma forma simples de diminuir o risco de ter câncer, ter um estilo de vida saudável e manter consultas regulares no gastroenterologista podem reduzir as chances de complicações, mesmo que surja câncer, uma vez que o tratamento pode ser iniciado rapidamente.

O que é a síndrome de Lynch, causas e como identificar

Como identificar a síndrome de Lynch

A síndrome de Lynch é uma condição genética, hereditária e que não leva ao aparecimento de sinais ou sintomas, por isso, a identificação dessa alteração é feita por meio da avaliação pelo médico de alguns critérios, como:

  • Ter câncer no intestino antes dos 50 anos;
  • Histórico familiar de câncer do intestino em jovens;
  • Histórico familiar de vários casos de câncer do útero;

Além disso, famílias com muitos casos de outros tipos de câncer relacionados, como câncer de ovário, bexiga ou testículos, também podem ter a síndrome de Lynch. Além da identificação ser por meio da avaliação de critérios, a confirmação pode ser feita por meio de exames genéticos moleculares que tem como objetivo identificar mutações em genes relacionados com essa síndrome.

O que causa a síndrome

A síndrome de Lynch acontece quando surge uma malformação num dos genes responsáveis por eliminar alterações no DNA, evitando o surgimento de câncer. Esses genes podem incluir o MLH1, MSH2, MSH6, PMS2 e o EPCAM e, por isso, muitas vezes são feitos exames laboratoriais ao sangue para confirmar estas alterações.

Porém, também existem casos de famílias que apresentam a síndrome sem ter qualquer alteração nestes 5 genes.

O que é a síndrome de Lynch, causas e como identificar

Quais os riscos de ter a síndrome

Além de haver maior risco de desenvolver câncer de intestino antes dos 50 anos, a síndrome de Lynch também pode favorecer o desenvolvimento de outros tipos de câncer, como:

  • Câncer do estômago;
  • Câncer do fígado ou vias biliares;
  • Câncer do trato urinário;
  • Câncer no rim;
  • Câncer de pele;
  • Câncer do útero ou ovários, no caso das mulheres;
  • Tumor cerebral.

Devido ao aumento no risco de vários tipos de câncer, é aconselhado fazer consultas regulares em várias especialidades médicas para fazer exames e identificar precocemente alguma alteração. O exame normalmente realizado nesses casos é o aconselhamento genético, em que é verificado o risco de desenvolvimento de câncer e a chance de transmissão do gene para os filhos, por exemplo. Entenda o que é e como é feito o aconselhamento genético.

Como é feito o tratamento

Não existe um tratamento específico para a síndrome de Lynch, porém, alguns cuidados podem ajudar a reduzir o risco de câncer como ter uma alimentação saudável e equilibrada, praticar atividade física de forma regular e evitar fumar e beber, já que esse fatores podem favorecer o desenvolvimento de alguns tipos de câncer.

Além disso, aumentar o consumo de alimentos ricos em antioxidantes também pode ajudar a reduzir o risco de câncer. Veja a receita de 4 sucos simples que ajudam a evitar o câncer.

Bibliografia >

  • NHS. Lynch syndrome. Disponível em: <https://ghr.nlm.nih.gov/condition/lynch-syndrome#>. Acesso em 16 Abr 2020
  • CDC. Lynch Syndrome. Disponível em: <https://www.cdc.gov/genomics/disease/colorectal_cancer/lynch.htm>. Acesso em 16 Abr 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem